Cadê os Filmes de Ficção?

Primeira Fila sexta-feira, 07 de novembro de 2008

Numa época onde os efeitos especiais vão além da imaginação e o dinheiro nem sempre é problema, é de estranhar que o gênero de ficção/ficção científica esteja em coma. Quase não há produções qualificadas do gênero, além daqueles Bzões medonhos, e Hollywood pouco aposta em roteiros que já criaram clássicos como 2001 – Uma Odisséia no Espaço, Mad Max e Blade Runner – Caçador de Andróides, somente para citar alguns exemplos.

Para exemplificar neste ano de 2008, talvez com exceção do bom Eu Sou a Lenda, os demais exemplares do gênero com certeza estarão em listas de piores do ano, e no caso das próprias distribuidoras saberem disso, acabam lançando-os diretamente em dvd. E mais estranho é observar que o grande destaque do gênero seja a animação da Pixar, Wall.E, que no entanto não possui atores de carne-e-osso, apostando no gênero com uma trama simples e muito poética, uma chinelada nos roteiristas do gênero.

Iniciamos o ano com o abacaxi da marca maior (ou seria pior?) Alien vs. Predador 2, um legítimo produto da ganância hollywoodiana em busca de uma franquia, que já não se apresentava bem no primeiro filme. Daí os produtores insistem em tentar “roubar” os infelizes fãs de figuras icônicas do cinema de ficção, Alien e o Predador.

Somente dez meses depois outro exemplar do gênero chega aos cinemas, Missão Babilônia. Com expectativa já afundada, pois até o próprio diretor da película, Mathieu Kassovitz (francês que na década de 90 estourou no circutio alternativo com o filme O Ódio, depois se perdeu em adaptações comerciais como no ok Rios Vermelhos), renegou o filme, junto ao seu astro, Vin Diesel (que também já viveu dias melhores no gênero com o excelente B, Eclipse Mortal), em virtude da manipulção dos produtores nos cortes finais do filme. A lamentar, pois o filme poderia ser um resgate do curioso tema do recente já clássico Filhos da Esperança, talvez última ficção de destaque mundial, dirigida pelo mexicano Alfonso Cuáron.

E só! Os demais lançamentos ficaram restritos aos dvds (depósito do grosso da produções hollywoodianas), sendo A Era da Escuridão – Mutant Chronicles o destaque, mesmo que o roteiro não seja grandes coisas, mas sabe como é fã, aceita migalhas para saciar o vício. Do que estava prometido para este ano faltou Juízo Final (dirigido pelo, até então, competente Neil Marshall, que ficou bastante conhecido no circuito terror pelo ótimo Abismo do Medo), reagendado incontáveis vezes pela distribuidora Europa Filmes, mal sinal. E com razão, o filme é um misto de Mad Max e Resident Evil que não leva à lugar algum, e o elenco é rísivel.

No nosso futuro, isto é, para 2009, haverá maior número de opções, entretanto, em sua maioria roteiros de refilmagens e/ou continuações de franquias. Veja alguma delas:

O Dia em que a Terra Parou: Keanu Reeves volta ao seu melhor gênero (Matrix), junto à belissíma Jennifer Connelly.
Sinopse: Um alienígena chega à Terra, acompanhado por um imenso robô, para pedir paz aos governantes, pois o constante estado de guerra em que vivemos está colocando outros planetas em perigo. Refilmagem de “O Dia em que a Terra Parou” (1951), de Robert Wise.

Efeito Borboleta 3: Não, você não leu errado. Depois da catastrófica continuação lançada diretamente em dvd nos Eua, ainda vão tentar sugar um pouco de dinheiro da trama instigante do original, que até era legal. Sem ninguém no elenco dos filmes anteriores, bom pra nós, se isto serve de consolo!
Sinopse: Depois de se salvar de um incêndio na infância, Sam Reed ganhou de maneira misteriosa a capacidade de viajar no tempo, dom que é utilizado para ajudar na luta contra o crime. Mas quando volta no passado para salvar um inocente do corredor da morte, Sam começa a perseguir o verdadeiro assassino de uma antiga namorada, o que muda a vida de todos os envolvidos.

O Exterminador do Futuro – A Salvação: Mesmo a série televisiva não fazendo muito sucesso vão, finalmente, retratar o que ocorreu durante a dominação da Skynet. No elenco, o sempre eficiente Christian “Batman” Bale e Helena Bonham Carter.
Sinopse: No pós-apocalíptico ano de 2018, John Connor é o homem destinado a liderar a resistência humana contra a Skynet e seu exército de Exterminadores. Mas o futuro no qual Connor foi criado para acreditar foi parcialmente alterado pela chegada de Marcus Wright, um estranho cuja última memória é a de estar no corredor da morte. Connor precisa determinar se Marcus foi enviado do futuro ou resgatado do passado. Conforme a Skynet prepara seu massacre final, Connor e Marcus embarcam numa odisséia que os levará até o coração das operações da Skynet, onde eles descobrirão o terrível segredo por trás da possível aniquilação da raça humana.

Jornada nas Estrelas 11: Ganhando bastante hype da mídia, principalmente por estar nas mãos de Midas de J.J.Abrahms, Star Trek (para os trekkies) retorna com muito fôlego, mesmo estando afastada da telinha há anos. Elenco jovem, personagens já conhecidos e a vontade de ressuscitar a franquia, será isto o bastante?
Sinopse: Voltando na linha do tempo da série, veremos como o Capitão Kirk e o Sr. Spock se conheceram na Academia e a primeira missão da tripulação da Enterprise.

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • joão !

    veio, alien vs. predador 2 é um insulto ao telespectador

    o mesmo digo sobre “A Era da Escuridão – Mutant Chronicles” e sobre efeito borboleta 3

    maldita indústria hollywoodiana
    traz tanto coisas boas como ruins, apesar de ultimamente só ruins aparecerem

  • PQP, Efeito Borboleta 3??
    Não estragaram a trama o suficiente com o 2?

  • Nico

    O que mais me desaponta é que fazer uma ficção divertida não é nem um pouco difícil, bastea ver exemplos como Starship Troopers e Watherworld, são filmes simples, sem uma trama complexa e filosófica, mas são filmes extremamete divertidos de se ver…

    Já tem alguns anos que Hollywood vive de adaptações, pelo visto o pessoal não anda comprando muitos livros de sci-fi…

  • wiliam

    Aew, Espelho do Medo é muito foda, e ainda com Kiefer\fuckin jack bauer\ Sutherland. tem um final meio previsível mas muito bom!

  • J.J?! Já tô ansioso pra assistir esse filme (que será minha “iniciação” no Universo Startrek.

    porra, Filhos da Esperança é absurdamente bom, cara. Enlouqueci com aqueles takes de vários minutos sem cortes (no carro, e depois na guerra em sí, dentro do complexo dos fúgis, esse filme é do caralho!), e principalmente na cena do parto que foi a coisa mais chocante que ví num filme daquele estilo. Cuarón virou meu diretor preferido depois desse filho e O Prisioneiro de Azkaban.

    Tô pondo fé no próximo exterminador e sobre EFEITO BORBOLETA TRÊS, eu nem comento.

busca

confira

quem?

baconfrito