Os Filhos de Húrin (J.R.R. Tolkien)

Livros sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Não há discussão de que Tolkien é FODA PRA CARALHO, afinal, ele criou um universo inteiro e ficou rico com isso. Pode sair por aí perguntando para escritores quantos deles ficaram ricos falando sobre anões, orcs e anéis. Pois é… A única falha de Tolkien foi ter morrido.

Os Filhos de Húrin fala, obviamente, dos filhos de Húrin: Túrin Turambar e Niënor. Húrin foi um grande guerreiro dos homens, que, ao desafiar o Senhor do Escuro, Morgoth, foi feito prisioneiro, sendo obrigado a ver e ouvir tudo que o Senhor do Escuro visse ou ouvisse. Húrin foi casado com Morwen (Apesar da semelhança entre os nomes, Morwen não tem nada com a Arwen – a garota da foto acima), com quem teve três filhos: Os já mencionados Túrin e Niënor e sua outra filha, que morreu ainda criança, Urwen.

Como Húrin desafiou Morgoth, este amaldiçoou toda sua família:

Mas sobre todos os que amas, meu pensamento há de rebaixá-los à treva e ao desespero. Aonde quer que vão, o mal surgirá. Quando quer que falem, suas palavras hão de trazer mal conselho. O que quer que façam, há de se voltar contra eles. Hão de morrer sem esperança, amaldiçoando ao mesmo tempo a vida e a morte.

Com Húrin preso em Angband (A “capital” de seu domínio), Morwen tem de cuidar de Túrin sozinha (Urwen morreu antes e Niënor só nascerá depois) e para tanto o manda para Doriath, a cidade élfica do Rei Thingol e da Rainha Melian, que o tomam como filho (Nessa época Túrin tinha 9 anos e foi quando nasceu Niënor – a quem ele não conheceu) adotivo.

 Eu queria ser adotado pela Angelina Jolie

Em Doriath, Túrin conhece Beleg, com quem luta contra os orcs de Morgoth, protegendo a cidade de Doriath. Após uma luta com um dos conselheiros do Rei, Saeros, que acaba morrendo, Túrin foge de Doriath, se juntando à um grupo de proscritos (Um bando sem lei que fazia o possível para sobreviver – Leia “roubava, matava e estuprava”), de quem se torna líder. Ainda com o grupo, Túrin é “acolhido” pelo anão Mîm, que o trai, o que quase provoca a morte de Beleg (Que o estava procurando após sua fuga de Doriath).

Após Turín ser preso pelos orcs (Por culpa de Mîm), Beleg o resgata com a ajuda de Gwindor, um elfo que ficou preso em Angband mas escapou. Túrin mata sem querer querendo Beleg e, arrependido, vai com Gwindor para Nargothrond, onde conhece a filha do Rei Orodreth, Finduilas. A cidade é atacada pelo primeiro dos dragões: Glaurung, que enfeitiça Túrin (O que o impede de salvar Finduilas, que fora feita refém), fazendo-o procurar sua mãe e sua irmã em Dor-Lómin (Onde eles moravam), porém ele não sabia que ambas já haviam ido para Doriath.

Após se livrar da maldição de Glaurung, Túrin vai para Brethil, onde passa a morar e acaba descobrindo que Finduilas foi morta e que os moradores de Brethil a entenrraram. Ao ir ver seu túmulo, Túrin e alguns (?) brethianos encontram uma garota nua (OPA) e com esclerose múltipla descobrem que ela não se lembra de nada e apenas chorava, o que lhe garantiu seu nome: Níniel, Donzela das Lágrimas. Quando Glaurung ameaça a vila de Brethil, Túrin se vê obrigado a matar o dragão por vingança, o que lhe garante informações as quais ele não queria e também a felicidade de Morgoth.

Narn i hîn Húrin (O nome “original” do livro) é um livro para fãs da mitologia criada por Tolkien e não um livro “Ah, tem esse aqui, vou ler”. A narrativa de Túrin é contada tanto no Silmarillion quanto no Contos Inacabados, mas numa versão muito mais resumida. Se você já leu O Silmarillion ou os Contos Inacabados sabe o quanto ficou de fora deste post (Afinal, preencher um livro inteiro e ter mais dois resumos não é pra todo mundo). Mas como eu disse, é uma obra feita para quem já conhece e gosta da obra de Tolkien.

PS: Não se assustem com a quantidade de nomes que o Túrin teve.

Os Filhos de Húrin


The Children of Húrin
Ano de Edição: 2009
Autor: J.R.R. Tolkien
Número de Páginas: 337
Editora: Editora Martins Fontes

Leia mais em: , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • rapaiz.. li esse livro assim q lanço no submarino.. um dos melhores do tolkien…
    recomendo a todos

busca

confira

quem?

baconfrito