Histórias de Fantasmas (Charles Dickens)

Livros sexta-feira, 25 de Fevereiro de 2011

Tenho certeza absoluta que todos vocês conhecem ao menos uma obra de Charles Dickens, mas está na hora de vocês conhecerem um pouco mais sobre o autor… Aliás, é uma vergonha vocês não conhecerem o cara.

Apesar de Dickens ter ficado famoso por sua crítica social (Em Um Conto de Natal, por exemplo, ele critica a avareza… Obviamente), os contos presentes no livro Histórias de Fantasmas tem como principal foco as lições de moral e o entretenimento puro e simples (Mas com umas pequenas provocações para com a sociedade, mas nada como em seus outros livros).

 Quase isso

O livro é uma coletânea de 13 contos (Pois é, 13), indo desde textos de cinco páginas até textos de mais de 30 páginas. Dickens sempre gostou de coisas ligadas ao sobrenatural, tanto que sua estréia no mundo da literatura foi com contos em jornais e revistas da época. O livro começa com O Sinaleiro, que apesar de ser uma boa história passa uma impressão diferente do livro, algo um tanto quanto… Mórbido.

O conto seguinte, Manuscrito de um Louco, continua na mesma linha do primeiro texto, porém é muito mais divertido ver o personagem narrando como foi preso. Em seguida vem o melhor conto do livro: A história do Caixeiro-viajante, que tem sua “continução” com A história do Tio do Caixeiro-viajante, que definitivamente daria um ótimo livro, com uma narrativa divertida e, no mínimo, instigante.

 Foto tão velha quanto a profissão

Já numa linha mais parecida com a história do velho que foi visitado por fantasmas, há A história dos Duendes que Sequestraram um Coveiro e Uma Criança Sonhou com uma Estrela, apesar de esta última ser excelente para explicar para uma criança o que é a morte… Aliás, Dickens gostava bastante da morte… Se não pode vencê-los, junte-se à eles.

Outros destaques vão para A noiva do enforcado, O julgamento por assassinato e Para ser lido ao anoitecer, apesar de que todos os contos tem (Falando de forma meio “duvidosa”) um charme especial. Mesmo que as grandes obras de Dickens tenham sido romances e críticas, seus contos não devem nada aos outros grandes… (?) Contadores.

Charles John Huffam Dickens nasceu na Inglaterra em 1812, ficando conhecido por seus contos de fenômenos sobrenaturais e por criticar e denunciar os abusos contra as crianças, principalmente por parte de orfanatos e indústrias. Dickens morreu em 1870, aos 58 anos, influenciando autores e cineastas mesmo 140 anos após sua morte.

Histórias de Fantasmas


Ano de Edição: 2010
Autor: Charles Dickens
Número de Páginas: 191
Editora: L&PM Pocket

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Charles Dickens é um ótimo autor, pena que anda meio esquecido (se que é que um dia já foi lembrado por aqui).

busca

confira

quem?

baconfrito