Das telinhas para as HQs

HQs sexta-feira, 22 de outubro de 2010

É comum, principalmente nos últimos anos, vermos quadrinhos sendo adaptados para a telona, e às vezes a telinha. Mas o sucesso de certas séries da televisão acabam levando o sucesso da TV para a arte sequencial em papel.

Recentemente a HQ The Walking Dead (Resenhada pelo Guten) foi transformada em série (Resenhada Previewzada¹ pelo K) pelo canal AMC e vem atraindo a expectativas de muitos leitores da HQ que esperam a estréia no próximo dia 31 de outubro. A série provavelmente vai ser ter muito sucesso já que a HQ é bem vendida e, principalmente, porque a história é de zumbis.

É claro que esta não é a primeira vez que teremos séries baseadas em quadrinhos, afinal de contas já tivemos: Batman, Shazam!, Mulher Maravilha, Homem-Aranha, Superboy, Flash, Lois e Clark – As novas Aventuras do Superman, Witchblade, Aves de Rapina, Human Target, entre outras.

Mas também é comum vermos os seriados irem parar nos quadrinhos. Um exemplo é o da série True Blood, da HBO, que mostra a convivência entre vampiros, humanos e lobisomens, que após fazer sucesso na TV acabou virando quadrinhos pela IDW Publishing, com co-criação de Allan Ball e arte de David Messina.

A IDW Publishing é uma das editoras que mais levaram séries famosas para os quadrinhos. Um exemplo disso são os cientistas forenses da franquia CSI que tiveram entre os anos de 2003 e 2007 12 histórias publicadas (Somando as equipes de Las Vegas, Miami e Nova York) entre mini-séries e one-shot.

A série considerada pelo Guiness a mais longa série de ficção cientifica do mundo, Doctor Who, também ganhou várias versões nas telinhas e nos quadrinhos. A mais recente produção do seriado tem sido feita pela BBC e está em sua 5ª temporada. E segundo alguns a cronologia da TV e dos quadrinhos se completam em muitas das vezes.

Outra série clássica que também foi levada da TV para os quadrinhos é Jornada nas Estrelas (Star Trek) e até hoje os Trekkers se mostram ótimos leitores, já que frequentemente uma nova mini-série ou one-shot dos tripulantes da Enterprise é lançada.

Outra editora que também lançou vários quadrinhos baseados em séries televisivas foi a Wildstorm como o sucesso Supernatural (Sobrenatural) protagonizado pelos irmãos Dean e Sam Winchester que teve duas mini-séries de 6 edições cada: Origins (2007) e Rising Son (2008).

Ambas as séries mostram o passado dos personagens, sendo que em Origins vemos como o pai de Dean e Sam, John Winchester, se torna caçador e sua procura em descobrir “quem” ou “o que” matou sua esposa Mary. Já Rising Son mostra a sequência de Origens, com John ensinando Dean (Com 11 anos) e Sam (Com 7 anos) sobre as ‘caçadas’.

A Wildstorm também lançou em 2008 uma mini-série em 6 edições que trazia as aventuras do nerd-espião Chuck Bartowski. Além da aventura de Chuck com seus parceiros Casey e Sara, a revista trouxe ainda duas mini-histórias de Morgan e um anuncio de utilidade pública estrelada pelo cunhado de Chuck, Capitão Awesome.

Ou seja, a tendência é que os quadrinhos e as série televisivas sempre estejam lado a lado levando suas adaptações, ora para TV, ora para os quadrinhos.

1 – Neologismo criado pelo editor-chefe, já que o K não resenhou a série. Ainda.

Leia mais em: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Bianca

    Na internet já tem o primeiro ep de The Walking Dead, só pra avisar. (Duração de 1 hora, adorei o episódio)

busca

confira

quem?

baconfrito