As 10 Cenas de Ficção Científica mais Famosas do Cinema

Clássico é Clássico segunda-feira, 13 de julho de 2009

Bem, estamos de férias. Pelo menos eu estou. Então, buscando dar uma folga para mim e para vocês, vou dar uma interrompida na minha série sobre movimentos cinematográficos (que vocês podem acompanhar aqui, aqui e aqui). Hoje começarei uma outra série, que deve ser recorrente aqui no Clássico é Clássico e que junta tudo o que vocês mais gostam: mulheres listas, filmes, vídeos e pouco texto. Para variar, não irei dar muitas explicações sobre as cenas pois estou sem saco de escrever eu acho muito mais válido você irem atrás das obras por curiosidade (se conseguirem ser alienados o bastante para não conhecer alguma). Ainda sim, selecionar e eleger as cenas não foi tão simples quanto pode parecer. Principalmente porque devido ao gênero escolhido, deixar algumas obras de fora iria incitar a fúria de milhares de nerds fãs. Antes de começarmos, vale lembra que são as cenas “mais famosas”, não necessariamente as melhores ou dos meus filmes favoritos, e menos ainda do “melhores filmes”. Com isso em mente, vamos lá.

10) BOOM!, em Scanners (David Cronenberg, 1981)
Talvez o único filme “mais desconhecido” da lista. Ainda sim, a cena em questão já virou quase uma “lenda urbana”. Todo mundo sabe que existe/já ouviu falar, mas raros são aqueles que sabem de onde vem.

9) Bullet Time, em Matrix (Irmãos Wachowski, 1999)
O filme mais “overrated” da história do cinema moderno. Ainda sim, é inegável que algumas cenas se tornaram padrão para todos os filmes e jogos que vieram a seguir. Essa sem dúvidas é a principal.

8) 9a de Beethoven, em Laranja Mecânica (Stanley Kubrick, 1971)
Em um de seus melhores filmes, Kubrick une coisas tão distintas quanto cenas de ultraviolência e “Ode a Alegria”, em uma mistura sádica e sensacional.

7) Johnny B. Goode, em De Volta para o Futuro (Robert Zemeckis, 1985)
Provavelmente a cena mais “deslocada” do contexto dessa lista. Mas é impossível não falar do show de Marty McFly na melhor trilogia da história do cinema. PRONTOFALEI.
Obs. É praticamente impossível achar o vídeo original no youtube. Se vocês nunca viram a cena original, merecem continuar sem assistir. Mas como eu sou legal, ao menos eu deixo a música.

6) I’ll be back, em Exterminador do Futuro (James Cameron, 1981)
Só um diretor fantástico para conseguir fazer um “miss mundo” com capacidade de atuação limitadíssima, estrelar um clássico da ficção científica. E mais do que isso, imortalizar uma cena tão inusitada como a em questão.

5) Contato Musical, em Contatos Imediatos de Terceiro Grau (Steven Spielberg, 1977)
Praticamente a cena que moldou nosso imaginário sobre alienígenas. Não bastando mexer com tubarões e dinossauros, o “blockbuster maker” também fez os filmes definitivos sobre seres de outro mundo.

4) Estátua da Liberdade, em Planeta dos Macacos (Franklin J. Schaffner, 1968)
Um dos melhores, se não o melhor, twist ending da história do cinema. Só isso.

3) Who is you Daddy?, em Star Wars Ep. V – O Império Contra-Ataca (Irvin Kershner, 1980)
A famosa frase de Darth Vader por si só já valeria a presença nessa lista. Mas a marcha imperial ao fundo, a coloca direto no meu top 3.

2) Passeio de Bicicleta, em E.T. (Steven Spielberg, 1982)
O Spielberg deve ter tido algumas experiências reais com alienígenas, não é possível. Cinco anos depois de nossa quinta posição, ele lança um filme com uma cena ainda mais marcante e que ficou eternizada no imaginário mundial.

1) A Alvorada do Homem, em 2001: Uma Odisséia no Espaço (Stanley Kubrick, 1968)
Definitiva.

Menção HonrosaA transformação, em Metrópolis (Fritz Lang, 1926)
Primordial.

That’s all folks!
E boas férias pra nozes.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • A cena do Metropolis realmente merece uma menção honrosa, em toda a minha vida já vi “reutilizarem” esse efeito em filmes muitas vezes.

  • Ledzz

    Kra.. genial o post

    só acho que faltou a uma cena… de “O dia em que a terra parou”

    Aquela de 1951, onde o robô desce da nave para atacar os humanos, e o extra terrestre fala algo como “Klaatu parada nikto”

    abraços
    parabéns pelo blog

  • eduardo

    Faltou alguma do Blade Runner cara!

  • Lindomar Júnior

    cara, excelente post..
    mas pra mim
    o Hasta la vista baby do terminator 2 eh mais memorável q o I’ll be back..
    e faltou tb a cena de jurassic park na hoa q o gordo ta fugindo no jipe e ele sofre um acidente e da cai perto de um dinossaurinho q parece um lagarto q abre umas paradas atras da cabeça..
    e também I see dead people do sexto sentido!
    flw’s

  • roguim

    Boa coletânea
    e concordo com o eduardo faltou Blade Runner.
    Tanto a cena inicial quando a fala final do androide Roy
    “Todos esses momentos vão se perder no tempo, como lágrimas na chuva…”

  • Davi Vicente

    Cena do Johnny B. Goode, em De Volta para o Futuro

    http://www.youtube.com/watch?v=d4Cr7kxjSBs

    Acho que ajuda um pouco…

  • Gilmar

    Pow primeira vez q visito o blog
    mas a cara do bacon é identica a do Quagmire(Family Guy) xD
    Flw abrço o blog ta manero

  • Edson

    Star Wars é uma colagem.
    1 – Filme Planeta proibido (Forbidden planet de 1956); pegou a entrada do filme.
    2 – Série Galatica (1978); pegou lance das naves e tipo de batalha espacial.
    3 – Livro Senhor dos aneis (J R R Tolkien); pegou a batalha do bem contra o mal.
    4 – Cavaleiros da Tavola redonda; pegou a união de um grupo de pseudos herois que lutam pelo bem baseados em um código de honra.

    Volto a falar ficção cientifica é algo mais profundo. Não tenho nada contra George Lucas afinal ele fez THX 1138 (1971) esse sim um filme de ficção cientifica.

  • Edson
  • Dhekka

    nao mencionaram o primeiro beijo interracial do cinema.. q foi em um episodio de star trek
    entre o capitao kirk e uhura

busca

confira

quem?

baconfrito