The Walking Dead – Quarto Episódio (PC, Mac, PS 3, Xbox 360, iPhone, iPad)

Games terça-feira, 30 de outubro de 2012

Eis que chego ao penúltimo episódio de The Walking Dead. O episódio anterior termina em uma descoberta por parte de Lee e Kenny, quando o grupo finalmente está chegando em Savannah (Ironicamente, o litoral).

Não falei antes, mas cada episódio tem um nome próprio… Não que mude em alguma coisa. Enfim, o quarto episódio começa com o grupo entrando em Savannah, e, estranhamente, encontrando a cidade totalmente vazia, naquele clássico silêncio pós-apocalíptico de vai-dar-merda. E porra, obviamente dá merda: Começam a soar sinos das igrejas e as ruas são tomadas por zumbis.

Meus caros, o grupo podia estar melhor: Omid ainda tá com a perna fudida, Lee e Kenny tão numa briga e Chuck fica para trás, após defender Clementine dos zumbis. O grupo foge para uma casa e após desenterrar o cachorro, conseguem entrar nela, onde o estado de Kenny só piora. O grupo também descobre que todos os barcos na cidade foram pro saco, ou seja, seu plano naufragou meu deus como eu sou ingrassado. Tudo isso com Lee sendo constantemente observado por alguém.

Com a ajuda de Molly (A mulher da primeira imagem), o grupo descobre que Savannah foi tomada por Crawford, uma galerinha da pesada que se juntou para sobreviver, mas que só aceita em seu grupo quem puder tomar conta de si mesmo, ou seja, nada de doentes, velhos ou crianças. E eles foram os responsáveis por criar uma paliçada com zumbis empalados.

Lee, Kenny, Clementine e Molly acabam se separando ao ser atacados por zumbis, e enquanto os outros voltam para a casa, Lee vai para o esgoto, onde acaba descobrindo que Chuck está morto (E seu corpo está sendo comido por zumbis), tendo se suicidado (Ou seja, ele não volta), e acaba descobrindo que um grupo de cancerígenos ex-membros de Crawford mora no esgoto kawabunga!.

Após falar com eles, Lee descobre que todos fugiram de Crawford por serem ex-pacientes de Vernon, um oncologista, que acaba aceitando ir com Lee para a casa, para cuidar de Omid. Coisas rolam e você acaba descobrindo que na casa (Uma mansão) tem um barco! Só que sem gasolina e bateria, o que significa que você e o grupo devem roubá-los de Crawford.

Não sei se ficou claro, mas rola coisa pra caralho nesse episódio, então vou encurtar: Cês entram, Crawford tá uma merda; dá mais merda ainda; cês conseguem a gasolina e a bateria, mais merda acontece; você tem que tomar uma decisão foda (Que acabou por me colocar numa situação ainda pior com Kenny), cê descobre que a Molly também era de Crawford e vê, através duma filmadora magicamente com bateria, como as coisas rolavam em Crawford; vocês fogem de zumbis, escalam e finalmente conseguem sair de Crawford.

Bom, cês tem tudo para fazer o barco funcionar, o que significa que mais decisões devem ser tomadas: O destino de Clementine, o que fazer com o barco e como ficam Vernon e os outros. Acontece que a Clementine desaparece, e geral acha que foi o Vernon, que tinha se oferecido para ficar com ela. Só que a merda definitiva acontece, Lee (E eu) toma no cu, e claro, você e o grupo tem que ir resgatar a garota, só para descobrir que Vernon e a galera sumiram do esgoto e que outro cara, o do walkie-talkie, tá com a Clementine. Véis, eu tou na merda.

The Walking Dead


Plataformas: PC, Mac, PS 3, Xbox 360, iPhone, iPad
Plataforma Avaliada: PC
Lançamento: 2012
Distribuído por: Telltale Games
Desenvolvido por: Telltale Games
Gênero: Aventura, Point and Click

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • ÁLlan

    Terminei de jogar esse episódio. Sem dúvidas foi o melhor, intenso pra caralho, um monte de coisa acontecendo e um monte de decisões fodas. Muito bom mesmo.

busca

confira

quem?

baconfrito