Uma pequena reflexão

Analfabetismo Funcional terça-feira, 29 de Janeiro de 2013

Não sei vocês, mas às vezes acho que tem gente que lê/cita algum livro/autor só pra te sacanear. Não me refiro ao cara que diz algo como “E aí Alfredão, já fez alguma posição daquele Kama Sutra que eu te dei uaeiduiduadusiudas?!?!?!?!1″ na reunião de família, mas gente que fala de Guy de Maupassant, Marquês de Sade, Goethe, Kant, Foucault e Kierkegaard durante um churrasco ou na mesa de bar.

Porque, sendo sincero, fodam-se todos eles. Sim, eu sei que é feio falar isso (Principalmente sendo eu…), mas ainda sim, “tudo tem hora e local certo”. É totalmente incompatível alguém citar Schopenhauer enquanto todo mundo fala sobre Lia Luft e Arnaldo Jabor. É fora de contexto, fora de hora… É estupidamente desnecessário.

Não tenho absolutamente nada contra nenhum desses autores, e realmente espero poder ler boa parte de sua obra, mas eu (E muita gente) realmente não ligo se algum deles disse qualquer coisa sobre abismo com olhos. Simplesmente não me interessa. Sabe quando você fazia aquele puta trabalho, e a professora te dizia algo como “tem coisa demais”? Então.

Quero dizer, são autores incríveis, e pode até ser que ele de fato se encaixe no tema debatido, mas não na “profundidade”. Eu gosto de discussões inúteis que levam horas, gosto de debater um “e se…?”, gosto de me aprofundar em temas complexos, mas não enquanto está tocando Jorge e Mateus e a galera tá chamando pra briga de galo na piscina. Esses autores (E muitos outros) são para o divã a poltrona, com uísque, e não para a cadeira de praia e Nova Schin.

Claro que até certo ponto é desculpável, mas como já diria a minha mãe, “tudo tem limite”. Quer citar Shakespeare, numa brincadeira? Sim, por que não? Mas não queira forçar algo de Dostoiévski só para parecer inteligente. Você pode ser realmente inteligente, mas vai estar comentendo uma burrice sem tamanho. Quer impressionar? Tempera a costela de um jeito que mais ninguém sabe.

Nota do editor: Gosta de discussões inúteis que levam horas mas faz um texto sem vergonha de cinco parágrafos curtos. Ah, a ironia…

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Carlos Ryllder

    Qual foi o desencadeador desse texto?Alguma situação engraçada/vexatória que você precensiou?Desenvolva,please…….

  • Loney

    Hehe, não, pura reflexão de fim de noite =)

busca

confira

quem?

baconfrito