Visitando sebos

Analfabetismo Funcional quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Ok, pensando no leitor pobre como eu, que as vezes não tem 4 reais no bolso pra pegar ônibus, resolvi escrever isso aqui pra apresentar a vocês a melhor maneira de arranjar livros baratos, e de procedência duvidosa. Duvidosa, porque você nunca sabe de onde ele realmente veio. Diversas vezes, ao chegar em casa com um livro na mão, via uma etiqueta de alguma biblioteca, o que quer dizer que o livro tinha sido roubado por algum drogado precisando de dinheiro pro pó, ou algo assim, use sua criatividade e invente sua história, me surpreenda.
Bom, nessas, resolvi fazer um pequeno guia de como que você pode arranjar ótimos descontos, livros em estado aceitável, e como disputar um livro com alguém que chegou a sua frente. Tudo o que escrevo é baseado nas livrarias e sebos que conheço aqui em Curitiba, a cidade que moro/me escondo.
Feita a introdução, vamos ao que interessa, pois você que nunca foi a uma sebo deve estar curioso, e esse parágrafo que estou fazendo aqui é só pra que sua expectativa aumente, que poderia ser facilmente ignorado por você, mas que tenho certeza continua a ler, pensando que irei escrever algo útil, mas desista foi só pra te enrolar mesmo. E essa parte poderia ser pra isso também, mas não sei enrolar os outros por muito por muito tempo.
1º: Descubra onde fica esses malditos lugares!
Nada pior do que ficar andando por aí, sem rumo, só olhando para os lados sem rumo, somente para achar essas livrarias. Use a lista telefônica, e um mapa de sua cidade. Se você não tem um, vá a um hotel qualquer e fale com o recepcionista, pergunte onde é tal rua, existe grandes chances de ele rabiscar um mapa de turismo, e o dar pra você. Pelo menos pra mim, sempre funciona. Nesse mapa, marque o endereço de cada uma das sebos e feiras de usados, e guarde para quando você for visitar tudo de uma vez. é bom pra caso você vá fazer uma rota, ajuda bastante. E se caso você se perder, pode aproveitar e fazer turismo pela cidade, pelo menos o mapa você já tem.
2º: Se prepare
É algo meio vago, nada relacionado a dinheiro, até porque, se tá comprando livros usados, você deve ter pouco… A preparação que digo é levar algo pra carregar os livros. As sacolas que eles dão são coisas bem fracas, e dependendo do volume, ela pode rasgar facilmente. E se for visitar mais de uma sebo em um dia, você deixa essas mesmas sacolas no guarda-volumes, coisas que não confio ainda. Então, carregue uma mochila, bolsa, saco de cadáveres, carrinho de mão, sei lá, mas não use em hipótese alguma as sacolas que eles dão. Quero ver sua cara de tacho se elas arrebentarem quando você fora atravessar uma rua. Se eu ver isso, eu vou rir. E depois iria catar os livros pra mim, se demorasse muito. :doido:
3º: Vá sozinho
Tá, não é lá algo muito importante, mas digo que ir com amigos, namorada ou irmão a esses lugares pode trazer um grande problema (entenda prejuízo). Se não fui muito claro, lá vai um exemplo. Certa vez, estava tudo preparado pra sair, e chega uma amiga minha, que resolve ir junto. Beleza, aceitei, na minha inocência, achando que ela ficaria no canto dela, mas ao chegar lá me arrependi. Normalmente não é só livros usados nessas lojas, revistas as vezes são a maioria. Pra encurtar a história, ele me pediu emprestado 10 reais, e voltei com minha mochila cheia de revistas capricho, atrevida, e outras que nem quero lembrar o nome. Aliás, não me pagou até hoje, o que é um grande prejuízo…
4º: esqueça seus compromissos
É sério, nunca vá se você tem mais o que fazer no dia. É que nem supermercado, chega um momento que você não sabe mais a quanto tempo está lá dentro. Já cansei receber ligações enquanto estava nesses lugares, perguntando que horas eu iria chegar, até olhar pro relógio e ver que já estava a mais de 40 minutos andando de um lado pra outro, sem comprar nada. Portanto, se tem que ir a algum banco, aula, curso, esqueça um dos dois, é melhor pra você.
5º Faça uma lista
Pegue uma folha sulfite, caderno de rascunhos ou algo pra anotar e escreva todos os títulos e autores dos livros que você quer procurar. Olhe bem pra ela, ache um lixo, faça outra versão, e no dia, esqueça. Pode ser que nunca chegue a procurar o que foi anotado nela. Tenho um caderno de rascunhos na mochila, com mais ou menos uns 80 livros anotados, que sempre vou buscar, mas quando chega na hora esqueço da lista, e só vou atrás do que me chama a atenção na hora. Agora que estava escrevendo isso, vi que nos 6 meses que fui escrevendo essa lista, só comprei 4 livros dela, o que é uma boa média contando que nesse tempo devo ter comprado uns 40 livros que não estavam nela. Enfim, faça uma lista pra não seguir, ela é só detalhe pra que não se esqueça de seu objetivo inicial, seja lá qual for.
se você seguiu todos esses passos, nesse momento, você deve estar na frente da loja, com uma mochila nas costas, esperando o próximo passo. vamos a ele:
6º: boa sorte
Sério, você vai precisar. Lá dentro, dependendo do lugar, você pode achar muita coisa estranha, então é melhor estar preparado. Se for alérgico a poeira, leve uma máscara, se tiver medo de aranhas ou ratos, leve uma arma, e se tem medo de pessoas, bom, grite na cara delas quando perguntarem algo.
e pra finalizar, tem a regra de ouro, que não pode ser esquecida nunca, as outras, comparadas a essa são opcionais.
Regra extra: Nunca deixe pra comprar depois
É uma coisa que é importante. Se você viu o livro, compre-o na hora. Sem essa de pedir pra reservar, esconder ele em algum lugar, ou deixar ali mesmo. Centenas de pessoas passam pelos livros durante o dia, e tem grandes chances de uma delas querer ele também. Então, NUNCA deixe ele pra depois. Até hoje me arrependo de ter deixado pra comprar mais tarde uma edição de contos inacabados por apenas 15 reais que nunca mais vi…
E nesse ponto, deve ter percebido que eu não falei nada do que propus logo no início, por um simples motivo, tão simples que só percebi agora: ninguém é tão fanático por livros a ponto de brigar por eles, acho que só eu mesmo, como daquela vez que eu… bom fica pra próxima. e tentem sobreviver até a próxima semana.

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • llSENAll

    LEGAL PENA QUE NA MINHA CIDADE NÃO TENHA ONDE COMPRAR LIVROS USADOS

  • bee

    Nunca fui num sebo ._.

  • Black

    Melhor coisa pra comprar mangás e livros de RPG é sebo. Mas eu tô cansado de ir em sebo e encontrar Evangelion, Cavaleiros do Zodíaco e Slam Dunk. Pq o que eu quero nunca tem???

  • Ziderich

    Mas o inverso nunca é válido. Nunca vá vender seus livros velhos em sebos. Os caras são uma máfia organizada. Fui em uns quatro sebos diferentes antes da Bienal do Livro de 2007 pra desovar umas velharias pra abrir epsçao pra livro novo e levantar uma grana pra essa finalidade e quase que o que eles me pagam não vale a passagem.
    Sério, melhor vender prum ferro-velho como papel que se ganha mais.

  • Eu sempre fico meio assustado quando vou pro sebo. Sei lá meu, eu fico as vezes lendo só os nomes dos autores na tentativa de achar um conhecido, mas juro que tem vezes que eu passo por umas 4 ou 5 prateleiras e não vejo nada conhecido. É tipo como se todo mundo escrevesse livros ou então é tipo como se ninguém lesse e como tava atrapalhando em casa traz pro sebo ou então eu que não conheço nenhum autor. Vai saber.

    Mas ir em sebos é sempre legal. Sobre nunca deixar pra depois, eu uma vez deixei pra depois. Voltei na outra semana e tava lá, comprei e tal. Voltei um mês depois e tinha outro igual.

  • cacete, esse link parece uma lança

  • “Sem essa de pedir pra reservar, esconder ele em algum lugar, ou deixar ali mesmo”

    eu gostaria muito de ter permissão rpa dar uns tapões na orelha dos espíritos de porco que fazem isso

  • Leef

    ,Orra ce também mora nessa jossa de cidade? que mais? XD

  • @||SENA||
    NOÇA, QUI LEKAU ESCREVER COM O CAPS LIGADOW. :wts:
    caham. bom, dificil uma cidade que nãoi tenha uma sebo, mas sei lá, pode ser que você nunca tenha saido de casa, vai saber.
    @Bee
    agora, já sabe o que fazer quando for a uma.
    @Black
    é uma lei das sebos também, ter tudo o que você já tem, menos o que você quer, pelo menos, não tá na cara tudo o que você procura.
    @Ziderich
    isso é, coloque anuncios em jornais, venda pra amigos, mas nunca leve pra esses lugares. oferecerem 3 reais em um futuro proibido é uma facada literal.
    @Thiago
    o guia é algo que pretendo comprar em breve. e isso de esconder livros é que u sempre vejo um monte jogado por trás das prateleiras das lojas. ou na seção de revistas ou de quadrinhos das sebos.
    @Leef
    poisé, tento sobreviver por essa cidade também, com o minimo de dinheiro possivel. e pelo visto é só eu e o atillah que vivemos por aqui, pelo menos, por enquanto

  • Dica: http://www.estantevirtual.com.br/

    Lista com milhares de sebos e livros cadastrados. Você pode achar um sebo perto de você ou simplesmente comprar online.

  • “o guia é algo que pretendo comprar em breve. e isso de esconder livros é que u sempre vejo um monte jogado por trás das prateleiras das lojas. ou na seção de revistas ou de quadrinhos das sebos.”

    Eu tô ligado, eu sei que acontece mesmo. Sinto na pele isso.
    Por isso falei que gostaria de ter a liberdade de enfiar um tapão na orelha dos filhos da puta que escondem os livros pra voltar depois e comprar.

  • Compro alguns livros usados no Mercado Livre, somando o preço do livro com o do frete, às vezes, pago menos da metade do preço do livro novo e ainda o recebo no conforto do meu lar :)

busca

confira

quem?

baconfrito