Idiocracy

Filmes bons que passam batidos segunda-feira, 16 de março de 2009

Manja Wall-E? Eu diria que os dois filmes caminham lado-a-lado. Aliás, Idiocracy é um Wall-E pra quem não gosta da Disney, de animações e de mimimi.

 De Mike Judge, um dos irreverentes cérebros criativos responsáveis por Beavis e Butt-Head, O Rei do Pedaço e Como Enlouquecer Seu Chefe, esta divertida comédia fará você pensar duas vezes sobre o futuro da raça humana.
Conheça Joe Bowers (Luke Wilson). Ele não é de modo algum o cara mais brilhante do pedaço.
Mas quando uma experiência governamental com hibernação cai no esquecimento, Bowers acorda no ano 2505 e encontra uma sociedade tão emburrecida pelo comercialismo de massa e pela alienante programação de TV que ele acaba sendo o cara mais inteligente do planeta!
Agora, cabe a um cara prá lá de mediano colocar a evolução da raça humana de volta nos trilhos!
Escrito com sarcasmo incisivo e piadas visuais hilárias, Idiocracy vai fazer você gargalhar ruidosamente, quer você seja um gênio ou um não!

Após essa sinopse descolada por cortesia da Fox, você deve estar pensando: Porra, Luke Wilson? O cara é quase o Adam Sandler, esse filme deve ser uma bosta! Aí eu digo: Como cê conseguiu ignorar o MIKE JUDGE, porra?

 Presidente dos EUA.

Ainda assim, confesso que peguei esse filme com um certo receio. FELIZMENTE o nome do filme não foi traduzido. Vamos imaginar que nome seria? Idiocracia? Acho que não, eles iam querer algo mais complexo. Algo como Um Futuro bem Maluco, ou Idiocracy – De volta para o Futuro. Seria algo bem babaca, aposto. O filme passaria AINDA MAIS batido. Ou passaria no SBT, o que significa que n… se bem que ninguém assiste SBT.

Voltando ao filme, é o seguinte, de uma forma bem resumida só pra dar uma impressão melhor que a sinopse oficial: Pessoas com o QI alto pararam de ter filhos, enquanto as pessoas com o QI baixo se reproduziram feito coelhos. Com isso, o mundo foi dominado por pessoas extremamente burras, e toda a inteligência que sobrou são algumas máquinas, lógico. Joe já não era muito esperto, mas perto de pessoas com o QI de um macaco ele era o Einstein.

 Q

Imagina que espetacular acordar no futuro e ver que as pessoas conseguem ser ainda mais burras. As ruas são rodeadas por MONTANHAS de lixo. Você precisa ter um CÓDIGO DE BARRAS no pulso. Os hospitais são brinquedos de mamãe-quero-ser-médico tamanho família. O programa mais assistido é chamado OW MY BALLS.

Vê se isso não faz o MAIOR sentido. Eu me sentiria no futuro logo de cara.

Em uma certa parte o filme acaba não sendo engraçado, mas é óbvio: Há todo aquele papo de buscar uma solução e tudo mais. No fim, além de uma crítica social, Idiocracy é a MELHOR visão do futuro já feita por aí. Faz um sentindo absurdo. Mas não vamos falar sobre sentido, por favor. Estamos falando de um filme.

Não dá pra comparar Idiocracy com Wall-E, então, repito: Os dois filmes caminham lado-a-lado. Os dois marcam pra caralho – acredite, o primeiro que você assistir, independente de qual seja, vai marcar mais. Concluindo, Idiocracy é um filme extremamente acima de TODAS as expectativas, diversão e polêmica garantida. Afinal, acredite: Um dia seu tataratataratataratataraneto vai regar plantas com GATORADE.

Idiocracy

Idiocracy (84 minutos – Comédia)
Lançamento: EUA, 2006
Direção: Mike Judge
Roteiro: Mike Judge, Etan Cohen
Elenco: Luke Wilson, Maya Rudolph, Dax Shepard, Anthony ‘Citric’ Campos, David Herman, Sonny Castillo, Kevin McAfee, Robert Musgrave, Ryan Melton, Justin Long, Heath Jones, Eli Muñoz, Patrick Fischler, Darlene Hunt, Ryan Ransdell

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito