Top 5 músicas sobre a prisão

Música segunda-feira, 01 de agosto de 2011

Lá estava eu, fazendo uma incursão musical através deste glorioso mundo virtual, quando aproveitei pra dar uma atualizada na minha biblioteca musical, que estava meio… Estagnada. Mas claro que isso não importa. O que importa é que durante essa atividade deveras prazerosa, eu me deparei com um tema tão recorrente quanto interessante, abordado por músicos dos mais diversos estilos e épocas. Vários temas na verdade, mas agora falemos especificamente (Ou nem tanto assim) das músicas que melhor passam a experiência da privação de liberdade. Eu acho. Mas enfim, esse parágrafo não passa de uma enrolação do caralho, vamos as canções em questão:

5 – Take This Hammer (Leadbelly)

Se existe um tipo de música feito para se ouvir na prisão, ele com certeza é o blues. A captura melancólica de todo o sofrimento da vida rural do sul dos Estados Unidos, combinada com um fio de esperança, serviu de base para todo o desenvolvimento da música norte-americana. Na interpretação de Take This Hammer do Rei das 12 Cordas, ele não só verbaliza o desejo de deixar a cadeia, como intercala os versos com um grito de Há!, representando o momento em que o martelo cai, como ele próprio explicaria, remetendo àquela clássica cena que todo mundo já viu em tudo quanto é filme e desenho, com os prisioneiros acorrentados em fila quebrando pedras embaixo de um sol escaldante.

Mas não é só por isso que essa música merece a posição. Leadbelly, que esteve na prisão diversas vezes durante a vida, conseguiu através de suas músicas ser perdoado não por um, mas DOIS governadores diferentes. E olha que estamos falando de um negro, no sul dos Estados Unidos. No inicio do século passado.

4 – Hurricane (Bob Dylan)

Além de ser o melhor letrista que o mundo já conheceu, o Bob Dylan foi um dos primeiros músicos a dar um caráter mais político pra suas composições. Aliás, simplesmente a ter próprias composições. Aqui, ele descreve o caso real do boxeador Rubin Hurricane Carter, que foi preso, acusado de assassinato, apenas por… Bom, ser negro na hora errada e no lugar errado. A história teve um final quase feliz (Ele foi inocentado mais de 20 anos depois) e ainda rendeu um filme bem bacana estrelado pelo Denzel Washington.

3 – Fields of Athenry (Dropkick Murphys)

Cara, não tem o que falar dessa música. Apenas que a canção popular irlandesa sobre um homem preso por roubar o milho de um lorde inglês para alimentar a família na Grande Fome Irlandesa do século XIX ficou melhor ainda na versão irish punk do Dropkick Murphys. Porra, só de ouvir, a ideia de se juntar ao IRA e morrer pela pátria-mãe (A Irlanda, no caso) parece irresistível.

2 – San Quentin (Johnny Cash)

O Johnny Cash é o cara. Ou alguém antes dele pensou em fazer shows nas prisões de Folson e San Quentin, por acaso? Pois é. Além de shows e álbuns gravados nas prisões citadas (E até em uma na Suécia!), em diversas músicas durante a carreira o Man in Black demonstra sua compaixão pelos prisioneiros e principalmente sua percepção sobre a situação do sistema prisional norte-americano. Como na canção Starkville City Jail, baseado no incidente real onde ele foi preso por colher flores durante a noite.

1 – House of the Rising Sun (The Animals)

Tá, ninguém sabe realmente o que era a tal Casa do Sol Nascente. Existem tantas interpretações como versões essa canção folk de autor desconhecido. Os próprios Bob Dylan e Leadbelly chegaram a regravá-la. Algumas vezes, a música parece se referir a opressão da vida num puteiro em João Pessoa New Orleans, mas a minha interpretação favorita é a da mulher que mata o marido opressor e é condenada a prisão, de novo em New Orleans. Ou tudo isso é só uma metáfora, vai saber. Os Animals decidiram gravá-la de uma perspectiva masculina, e essa versão está aqui simplesmente porque é uma das coisas mais sensacionais já produzidas pela humanidade.

Menção honrosa – The Wall (Pink Floyd)

Deixei esse álbum de fora da lista primeiramente porque é covardia é um CD (Duplo) inteiro, né. E mais importante, por que a prisão (Ou melhor, o muro, heh) não é algo físico, no caso. Mas o Roger Waters conseguiu a mais próxima representação da solidão e do isolamento humano, bem como de todos os sentimentos que afloram em decorrência dessa situação. E que devem ser bastante comuns dentro de uma prisão.

Pra falar a verdade, tudo o que esses artistas citados fizeram foi apenas dar um contexto mais restrito ao objetivo compartilhado por todas as músicas, ou até por todas as obras de arte: A busca por algum tipo de libertação. Mas filosofias baratas a parte, sintam se livres pra jogar na minha cara as músicas que eu acabei esquecendo.

Leia mais em: , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Anônimo

    Boa seleção de músicas mas senti falta de “Diário de um Detento”, ainda mais com essa temática. Ao menos creio ser digna da parte de “menção honrosa”.

  • N4gu4l

    Starkville city jail é muito foda. Chega a ser engraçada, pelo jeito que ele canta a história. Tipo, ah, tava de bobeira aí os caras me prenderam ae e saí de lá sem grana. E só estava pegando flores LoL

  • Julio Kirk

    Lista de músicas sobre a prisão:

    Folsom Prison Blues.

    E tenho dito. Meu nome é ENÉIAS! (soco na mesa)

  • lucas

    Haha, fiquei entre essa e a que eu coloquei. Só que a San Quentin tinha um vídeo mais bacana.

busca

confira

quem?

baconfrito