Versões acústicas: destruição ou obra de arte?

New Emo quarta-feira, 16 de julho de 2008

Eu não sou fã de versões acústicas. Nem um pouco. O que me inspirou a escrever esta coluna foi uma banda que tocou em um bar que eu estava na semana passada, era apenas violão e um baterista que só tinha pratos e batia com a mão numa caixa em que ele estava sentado em cima. Não precisa mais que isso pra um acústico, mesmo.

É aí que tá: Acústicos exagerados são um pé no saco. Acho que um acústico bacana tá na simplicidade, na transparência que o som transmite, penetrando nos seus ouvidos sem incomodar. Praticamente passa KY. Você vê alguns acústicos cheios de instrumentos, com até mesmo guitarras e bateria, e… qual é a sua reação? Pé atrás ou OBA!?

Bom, acústico, ao pé da letra, basicamente é violão e uns batuques, nada de meios eletrônicos. Então, vou focar no acústico de verdade, e não nesses pseudo-acústicos com guitarras e… dj’s. Obviamente aqui começa a parte da coluna que é extremamente voltada ao meu gosto pessoal, não vou citar fatos até porque não há fatos a serem discutidos neste tema, além dos ditos acima. Também vou me focar em versões acústicas, e não em sons que já nasceram acústicos.

Toda banda tem o direito de lançar um álbum acústico, mas só se tiverem algo bom em mente E se for realmente a praia dos caras. Não precisamos citar exeplos como Korn, por exemplo, né?

Freak On A Leash ficou uma vergonha tremenda. Me contradisse acima, afinal, ISSO é um FATO. O ritmo não casou, a música nem pode ser considerada uma música e a participação especial foi um tanto quanto infeliz. Porra, acústico não tem nada a ver com Korn.

Mas… quem diria que tem a ver com uma banda Grunge?

Would?, do Alice in Chains. O fato é que o som não mudou muito, mas é esse o segredo: A maior parte das músicas da banda dão um bom acústico ou já são acústicas.

O que eu considero uma verdadeira versão, VERSÃO acústica ainda está por vir…

Tirando o refrão, temos aí um puta exemplo de versão acústica bem feita. Uma beleza.

Porém, confesso: Minha preferência está nas versões que são iguais ás originais, em relação ao ritmo. Por isso essa banda curiosa que ouvi na semana passada – e que não me lembro o nome – me chamou a atenção. Antes de me alcoolizar por completo, lembro que os caras tocaram Nirvana, Stone Temple Pilots, Live e até mesmo Metallica de uma forma respeitável MESMO. Foi a primeira banda acústica que me OBRIGOU a assistí-la, acompanhando o ritmo dos sons batendo o pé no chão e tudo mais.

Refleti bastante sobre o assunto enquanto voltava á normalidade e teorizei o seguinte: O segredo de uma boa versão acústica está na simplicidade. De verdade.

Não podia deixar de citar a versão acústica de Times Like These com o Dave Grohl, é claro. Porra, esse som é BOM e eu não sabia, incrível.

My Hero, Foo Fighters. O som não é mais agradável quando não tem trocentos instrumentos invadindo os seus ouvidos? Parece até que a energia da música aumenta, a voz tem seu merecido destaque e o violão faz um casamento sonórico com o baixo que realça mais ainda a maldita voz. Simplicidade, eu disse. E olha que sou eu, o cara que sonha em ouvir um solo de guitarra, de baixo E de bateria AO MESMO TEMPO em algum som.

Vamos a um exemplo infeliz.

Pescador de Ilusões, O Rappa. O som original é mais simples que a versão acústica, até. Repare no vídeo e conte quantos instrumentos existem ali. Agora me diga quantos deles você consegue escutar. Porra, é um estupro sonórico, não dá a menor vontade de continuar ouvindo.

A conclusão REAL é que acústico é para poucos. Sempre sua banda favorita vai fazer uma cagada enorme, o que vai acabar fazendo com que você deixe músicas boas passarem batidas. Ou não e isso é uma grande viagem que se passa pela minha mente. Bom, então fica a pergunta no ar: O que é uma boa versão acústica para vocês? Não vale citar acústicos originais.

Leia mais em: , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Guiceolin

    a caixa de madeira q ele senta em cima e batuca chama-se Carron, instrumento tipico do tango.

  • @Guiceolin
    Po, nem corri atrás do nome, pensei que era só uma caixa. Valeu!

  • Queens Of The Stone Age também faz uns acusticos maneiros

  • Ches

    Caralho!
    Como assim você me faz um texto sobre acústicos
    e não cite em momento algum o
    ACÚSTICO DO NIRVANA?

  • LucasMR

    Acústico que eu saiba são shows nos quais não se utilizam nenhum aparato elétrico que seja para executar as notas da música!

    Ok… concordo com você no geral, mas não concordo no que diz respeito a acústico ser somente violão, batuques e voz, as vezes ocorrem seus exageros e excentricidades excessivas (como no caso do acustico MTV da Bjork) mas outros valem sim como bateria e metaleira(instrumentos de sopro)pois estes não produzem um som elétrico e precisam só dos microfones para serem propagados!

    Eu gosto de muitos instrumentos “estranhos” em acusticos porque tu pode ter uma idéia de como ficaria em tal instrumento que tu nunca imaginou que poderia ser feito!

    Eis minha opinião! =D

  • Como disse o Ches, o acústico do Nirvana sempre merece ser citado. É um dos melhores acústicos já feitos, ao lado do Acústico Legião Urbana, Gilberto Gil Unplugged e Ultraje a Rigor Acústico.

  • Lucas Falcão Nunes

    Eu ateh gosto d versões diferentes da msm musica, acho legal. Mas depende a versão.

    E o melhor eh o acustico do Nirvana =/, a versão d The Man Who Sold The World eh perfeita

  • Olaf

    Théo é uma vergonha não citar o Acústico do Nirvana ai cara… Aquilo sim é um acústico…

  • Porra, mas como vocês são chatos. Eu fiz uma SELEÇÃO de acústicos procês falarem que eu ESQUECI de citar alguém? Não, só citei exemplos. Noobs.

    E citar o acústico do Nirvana, que usou distorções, não seria nada contraditório pra tudo que eu disse, né? MUITO noobs.

  • Capitão Piratão

    Cajon. Com j.

    Qualquer coisa pode virar um bom acústico, véi. Richard Cheese já provou que dá pra transformar qualquer pauleira em um som completamente diferente e ainda assim ser do caralho.

    E a noobice de vocês todos sempre me assustou. E isso inclui o senhor “eu vi um maluco batucando numa CAIXA”.

  • guetho sound

    melhor de todo até hj foi o do LEGIÃO…q o nosso amigo acho q esqueceu d citar…cabeça d R…..+ tá tudo certooo…viva a MÚSICA…hehehehehe

busca

confira

quem?

baconfrito