“Weird Al” Yankovic é o seu novo artista favorito

Música terça-feira, 30 de setembro de 2014

Você gosta de música? E de paródias? E de bigodes? Então chega junto.

Sabe essa galera toda que faz umas musiquinhas pro YouTube? Sabe aquele seu amigo engraçaralho que compartilha humor no Feisse com uma paródia “fodástica” do que quer que seja? Sabe o seu tio do pavê, cantando no karaokê no churrasco? Eles não são nada. Esse cara aqui é o de verdade, é o que começou a porra toda. “Weird Al” Yankovic é o maior músico de comédia do mundo, simples assim.

História básica: Quando Alfred Matthew Yankovic (Que nome pomposo) era um garotinho, seus pais resolveram que a melhor coisa para seu filho era aprender acordeom e não guitarra. Sim, isso mesmo, sanfona. É claro que isso não o levou à popularidade, mas o levou pro lado da comédia com a música, sendo que eu começou a fazer paródias lá pra metade da década de 70. A coisa cresceu e em pouco tempo ele já estava na rádio e na TV.

Foi só pros idos de 82 ou 83 que ele começou a ficar famoso de verdade. A real é que uma grande parte do começo dele fala de comida. Sério, tem de tudo, e é um tema que ainda surge nos trabalhos dele… Repetitivo, infantil e bobo, é verdade, mas se você passar essa parte, fica mais legal. Mas ele ficou famoso mesmo com isso aqui:

Se não fosse o Michael Jackson, nenhum de nós conheceria o cara: Foi com as músicas dele que o Weird Al ficou conhecido, e o que fez com que os dois se tornassem amigos. Dalí pra frente foi de tudo, passando por Madonna, Coolio, Lady Gaga, Queen, REM, Red Hot Chili Peppers, Bob Marley, Green Day, U2, Eminem, Taylor Swift, Cyndi Lauper, MC Hammer, Joan Jett and the Blackhearts, a Hannah Montana e mais um monte de gente… Ele faz música pop, para o bem ou para o mal.

Se você fez as contas aí viu que ele “copia” gente mais famosa que ele… Há trinta anos. Ele faz isso que está nos clips aí em cima há mais tempo do que muita gente é viva, e isso pode parecer um tanto… Miserável. Quero dizer, o cara tá na mesma há três décadas, vivendo da fama de outras pessoas. A questão é que ele é bom nisso.

Ele é o artista de paródias com a carreira mais longa e o que mais vendeu discos, 12 milhões. Por que ele é bom? Porque ele não pega uma música que está fazendo sucesso, joga meia dúzia de palavras que rimem e pronto. Se você espera ouvir uma das porcarias que tem aos montes na internet, em que a letra consiste em dizer o quão merda a Nick Minaj é por ter óleo de cozinha na bunda, pode esquecer: São paródias, é comédia, mas acima de tudo é música, e ele leva o entretenimento à sério essa coisa.

É, MySpace, eu sei.

É muito foda como ele consegue trabalhar em tudo quanto é estilo musical… Tem músicas que só ouço a versão dele. Não precisa de muito para notar que o cuidado e a atenção quanto ao trabalho é muito maior que a dos artistas originais. Ouvir um álbum do Weird Al é ouvir um álbum de música, ainda que os temas sejam os mais bobos possíveis: Letra, melodia, andamento, tá tudo lá… É tipo um rockabilly da mais nova boy band do momento, só que bom. E sim, ele também tem músicas originais. A maioria são realmente paródias, incluindo medleys (Junções) de várias outras músicas famosas, mas ele faz as dele. Ainda são músicas de comédia, não necessariamente das que te fazer rir, mas não se pode dizer que sejam sérias também… Ele é um artista mais completo que metade dessas merdas que você ouve, eu garanto.

E, como acho que já deu para notar, os clipes dele são fodas pra caralho também.

Contando com o álbum lançado ente ano, Mandatory Fun, são 13, e um filme: UHF. Não assisti, mas dizem que é uma porcaria, então virou cult. Esse provavelmente foi o maior fracasso dele, mas tem outros: Já rolou umas tretas com gente que ele fez paródia, gente que odeia o trabalho do cara recalque… Nos EUA há uma lei que eu não vou pesquisar agora que garante o direito de, entre outras coisas, fazer paródias – faz parte da liberdade de expressão nas gringas – então se quiser, é só fazer e foda-se o artista original. O Weird Al, por motivos dele mesmo (Vale à pena ver as entrevistas, caso você goste do trabalho) sempre pede a aprovação do artista orginal. Prince é um velho “inimigo” do Weird Al (Se bem que é o Prince, né), mas também já negaram o Led Zeppelin, Paul McCartney, algumas gravadoras e o próprio Michael Jackson, no caso de Black or White, o que levou o Weird Al a fazer outra coisa:

Eu posso não estar fazendo sentido nenhum neste texto, e o motivo é um tanto óbvio: Eu gosto pra caralho do que o Weird Al faz. É criativo, é inteligente (Sim, isso mesmo) e, como ele mesmo fala, foge (Ou tenta) do que seria esperado de uma paródia de cada música. Ele é o cara que começou com essa grande onda de paródias, não o primeiro, mas o que tornou a coisa legal, e ano após ano, álbum após álbum, ainda mostra que é o melhor de todos: E ele só melhora com o tempo. Tem uma galera grande pra caralho nos EUA que diz que um artista só é bom mesmo quando o Weird Al faz uma paródia dele… É realmente uma conquista pros caras.

Comida…

Dá pra acreditar que o cara tem 54 anos? Eu poderia ficar um bom tempo aqui, falando de tudo quanto é música, mas cês tem internet aí, então fiquem com essa última e pronto:

Eu ia.

Nota do editor: Inclusive, esse ano, o Weird Al chegou ao topo das paradas com o Mandatory Fun. Nada mal pra um comediante.

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • SirRefevas

    Finalmente Weird Al conseguiu o topo das paradas. Nada mais justo.

busca

confira

quem?

baconfrito