Os melhores de 2009 (pelo menos os que eu vi)

Cinema quarta-feira, 06 de janeiro de 2010

Feliz 2010!

Pronto, fui educado com vocês e, antes que falem o que esperar da nova década e coisa e tal, lembrem-se que a próxima década começa ano que vem. Todo mundo faltou nas aulas de história, inclusive os grandes portais.

Ok, momento Pasquale (ou professor de história, sei lá) passado, vamos à coluna!

O ano passado foi muito bom em matéria de animações, com produções fantásticas, surpreendentes, blockbusters e, claro, decepções. Tendo em vista que infelizmente não assisti a todos os desenhos, principalmente os que estrearam no fim do ano, como O Fantástico Sr Raposo (Que o Pizurk curtiu), Planeta 51 (Que o Pizurk também adorou) e Os Fantasmas de Scrooge. Outro que passou batido, e lamento de não ter assistido foi o Tá Chovendo Hambúrguer.

Tenho janeiro inteiro para resolver esse problema e assistir a essas animações que me restam. Se achar que vale a pena, volto aqui e atualizo o post. Segue abaixo as melhores animações do ano. Que eu vi, claro.

Blockbuster do ano

Taí uma notícia que merecia mais destaque, afinal, A Era do Gelo 3 foi a maior bilheteria do ano no país, desbancando os favoritos de sempre, como Harry Potter, algum filme da Globo Filmes (No caso, Se eu Fosse Você 2 e A Mulher Invisível), Lua Nova, entre outros.

A Era do Gelo 3 faturou mais de 80 milhões no país, levou quase 10 milhões de pessoas aos cinemas. Superou até a renda de Titanic (79 milhões). Confesso, que o desenho é muito legal, mas não entendi essa fixação do brasileiro pela saga de Manny, Diego, Sid e, claro, Bucky. Mas já que foi esse sucesso todo, superando os vampiros e bruxos boiolas e os atores globais, bem melhor.

Surpresa do ano

Assisti tarde, muito tarde, essa animação em stop-motion que, sinceramente, não é recomendável para crianças que se assustam com qualquer coisa. Coraline é muito bom, divertido e sombrio. Chega a dar medo em algumas partes, mas é uma história cativante e bem interessante. Afinal, não dá para fazer nada ruim com um conto de Neil Gaiman. Se fizer, manda para o paredão.

Ressurreição

A Disney deve ter feito um vodu muito forte para fazer seu departamento 2D ressuscitar das trevas em que havia se metido a partir de Atlantis. A Princesa e o Sapo foi visto com desconfiança, afinal, foram fracassos e mais fracassos acumulados do departamento de animação tradicional da casa do Mickey, que teve que comprar a Pixar para recuperar a moral perdida.

Pior que a receita é básica, boa história, personagens cativantes e musicais que cative tanto a adultos quanto crianças. Ponto para a Disney!

Passou rápido

Não que tenha sido uma decepção total, tanto que gostei, mas em um ano em que a criatividade, visual e boas histórias fizeram a diferença, a DreamWorks acabou decepcionando o público com seu Monstros x Alienígenas. Boa ideia, mas recheada com clichês e mais clichês. Como já disse, eu gostei, mas acabou caindo no esquecimento muito rápido, já que não teve nada demais para oferecer.

Melhor do ano

Claro que é mais uma obra-prima da Pixar.

Up – Altas Aventuras, ao contrário de Wall-E, emocionou a todos, encantou as plateias de todas as idades e mostrou que, pelo jeito, o estúdio de animação que possui uma lâmpada como mascote, não terá, tão cedo, uma crise criativa.

Assim esperamos.

A história de Carl Fredericksen, que após adiar o sonho de uma vida ao lado da companheira, resolve realizá-lo apenas depois de perdê-la e, acidentalmente, na companhia de um escoteiro pentelho, é simplesmente fantástica! O que justifica o título de melhor do ano (Mas não a 12ª posição na arrecadação, atrás até de Velozes e Furiosos 4).

E vocês? Concordam com a lista? Ou preferem esse aqui?

Semana que vem, o que esperar para 2010.

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito