Watchmen – O Filme (Watchmen)

Cinema quinta-feira, 05 de março de 2009

 “Watchmen” é situado em uma América alternativa de 1985, na qual super-heróis fantasiados são parte da estrutura comum da sociedade, e o “Relógio do Juízo Final” – que marca a tensão entre os Estados Unidos e a União Soviética – é permanentemente acertado em cinco minutos para a meia-noite. Quando um de seus antigos colegas é assassinado, o abatido, mas não menos determinado, vigilante mascarado Rorschach decide investigar um plano para matar e desacreditar todos os super-heróis do passado e do presente. À medida em que ele se reconecta com sua antiga legião de combate ao crime – um grupo desorganizado de super-heróis aposentados, dentre os quais somente um possui verdadeiros poderes – Rorschach vislumbra uma ampla e perturbadora conspiração que está ligada ao passado deles e a catastróficas conseqüências para o futuro. A missão deles é vigiar a humanidade… Mas quem está vigiando os Watchmen?

Confesso que, ao mesmo tempo que esperava ansiosamente pra ver esse filme, sentia um pouco de medo. Mesmo porque, depois de algumas bombas, você aprende a não confiar muito em Hollywood, em se tratando de adaptações. Ainda mais depois de ouvir os rumores de que o final do filme foi modificado pra ficar mais contemporâneo ou algo assim. Vendo o filme, não entendi a motivação pra isso, mas não é hora de contar o final ainda.

 Filme chocante, véi!

Vamos por partes então: O filme, até certa parte, vai muito bem. Mesmo faltando algo aqui e ali, que não daria pra encaixar em duas horas e quarenta de filme, é uma puta adaptação. Tudo bem recriado, os atores caracterizados fodamente. Algumas coisas que subjetivamente ficaram meio estranhas pra mim, como o Rorschach com uma voz grossa, me deu a impressão de “Eu vou falar grosso, tipo o Batman.” O Dr. Manhattan ficou bem feito, apesar de gostar de andar pelado, e não censurarem a piroca do cara. GAH. Ozymandias ficou como devia: O cara inteligente que quer resolver tudo sozinho. O Coruja é aquele nerd bundão que fica enfiado em casa o dia inteiro e tralalá, que só ficou com a gostosa porque o Doc vazou. Falando em gostosa, Espectral ficou bem tetéia, até pagando peitinho por 1,17 segundos. Mas não adianta, o melhor personagem [Talvez empatado com o Rorschach] foi mesmo o Comediante. Quem pensa que ele não aparece muito por morrer logo de cara se engana. Tem flashback voando pra todo lado, e toda hora um lembra de alguma coisa relacionada à ele.

 Anti-heróis são mais legais.

Até dois terços do filme, aproximadamente, eu começava a achar que o filme ia ser uma das adaptações mais fodas que eu já vi. O grande problema mesmo foi depois da cena da prisão, quando a coisa começa a degringolar… Pra começar, toda uma história paralela, que contava parte do plano final sem revelar muito, foi resumida bem porcamente em uma cena idiota. Depois, o plano foi modificado: No lugar de aliens [Não os do filme], resolveram que foi o único que tem super-poderes que fez toda a merda. Sim, porque ninguém ali é super, são todos pessoas normais que treinaram mais que eu ou você. Não deviam quebrar paredes e pilastras com socos ou cabeçadas… O único que tem poderes foi o que sofreu o acidente. E que, depois de ter aquele papo cabeça, resolveu que não, tá tudo beleza, não tem problema avacalhar milhões de pessoas. E como é foda comentar sem falar o que não devo!

 Foi mais ou menos por ae que terminou a parte boa.

Pra encerrar: O filme é uma beleza, se você desconsiderar os quadrinhos. Só acho que pra quem pensa um pouco, o final deixa a desejar de qualquer maneira.

Watchmen – O Filme

Watchmen (163 minutos – Ação/Sci-Fi)
Lançamento: Inglaterra, EUA, Canadá, 2009
Direção: Zack Snyder
Roteiro: David Hayter, Alex Tse, Dave Gibbons e Alan Moore
Elenco: Malin Akerman, Billy Crudup, Matthew Goode, Jackie Earle Haley, Jeffrey Dean Morgan, Patrick Wilson , Carla Gugino, Matt Frewer, Stephen McHattie, Laura Mennell, Rob LaBelle, Gary Houston, James M. Connor, Mary Ann Burger, John Shaw

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito