Heart of Darkness (PC, PS1)

Games quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Há muitos e muitos anos, quando eu era apenas um pivete, joguei um troço legal na casa de uns amigos dos meus pais. Bem, anos se passaram, eu nunca mais vi aquele jogo, até recentemente, quando resolvi descobrir o que caralhos eu tinha jogado, e caras, foi tão legal quanto da primeira vez.

É mais um dia comum na vida de Andy e seu cachorro Whiskey (É, eu sei): Aula sem graça com um professor cuzão. Como a infância é um troço legal, após a aula ambos vão descansar no parque, quando de repente ocorre um eclipse e Whiskey é raptado por um ser das trevas. Andy corre então para sua casa na árvore, se arma com sua arma (Oh rly?) de raios e pula em sua nave, para ir resgatar seu cachorro.

Ele acaba em Darkland, uma terra habitada por seres da noite e comandada pelo Master of Darkness (É, criatividade não é exatamente o forte nesse jogo). Enquanto Andy perdia sua nave e sua arma, vemos que Whiskey era levado até o Master, mas que na verdade era Andy quem devia ser raptado, fazendo assim com que o feiticeiro quase mate seu Servo (Sério, ele não tem nome. É só Servant).

 Parece aqueles bichos do The Raccoons

Após ter de fugir de diversos inimigos e estando sem arma, Andy é resgatado por Amigo, uma criatura voadora meio idiota (No sentido pateta da coisa), e acabamas descobrindo que os “amigos” (Porque o nome deles não é falado) são a única resistência contra as sombras. Andy e Amigo são atacados, fazendo com que o garoto caia num lago e, ao tocar numa pedra mágica, ganhe o poder de manipular plantas, que, de quebra, é muito melhor que sua arma de raios.

Cara, esse jogo é incrível. Só contando a história não faz grande diferença; mas ao jogar, a coisa muda completamente. A história, as animações, o desenvolvimento… Enfim, tudo faz com que o jogo fique ainda melhor, principalmente as diferentes mecânicas que o jogo trás, desde a escalada até a forma de resolver os quebra-cabeças.

Sempre gostei das cores dos jogos de 256 cores (Supostamente, no PS1 o jogo teria 16 milhões de cores, mas todos sabemos que é mentira), e com esse aqui não é diferente: Mesmo com a paleta pequena, as cores e texturas são bem legais. Uma coisa legal desse jogo é que ele não é óbvio: O cenário está lá, mas por ser tudo tratado do mesmo jeito, você não diferenciará uma plataforma do resto do cenário. E isso não acaba por ser irritante, mas sim um ponto a favor do jogo.

Outra coisa é a interação com o cenário: Coisas que parecem inofensivas podem te matar e coisas que parecem ofensivas podem te matar. E acreditem, mesmo sendo um jogo para crianças, morte é algo normal aqui, e as criaturas da sombra te engolem, mastigam, mordem e queimam sem o menor pudor. Além disso, por ser um jogo sobre as sombras, há também a interação com as mesmas. Por exemplo, se você precisa empurrar um objeto que está longe, faça sua sombra empurrar a sombra do objeto.

Claro que o jogo não é perfeito: É curto, a história é meia boca e os controles não são exatamente precisos, coisa que aliás causará a maior parte das suas mortes (E há várias maneiras de morrer). Além disso, o jogo é bem difícil. Não nível Contra de dificuldade, mas ainda dá um bom trabalho. Vale dizer também que o jogo vinha com um daqueles óculos-vermelho-azul-3D, já que algumas das animações possuem o efeito… E isso em 1998.

O jogo tomou seis anos de desenvolvimento, e vocês provavelmente conhecem o criador dele, Eric Chahi, por um outro jogo que ele fez: Another World. HoD não é perfeito, mas acreditem, é um dos jogos que eu mais gosto. As cutscenes em 3D (O jogo é em 2D), as mecânicas, as ideias-base, os sons (Aliás, uma das melhores coisas no jogo são os sons)… A coisa toda é muito legal, e você definitivamente deveria jogar Heart of Darkness.

 Amigo’s.

Não sei se consegui passar, neste post, o que o jogo é e o quanto gosto dele, então digamos assim: O melhor jogo de tiro é CS, o melhor jogo de corrida é Burnout e o melhor jogo de aventura é Tomb Raider, mas HoD está em segundo lugar. Acreditem, este jogo está no meu “top qualquer coisa”, ao lado de Lara, Agent 47 e Sonic. Joguem este troço, e vocês verão que Final Fantasy CXIVM-2 Tactics Online Chronicles é para os fracos.

Heart of Darkness


Plataformas: PC e PlayStation 1
Plataforma Avaliada: PC
Lançamento: 1998
Distribuído por: Interplay
Desenvolvido por: Amazing Studios
Gênero: Aventura

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Marcos

    Muito bom, sem contar que o jogo era assustador. Tantas mortes violentas…
    Outro muito bom desse estilo era o Oddworld – Abe’s oddyssey.

  • Loney

    Porra, eu tinha a demo, mas nunca consegui o jogo completo =S

busca

confira

quem?

baconfrito