Desabafo de um nerd pobre

HQs quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Eu não sei vocês (Porra, sempre começa a coluna assim), mas eu sempre discuto gibis quando tenho oportunidade. Claro que eu quase nunca tenho oportunidade, mas ontem tive a chance de falar sobre gibis no bar bebendo cerveja barata uns bons drinks. Em meio a cervejas, cigarros, amendoins e mendigos pedindo esmolas, discuti assuntos sobre reformulação, gibis, sebos, heróis e outras coisas que fogem do universo de papel, como por exemplos jogos, action comics, camisetas, brinquedos e várias outras coisas que envolvem nossos queridos heróis e vilões. A conclusão de toda essa bebedeira discussão que tive é que é triste gostar de quadrinhos no Brasil. Duvida? Então me acompanhe.

Eu não quero ser um chato crítico aqui, nem parecer repetitivo. Já falei uma vez sobre as assinaturas de quadrinhos no Brasil (Você pode conferir aqui), e pra não bater novamente nessa tecla, só quero dizer que continuo assinando a Panini e que o serviço continua uma bosta. Ponto final. O que quero falar hoje talvez seja uma espécie de desabafo, é sobre algo que vai além do papel, até porque, quem curte quadrinhos dificilmente se prende só ao papel, e ai que começa o sofrimento.

Sou um grande fã de tudo que envolve os quadrinhos. Curto desde os bonecos infantis até as grandes produções de cinema, passando por figurinhas de chiclete, chinelos customizados e camisetas personalizadas. Como um bom fã, sinto a vontade (Ou talvez necessidade) de ter tais objetos, seja para algum tipo de uso ou apenas para colecionar e guardar em um saquinho de plástico. Algo simples, mas que não é tão fácil de concretizar, pois sempre encontro duas barreiras: O preço alto e o acesso.

Talvez você ache errado eu falar de falta de acesso. Eu digo isso porque moro numa cidade que é um zero, não há nada de bom aqui, quase não há bancas decentes na cidade e não há nenhuma loja com algum material “nerd”. Minha solução é a internet, mas mesmo assim ela não demonstra muito conteúdo, já que a maioria dos resultados que eu acho são de sites americanos. Aqui vou tentando me virar, mas com pouco sucesso. Sempre quis um anel do Lanterna Verde, que lá fora ele vem em algumas edições especiais e é encontrado em várias loja. Aqui você tem que pesquisar no Google/Mercado Livre e ignorar alguns resultados, assim você encontra alguns resultados aparentemente agradáveis.

Sobre roupas e afins, aqui o resultado é relativamente bacaninha. Você encontra vários sites que vendem camisetas de heróis e com um preço agradável, mas a maioria são camisetas só com o símbolo do herói/vilão, sem nenhum tipo de arte/desenho trabalhado. Há alguns sites com algumas camisetas “engraçadinhas” sobre quadrinhos, mas nada tão genial ou inovador. Além dessa “falta” de camisetas boas, você ainda corre o risco de ser confundido na rua. Sempre que saio com a camiseta do Flash algum infeliz berra “Ae Shazam!”… Vai entender né?

Partimos para um ponto crítico no nosso país tropical e caliente: As action figures e os bonecos. Esses putos são tão caros que eu nem chego a cogitar a idéia de ter um. Até tenho uns negócios que guardo no meu quarto, como aqueles bonecos do Batman que vinham no Nescau Cereal, um Asa Noturna de 10cm que paguei 30 dinheiros, um boneco bebê do Batman com cheiro de bebê e que eu durmo de conchinha com ele e alguns bonecos de ovos de páscoa. O mais legal que eu tenho é um Coringa, mas esse é importado e foi bem barato lá fora, então não conta. Não tenho mais nada, porque a Mattel vende seus bonecos (Que são bem mal feitos) por um preço bem babaca. Ainda temos as action figures, que são mais caras. Confesso que elas são bem mais trabalhadas e bonitas, mas mesmo assim o preço delas é absurdo. Até no Mercado Livre elas estão salgadas, e o Mercado Livre é basicamente o único lugar onde você as acha, porque dificilmente existe alguma loja boa vendendo isso por aqui. A maioria dos putos pega coisa lá de fora e vende aqui por um preço mothafocka. Ai fodeu né maluco.

Ainda há outros materiais, mas é sempre a mesma coisa: Ou é caro ou você não acha (Ou os dois). Não vou ficar teorizando buscando um por que disso, como já disse, isso é mais um desabafo de um pobre que não tem as coisas que queria (Que triste cara). Alegria de pobre é pegar boneco do Mc Lanche Feliz e dizer que é pro irmão. O que concluo é que é triste gostar desse material aqui no Brasil, já que você tem que pagar caro e, de certa forma, ralar pra achar o que quer. Meu conselho é: Larguem isso e vão pro bar beber, mas assim vocês irão parar de ler essa coluna, então esqueçam isso e continuem sofrendo aqui comigo.

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • foi erro de formatação ou sua intenção foi deixar o texto todo riscado mesmo?

  • Cagada de bêbado.

  • É Minha vida é quase igual……. Fazer oque né.

  • Fire

    Se você acha que o pessoal da HQ sofre, tu num imagina quanto o pessoal de Anime/Manga sofre. Paga-se 200 paus num mero Garege-Kit que no Japão não sai por mais que 20 doletas. Só pra começar.
    (puff…isso pra não fallar de quem gosta de card games….)

  • Malzo

    Hehe , sou um nerd de humanas , fonte do conhecimento é livros , mas não tenho dinheiro =/
    E livros em pdfs acabaram depois que tiraram do ar do site livrosdehumanas =/
    Triste é ir em site de livraria e pesquisar todos livros e colocar um notepad pra no futuro comprar :(

busca

confira

quem?

baconfrito