Um pouco sobre TCGs

Games sexta-feira, 04 de março de 2011

Caso você tenha nascido nos últimos 20 anos, com absoluta certeza já ouvi falar sobre os TCG, sigla para “trading card game” (Ou ainda CCG: Collectible/Customizable Card Game), ou no bom e velho português, “jogo de baralho que faz seus pais gastarem uma fortuna”. Os TCG provam duas coisas: (1) O baralho foi uma das invenções mais fodas do mundo e (2) se ele tivesse sido registrado como produto, Bill Gates não seria nada.

 Prefiro não ter vida social a ouvir isso…

O primeiro TCG que se tem notícia é o The Base Ball Card Game, de 1904: São 107 anos. A temática (Obviamente) remetia aos clássicos americanos dos cards de baseball, aquelas figurinhas com os jogadores, times e sei lá mais o que, com um sistema de jogo relativamente simples, no qual você tinha que reunir as cartas certas para marcar os pontos ou foder com seu adversário (Segundo a fabricante do jogo, a The Allegheny Card Co., o jogo aceitava até 9 jogadores).

Muito tempo depois, em 1993, um cara chamado Richard Garfield criou o que viria a ser o TCG mais famoso (E também o melhor), Magic: The Gathering (Irônico pensar que um dos jogos mais fodas do mundo foi criado por um matemático). Magic revolucionou os (Poucos) TCG, contando com milhares de cartas, histórias como base do jogo, novos tipos de habilidades e com uma mecânica muito mais simples que os RPG de mesa, porém sem deixar os nerds revoltados.

Magic deu a chance para que outros TCG ganhassem fama, como por exemplo o Star Trek Customizable Card Game e o famoso Illuminati: New World Order. Poucos anos depois vieram Star Wars Customizable Card Game (Acham que o George Lucas ia ficar para trás?), o Middle-earth Collectible Card Game e o também famoso Vampire: The Eternal Struggle (Também criado pelo Richard Garfield). Além desses, franquias famosas como Arquivo X, Mortal Kombat, Doctor Who, Shadowrun, Duna e Babylon 5 também tiveram seus exemplares em TCG.

Foi em 1999 que vieram os dois TCG mais famosos entre a pivetaida: Yu-Gi-Oh! e Pokémon. Ambos possuem mecânicas parecidas, mas histórias completamente diferentes, coisa que ajudou a vender o jogo. Pokémon estava prestes a explodir (No bom sentido) no mundo todo (O anime já passava há dois anos e já havia os jogos da Nintendo) e Yu-Gi-Oh! teve as vendas alavancadas pelo desenho que foi lançado um ano após a criação do TCG.

Depois de 1999, com a “Pokémania” (Dentro de 3 anos, seria a vez de Yu-Gi-Oh! ficar famoso), novas franquias famosas entraram na dança, como X-men, Sailor Moon (Sailor Moon era um desenho foda… Bons tempos), Raw (Da WWE), Dragon Ball Z, NFL, Harry Potter, Buffy, a Caça-Vampiros, Os Simpsons, Fullmetal Alchemist, Naruto, Beyblade, Conan e World of Warcraft.

A partir de 2001, séries que já tinham seus TCG (Como Dragon Ball Z, Yu-Gi-Oh! e Doctor Who) relançaram seus jogos, com atualizações, novos modos de jogo e tudo mais. Magic, tem modificações a cada ano desde 1994, mas não precisa se vangloriar por isso (Acho que já deu para notar qual meu favorito, né?).

Aqui no Brasil, logo após o final do anime de Yu-Gi-Oh!, os TCG perderam a força, restando apenas nerds e desocupados (Como eu) jogando os vários TCG por aí. Atualmente, contamos com coisas tipo Bakugan, que conta com o jogo de cartas, que usa as mesmas “bolinhas-monstros” do anime. Meus caros, eu JURO que eu tentei, mas não consigo entender essa porra… Não que eu queira jogar, mas é só para saber como é, afinal, o desenho também não faz o menor sentido.

Magic, Pokémon e Yu-Gi-Oh! são os melhores representantes de um tipo de jogo que une o lado divertido dos velhos RPGs com as facilidades atuais: Jogos mais rápidos e simples, mas sem perder a diversão. Já joguei vários TCG (Incluindo estes três), e lhes digo com absoluta certeza que é um enorme gasto de dinheiro e um bom tempo desperdiçado da sua vida, mas a diversão (Seja só por jogar, seja por humilhar seu oponente) faz valer à pena… Considerando, é claro, que você não tem 30 anos, mora com sua mãe e acha que o controle remoto é a coisa mais foda já inventada (Só para deixar claro, o controle remoto é a quarta coisa mais foda já inventada).

Leia mais em: , , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito