A Casa das Coelhinhas (The House Bunny)

Cinema quinta-feira, 09 de outubro de 2008

 Quando a coelhinha da Playboy Shelly (Anna Faris) é expulsa da mansão onde mora com as outras coelhinhas da revista, ela se encontra totalmente sozinha e sem ter onde morar. Quem também a encontra são as meninas da república Zeta Alpha Zeta, que resolvem acolher a loira em troca de ensinamentos que as tornem populares na universidade.

Eu admito, não esperava muito desse filme. Mas… PUTAQUEPARIU, como eu gargalhei com essa desgraça! Achei que ia ser mais um filme engraçadinho, tipo Legalmente Loira [Desculpem, patys, mas esse filme não é tãããão engraçado assim], mas é MUITO FODA! Em determinadas piadas, eu tive até dores abdominais, de tanto rir. E tem uma porrada de gostosas “incomuns” no filme, já que são caracterizadas naquele esquema “Betty a feia” pra só parecerem feias. Claro que nem todas são boas, mas isso é comum, no mundo globalizado atual de hoje em dia. E chega de embromation, vamos ao que interessa, pra você que clicou no link: as gostosas!

 E melhora mais ainda!

Ok, voltando à falar do filme, tudo começa com a história de Shelley, uma órfã que foi adotada nada mais nada menos que pelo dono da Playboy, Hugh Hefner. Porém, entretanto, contudo, todavia, Shelley recebe uma notificação, quando Hugh está numa viagem, de que, por ter completado 27 [Acho que é isso] anos, está muito velha e tem que sair da mansão. O problema é: Pra onde ela vai, se tudo que sabe fazer na vida é ser uma Coelhinha da Playboy? Fácil: virar a líder de uma irmandade de estudantes universitárias.

q

 Falei que melhorava!

Basicamente, é isso mesmo. Shelley acaba caindo de para quedas numa irmandade que está pra fechar por falta de membros. Membros esses, no caso, moças nerd/loser que na verdade são gostosinhas… Então, ela resolve ajudá-las a conquistar novas colegas de irmandade, enquanto ajuda as já existentes a se tornarem legais. Só que, enquanto ela ajuda as moças a mudarem por fora, as moças trabalham no interior dela. Não desse jeito, seu pervertido, tou falando de sentimentos! E, no final, todas ficam felizes, com os namorados que queriam, etc e tal. Mas ainda assim é uma comédia das boas.

 Ah, esses lábios…

E não tem como descrever as piadas, já que elas são em sua grande maioria sonoras e/ou visuais, e isso tiraria metade da [Ou toda a] graça. O negócio é você ir lá, ver e fazer o refrigerante ou a pipoca que tavam na sua boca sair pelo nariz. E leva uma gordinha, vai que ela se empolga?

A Casa das Coelhinhas

The House Bunny (97 minutos – Comédia)
Lançamento: EUA, 2008
Direção: Fred Wolf
Roteiro: Karen McCullah Lutz e Kirsten Smith
Elenco: Anna Faris, Colin Hanks, Emma Stone, Kat Dennings, Hugh M. Hefner, Christopher McDonald, Beverly D’Angelo, Leslie Del Rosario, Katharine McPhee, Rumer Willis

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Eu não gostei de Legalmente Loira – nem mesmo achei engraçado. YEA, eu não sou paty.

    Vou baixar esse aí, mas duvido MUITO que seja tão hilário assim…

  • Pelo trailer, cê REALMENTE ri com qualquer coisa.

  • Se a carapuça serviu…
    Eta mania de se auto-afirmar como não-paty.
    Insegurança do caralho!

    E se você é um théo da vida, só lamento…

  • Olha quem falando.

  • Hum.. parece ser nice.. agora pipoca sair pelo nariz puta coisa sem noção.. aúnica coisa qe eu ja consegui fazer sair pelo narz tirando a meleca e bebidas alcoolicas quando eu fico tri legal, é leite quente.. eu sei entranha pakas(e nem tenho que forçar..asuhaus Oo)
    Mas orrô!!
    Boa pedida.. agora só vou combinar de ir no cinema.. no meu caso é gatinhu.. e me empolgar ashuahsuahsau
    XD

busca

confira

quem?

baconfrito