10 coisas que só um viciado em séries vai entender!

Televisão sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Dado que eu tenho uma alergia foda ao serumano, é claro que é só uma questão de tempo até eu me irritar com uma galera que acha que TV gringa é o ó do borogodó: Vá para a casa do caralho, meu jovem, e aproveita e tira a bunda desse seu sofa aí porque nem NBC, CBS, CW, WASD ABC, BBC, ITV ou Fox são nem um pouco melhores que a Record ou o SBT ou a Globo. Aliás, Hulu, Netflix, Amazon Prime e todo o resto também são uma bosta. A realidade aqui é uma só, e o quanto antes cê entender isso, melhor: Cê tá assistindo TV. Tê Vê. A mesma bosta que passa Faustão e Programa da Sabrina, só que em inglês. E isso passa longe para caralho de ser motivo de orgulho.

 Meu pau de estampa floral

Bando de noveleiro do caralho, véi.

Cara, eu já assisti novela nessa vida. Nunca acompanhei todo dia e muito menos fiquei comprando revista com resumo da semana, mas já acompanhei uma ou outra em tempos passados. Eventualmente vai ter uma novela ou outra que se sobrepõe ao mar de porcarias, e cê acaba sabendo uma ou outra coisa que rola na programação: A questão aqui é que nem novela nem série é problema algum.

Não, o problema é esse bando de otário assistindo a décima quinta temporada das aventuras da turma do johnny e achando que isso é foda pra caralho porque não é o Tony Ramos com um sotaque horrível pegando uma gostosa com um terço da idade dele. Cê é muito burro, véi. Massa de manobra. O seu textão no Instagram é exatamente a mesma porcaria que a fofoca na lotação de manhã. Se este parágrafo te incomodou, faz um favor bem grande pra mim: Vai tomar no seu cu. E depois de tomar no cu, sai do Bacon que cê não merece este blog site. E se você caiu aqui de paraquedas por conta do título do texto, esta aqui é pra você: Série de cu é rola, e rola, de um jeito ou de outro, tá te faltando.

Eu sou o primeiro a dizer que foda-se o nacional: Procedência, pra mim, é uma informação relevante unicamente pra alfândega poder taxar o que quer que seja, depois disso e de alguns meses de espera, o que importa é a qualidade do produto. E a TV é uma bosta. A TV no Brasil é uma bosta, nos Estados Unidos é uma bosta, no México é uma bosta, na França, na Itália, na Alemanha, no Japão, na Austrália, na Coréia do Sul, na India. Qualquer pessoa que se disponha a ligar a TV e assistir a programação de qualquer país desliga a TV com pelo menos 20% menos neurônios.

Mas basta misturar essa necessidade patológica por status com esse sangue de barata regado à síndrome de coleira, e cê tem essa gente que acha que assitir série é personalidade. Vai aqui uma frase da Clarice Lispector pra ilustrar sua real situação:

Cê é mó otário

Assistir série não te torna interessante.

Não signficia que você tem bons assuntos pra conversa.

Não mostra que você sabe o que está acontecendo no mundo.

Não te diferencia das outras pessoas.

Não mostra que você quer que o país mude.

Assistir série só significa que você gosta de ler legenda… Ou, deus me livre, de ouvir dublagem.

Tá tudo bem gostar de série. Tá tudo bem assistir série. Tá tudo muito bem comprar camisa, caneta, caderno, broche, DVD, lenço, boneco cabeçudo e roupa íntima de série. Cê curte a parada? Se joga, amiga. Mas por tudo que é bom e bonito e cheiroso nesse mundo, não ache que isso significa mais do que é: Cê gosta de asssistir TV. Do mesmo jeito que gostar de chocolate e não gostar de ervilha não são características de quem você é, gostar de ver TV também não é. É só uma parada que cê faz quando bate a vontade.

Pode, inclusive, bater a vontade todo dia, várias vezes por dia, e cê pode dedicar hora após hora, ano após ano, a acompanhar a coisa toda, conhecer os personagens, saber quem são os atores e atrizes, torcer por renovação e chorar cancelamento. Já fiz isso tudo também; inclusive até faria de novo. Mas não é um fator decisivo na tua vida: Pode ser muito, muito importante, mas não é decisivo. Sabe o que é decisivo? Isso mesmo, pagar o aluguel. E limpar o banheiro. E levar o seu cachorro pra passear. E, quem sabe, assistir série com teu marido, namorada, esposo, peguete. Porque passar tempo fazendo algo com quem é importante pra você é decisivo, ver TV não. E se algum dia passar a ser, eu só não quero estar aqui pra ver. Literalmente, inclusive.

Se você é viciado em série você tem que entender isto aqui o mais rápido possível, e fazer tudo que você conseguir pra se ajudar: Você tem um problema. Um problema bem grave. Você acha que os seus interesses são relevantes pra qualquer outra pessoa que faça parte da sua vida, e acha também que quem não compartilha desse seu problema não tem valor na sociedade e no mundo. Isso simplesmente não tem como terminar bem pra tua vida. Você não pode ser definido só pelo que você gosta, não é assim que funciona, não é assim que você vai ter força e coragem e capacidade pra viver a vida: Cê tem que ser mais que isso. Muito, muito mais que isso. A TV é só uma mídia, as séries são só programas os jet-skis são como as motos: É divertido, mas é só entretenimento.

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito