The Walking Dead – Segundo Episódio (PC, Mac, PS 3, Xbox 360, iPhone, iPad)

Games segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Bem, falei do primeiro episódio aqui, então vocês já tem uma ideia de como o jogo é, ou seja, um point and click que praticamente não tem relação com a HQ ou com a série. E tendo falado sobre como é o jogo, me resta falar sobre o jogo.

Como o jogo depende quase que inteiramente de você, suas decisões (Atos e/ou falas) determinam o caminho que o jogo irá tomar, mas o que rola no primeiro episódio é mais ou menos isso: Depois de escapar de ser preso, você salva Clementine, acha a casa dos Greene e lá encontra seus companheiros: Katjaa, Kenny e Duck (Uma família). Depois vocês vão para outra cidade onde encontram o resto do grupo: Carley, Lilly, Larry, Doug e Glenn. Coisas acontecem e da farmácia onde vocês estavam, vocês vão para um motel abandonado, onde montam o QG.

O segundo episódio começa três meses depois do primeiro. Novos personagens, novas situações. Para resumir, vocês estão sem comida, tá quase rolando uma guerra civil entre o grupo e a coisa só piora quando mais gente chega. Entre algumas outras descobertas, aparece uma galera propondo uma troca: Gasolina (Que vocês tem) por comida. Como arriscar é melhor do que morrer de fome, você e mais alguns vão com os caras pegar a comida, e acabam descobrindo que eles moram numa fazenda, totalmente segura contra os zumbis (Aliás, puta viadagem essa de “walkers”) e tem comida de sobra. E porra, claro que estava bom demais para ser verdade.

Nota do editor: Ninguém se refere aos zumbis como “zumbis” nas obras de ficção.

Então o que muda do primeiro pro segundo episódio? Bem, agora você se importa um pouco com os personagens (Afinal, a duração do primeiro episódio não é o suficiente para isso), e diferente do primeiro, em que muita coisa tinha que ser apresentada, o segundo pode se focar na história, o que significa que agora sim você sente o peso de cada decisão que deve ser tomada. Mesmo não sendo verdade, cada fala parece mudar alguma coisa, e é realmente fácil mudar as coisas para pior. Coisa que eu fiz esse segundo episódio inteiro. Sério, até eu me odeio.

Como tanto a HQ e a série falam, o problema não são os zumbis, são as pessoas. Nesse segundo capítulo eu realmente quis ter tomado outras decisões, quis que algumas coisas tivessem ocorrido diferente. Acabou que, de forma geral, eu fiquei numa posição ruim para todo o grupo, até mesmo para a Clementine, e estar sozinho num apocalipse zumbi é uma merda. Do jeito que a coisa está, do jeito que eu joguei, a situação está ruim para todo o grupo, e só tende a piorar… Vejamos como me saio no próximo capítulo.

The Walking Dead


Plataformas: PC, Mac, PS 3, Xbox 360, iPhone, iPad
Plataforma Avaliada: PC
Lançamento: 2012
Distribuído por: Telltale Games
Desenvolvido por: Telltale Games
Gênero: Aventura, Point and Click

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito