Uma Aventura LEGO (The Lego Movie)

Cinema quinta-feira, 06 de Fevereiro de 2014

 A aventura animada conta a história de Emmet, uma minifigura LEGO® seguidora de regras e perfeitamente comum, que é erroneamente identificada como a pessoa mais extraordinária e a chave para salvar o mundo. Ele é recrutado para integrar uma sociedade de estranhos e seguir uma jornada épica para deter um tirano, uma viagem divertida para a qual Emmet vai totalmente despreparado.

Vou ser sincero: Eu não esperava bosta nenhuma. Ou pior, esperava um filme muchibento, sem vergonha, caça-níquel. Afinal, que caralhos esses filhos da puta poderiam fazer que não fosse uma grande e desnecessária propaganda dos brinquedos? Resposta: Um filme do caralho, com piadas foda, e que nem apela tanto pras peças, mas dá muita vontade de comprar milhões de kits, e baldes, e tudo mais e montar um universo parecido com o do filme, mesmo sabendo que não vai ser tão divertido. E não, eu não tou recebendo por isso, eu só sou fã da bagaça, inclusive tenho uma porrada de Lego em casa e brinquei até os 25 anos e uns meses.

Porra, eu vi o filme dublado e achei foda, imagina só legendado, sem mutilar as piadas? Deve ser do caralho. É gag uma atrás da outra, e como é tudo muito visual, não se faz necessaria grande inteligência pra entender. Já as referências, se você não tiver, não entende porra nenhuma mesmo. E cês notaram que eu tou falando muito palavrão? É porque o filme é bucetástico, e eu acabei de inventar essa palavra porque o texto é meu e eu crio o neologismo que eu quiser, seus bunda mole. Excrusive, cês sabiam que tem uma parada de construir com lego no Google Maps? Se pá foi uma ação pro filme, ou não. Mas quem liga? O que importa é que o bagulho é pesado pra caralho e vai foder seu computador. De nada.

 “Mas eu abri o link num K6-2 500 e tou esperando c

Enfim, o filme. Uma das primeiras coisas que eu me preocupei foi: “Como esses palhaços vão fazer pra representar emoções com personagens de rosto estático?” Ai eu lembrei dos Crepúsculo e deixei de me preocupar com isso porque é de uma babaquice sem fim. Ainda mais considerando que eles ignoraram que os bonecos não tem expressões faciais e fizeram, como toda boa animação, um negócio meio caricato, meio clichê, meio zoando o próprio clichê da coisa. E sim, o bagulho é tão bom que tem três metades, volta pra sua aula de matemática, CDF de merda.

 Sim, até o fogo é feito de Lego. E como não poderia deixar de ser, tem o policial bonzinho e o policial malvadão.

Na parte visual, não tem como reclamar de qualquer coisa. Ou os caras fizeram tudo no stop-motion [Improvável] ou usaram uns computadores foda, o que eu acho bem mais plausível, tendo em vista a fluidez dos movimentos. Não é aquela coisa travada dos stop-motion, tem cara de ser CG mesmo. E isso não torna a bagaça melhor ou pior, já que continua parecendo que os bonequinhos tão se mexendo e seu sonho de infância se tornou realidade. E cara, a variedade. Tem a cidade, tem o velho oeste, tem os piratas, tem a idade média, tem o espaço, tem o Batman, Star Wars, e mais um monte de coisas que cê já tá acostumado a ver nas caixas que cê olha, olha e não compra nada porque é caro demais. E não, não tem piadas quanto à isso no filme. Talvez porque esse seja um problema mais grave no nosso Brasil-sil-sil.

 “CINQUENTA REAIS POR UM KIT DESSE TAMANHO? AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH”

O roteiro também é muito bem estruturado, com personagens que surgem nos momentos certos. De te fazer rir feito uma hiena manca. Sério, tem umas piadas que eu não imaginava ver num filme dessa magnitude, o que é muito bom pro humor. Sem contar as viradas desse mesmo roteiro. Cara, que diabo é aquilo? É um negócio meta-cinematográfico tão bom que parece até que foi escrito aqui no Bacon. E mesmo assim tem sentimento, o que descarta que tenha sido escrito no Bacon. É aquele sentimento piegas, borra-botas, mas é sentimento. Cê vê que é pra atingir os grandes, os pequenos tão pouco se fodendo pra parada.

Se você gosta de comédia, vale a pena. Se você gosta de Lego, vale MUITO a pena. Se você é uma pessoa triste e dura por dentro, com o seu coração corroído pelo ódio e rancor, vá assistir que melhora. Só não vá assistir se você tiver grana o suficiente pra comprar toneladas de Lego, mas lhe faltar o auto-controle necessário pra não gastar a grana no aluguel em Lego.

Uma Aventura LEGO

The Lego Movie (100 minutos – Animação)
Lançamento: Austrália, Dinamarca, EUA, 2014
Direção: Phil Lord e Christopher Miller
Roteiro: Dan Hageman, Kevin Hageman, Phil Lord e Christopher Miller
Elenco: Chris Pratt, Channing Tatum, Morgan Freeman, Elizabeth Banks, Liam Neeson, Will Ferrell, Nick Offerman, Alison Brie, Will Forte, Dave Franco, Todd Hansen e Jonah Hill

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Paula!

    resenha PRECISA, não poderia ser melhor!

busca

confira

quem?

baconfrito