O Bom Dinossauro (The Good Dinosaur)

Cinema quinta-feira, 07 de janeiro de 2016

 Os dinossauros foram extintos após a colisão de um gigantesco asteróide com o planeta Terra. E se este evento não tivesse ocorrido? O filme parte desta premissa para trazer a história de dinossauros que ainda hoje controlam o planeta. E mostra a amizade de Arlo (Raymond Ochoa/Jack McGraw), um dinossauro adolescente, com um jovem menino humano, Spot (Jack Bright).

Mano, a Pixar tá perdendo o mão. Ou tão dando liberdade demais pra galera fazer o que quiser, fora do esquema Pixar de ser. Isso pra não falar que Carros 3 e Toy Story 4 já estão em produção. Se você quer uma resposta rápida se vale à pena sair de casa com a pirralhada toda pra ir no cinema, essa resposta é “não”. Fica em casa, monta a piscina 1000 litros que cê tem aí, chama a galera prum dominó. Nunca é tarde demais pra estragar a vida dos seus filhos com histórias embaraçosas, o seu tio bêbado e os primos adolescentes babacas. Por outro lado, se você quer um pouco de babaquice, vale ir no cinema sim.

Vamos fazer assim ó: No próximo parágrafo eu vou contar o filme todo.

Menino decepciona os pais por não ser o que eles esperavam, menino conhece cachorro, pai não gosta do cachorro, pai força menino a virar gente mas morre tentando, menino sai de casa, menino encontra cachorro, menino culpa cachorro pela morte do pai, cachorro não sai de perto do menino, menino passa a gostar do cachorro, cachorro encontra família, menino não deixa cachorro ir embora, cachorro entra em perigo, menino salva cachorro, menino deixa cachorro ir com a família, menino volta pra casa, mãe diz que pai do menino estaria orgulhoso, fim.

Agora troque “menino” por “dinossauro” e “cachorro” por “menino” e você tem O Bom Dinossauro.

Sério, é um filme do Buddy, Beethoven ou qualquer outra dessas porcarias melodramáticas que infestaram os anos 90: Não tem absolutamente nada nesse filme que seja novidade.

Em termos visuais, a imagem acima é um excelente exemplo de como é o filme: As paisagens, os locais em que a história se passa têm um visual completamente à parte, de forma realista, que usa um tipo próprio de animação para ser feito. O dos humanos é um pouco mais cartunesco, mas segue os mesmos parâmetros básicos de verossimilhança. Porém os dinossauros e demais animais são totalmente estilizados, completamente cartunescos. Não encaixa. Não funciona.

Em termos técnicos, a animação é excelente, mas a escolha entre ter parte dos elementos de forma realista e parte completamente na direção oposta deixa tudo fora de lugar: Os personagens não encaixam no ambiente em que estão, e o ambiente não oferece nada para os personagens. Parece que cada parte do filme, cenário, personagens dinossauros e personagens humanos foram feitos por uma equipe diferente e juntados no final. Tudo isso encabeçado por uma história clichê, irrelevante e sem peso.

O filme tem alguns personagens secundários, mas nenhum deles tem carisma algum. O estiracossauro acima, por exemplo, aparece por cinco minutos e nunca mais. Os tiranossauros, por exemplo, não são os vilões desta vez, cargo dos velociraptors e dos pterodáctilos, e mesmo sendo os melhores personagens do filme não são grandes merdas.

O Bom Dinossauro poderia ser um filme visualmente bonito, mas na gigantesca maioria do tempo não é. Poderia ter bons personagens, mas também personagens clichês sem profundidade alguma, e de quebra o personagem principal é mais fácil ser desprezado que qualquer outra coisa. Poderia ter uma história interessante de “se os dinossauros não tivessem sido extintos” mas não tem.

A moral toda do filme é o personagem principal fazer merda, ser penalizado pela vida por isso, ter que enfrentar problemas, amadurecer e ficar mais forte, mas no fim do filme, quando ele volta pra casa, é o mesmo merda que era no começo: Ele pode não ter mais medo de galinhas agora, mas não é alguém diferente, só menos patético.

Pensando melhor, fica em casa mesmo.

O Bom Dinossauro

The Good Dinosaur (93 minutos – Animação)
Lançamento: EUA, 2015
Direção: Peter Sohn
Roteiro: Peter Sohn, Erik Benson, Meg LeFauve, Kelsey Mann, Bob Peterson
Elenco: Raymond Ochoa, Jack Bright, Jeffrey Wright, Frances McDormand, Jack McGraw, Steve Zahn, A.J. Buckley, Anna Paquin e Sam Elliott

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito