Nem só de HQs americanas vivem os Quadrinhos IV

HQs sexta-feira, 07 de Maio de 2010 – 4 comentários

Fechando essa viagem turística além dos quadrinhos americanos falarei um pouco de nossos quadrinhos tupiniquim. E não, não vou falar de Maurício de Sousa. O pai da Mônica e sua turma eu vou abordar em uma outra coluna, ou não.

Mas a verdade é que temos bons quadrinhos perdidos no Brasil, apesar da nona arte nacional não ter um grande incentivo, mantendo nossas obras sequenciais lançadas em álbuns direto nas livraria e lojas especializadas. continue lendo »

Encarnação do Demônio

Cinema quinta-feira, 07 de agosto de 2008 – 6 comentários

Zé do Caixão finalmente encerra a trilogia iniciada com À Meia-Noite Levarei sua Alma (1964) e Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver (1967) com um filme que já é cult. Só não sei dizer se isso é bom ou se é ruim, mas sei dizer que a qualidade do filme é espetacular.

Após 40 anos preso, Zé do Caixão é finalmente libertado. De volta às ruas, o coveiro sádico está decidido a cumprir a meta que o levou à prisão: encontrar a mulher que possa gerar seu filho perfeito. Em seu caminho pela cidade de São Paulo, ele deixa um rastro de horror, enfrentando leis não naturais e crendices populares.

Eu sempre achei que o cinema brasileiro devia investir em Ficção Científica e em Terror (imaginem um filme nada infantil envolvendo personagens assustadores do FOLCLORE, véi!), ainda mais depois de tanta merda feita por aí. Zé do Caixão sempre representou a parte trash do terror, mas eu tenho lá minhas dúvidas se Encarnação do Demônio é um filme trash. É claro que seria polêmica dizer “o filme novo do Zé do Caixão NÃO É trash!”, mas vamos aos fatos: Em primeiro lugar, o filme é de uma qualidade espetacular, como dito no início da resenha. A fotografia, os atores, o enredo, os efeitos… cara, pra um filme de baixo custo, Encarnação do Demônio é PROFISSA.

Assombrado pelo próprio passado. Noob.

Com diversas cenas de humor (muitas vezes, obviamente, negro), suspense, tortura e delírios, você percebe que o filme, definitivamente, não é trash. Porém, José Mojica Marins tem seu estilo, sua origem, sua… marca. É impossível cobrar que seu personagem, o grandioso Zé do Caixão, saia da linha e concorra ao Oscar. Não, o cara sempre foi trash, no sentido bom da coisa. Ele é, definitivamente, um maluco. UM MALUCO! Não tem como um maluco não ser trash.

Agora, pare pra pensar: Que tipo de ser demoníaco faria uma interpretação digna de Oscar? Zé do Caixão é um personagem realista, o maior vilão brasileiro – TOTALMENTE brasileiro – de todos os tempos. O que há de trash em Encarnação do Demônio é o que há de realista na trama. E também o que custaria caro, óbvio.

Mojica faz arte com terror, com sangue, com o cramunhão. Cinema é arte. E esse filme é imperdível, é o filme de sua carreira. Não gosto de filmes cult, nem acho que este filme seja cult. Pra mim, Encarnação do Demônio é a prova de que o cinema nacional, nas mãos certas, é realmente uma arte. E não basta ter as unhas gigantes.

Só acho que o cara pegou leve demais, talvez para conseguir mais visibilidade ou até mesmo desbancar alguns prêmios a mais, não sei. O que eu quero saber é: Mojica, quando sai seu próximo filme?

Pegou leve pra carái, falaí.

Encarnação do Demônio

Encarnação do Demônio (90 minutos – Terror)
Lançamento: Brasil, 2008
Direção: José Mojica Marins
Roteiro: Dennison Ramalho, José Mojica Marins
Elenco: José Mojica Marins, Jece Valadão, Milhem Cortaz, Adriano Stuart, Rui Rezende, Cristina Aché, Helena Ignez, Débora Muniz, Thais Simi, Cléo De Páris, Nara Sakarê, Raymond Castile, Zé Celso

Assista ao trailer de Encarnação do Demônio, novo filme do Zé do Caixão! (18+)

Cinema quarta-feira, 25 de junho de 2008 – 0 comentários

Já vou avisando: É forte. Se você tem o estômago fraco, cai fora!

Sensacional, véi! O filme já tem site, ó: www.encarnacaododemonio.com.br

O longa fecha a trilogia iniciada em 1963, com o clássico á Meia-noite Levarei sua Alma. Em 1966 veio Esta Noite Encarnarei no teu Cadáver, e é exatamente onde este filme parou que começará Encarnação do Demônio. Bomba ou clássico garantido? Se liga na sinopse:

Após 40 anos preso, Zé do Caixão é finalmente libertado. De volta ás ruas, o coveiro sádico está decidido a cumprir a meta que o levou á prisão: encontrar a mulher que possa gerar seu filho perfeito. Em seu caminho pela cidade de São Paulo ele deixa um rastro de horror, enfrentando leis não naturais e crendices populares.

Estréia no dia 8 de agosto.

Rio ganha seu primeiro Festival Internacional de Cinema Fantástico

Cinema quarta-feira, 30 de abril de 2008 – 1 comentário

Se liga no Press Release da bagaça:

O Rio de Janeiro vai se tornar o principal ponto de encontro dos fãs do cinema de fantasia, horror e ficção-científica, com a realização do RIOFAN – I Festival Internacional de Cinema Fantástico do Rio. Com duas semanas de programação, o festival vai exibir mais de uma centena de filmes, incluindo curtas e longas-metragens brasileiros e estrangeiros, muitos deles inéditos no país.

O festival acontece entre os dias 30 de abril e 11 de maio no Estação Botafogo, nas salas da Caixa Cultural e na Cinemateca do MAM. A abertura será no dia 30 de abril, no Cine Odeon, com a pré-estréia de Diário dos Mortos, novo filme de George A. Romero.

Considerado um dos grandes mestres do cinema de horror em atividade, Romero foi o responsável pela criação de toda uma mitologia moderna ao reinventar a figura clássica dos zumbis com filmes como Dawn of the Dead (1978) e Terra dos mortos (1985). Em 2008, Romero volta ás origens para realizar Diário dos Mortos, “um dos filmes de horror mais ousados, hipnóticos e vitais dos últimos dez anos”, segundo a revista Fangoria. A distribuição do filme no Brasil é da Imagem Filmes.

Em sua primeira edição, o RioFan irá prestar um tributo ao mestre do cinema de horror brasileiro José Mojica Marins, que lança este ano seu mais novo filme, A Encarnação do Demônio, última parte da trilogia protagonizada por sua mais célebre e imortal criação: o terrível Zé do Caixão. O cineasta será homenageado com a entrega de um prêmio pelo conjunto da obra e com uma programação especial preparada em sua homenagem.

Uma das atrações do RioFan será uma mostra competitiva internacional de longas-metragens, a primeira do gênero no Brasil, que apresenta uma seleção do que de mais insólito e inovador vem sendo produzido atualmente no cinema mundial. A programação internacional inclui ainda a mostra paralela Visões, cuja proposta é exibir filmes situados nas fronteiras do horror e do fantástico; a mostra informativa Panorama, com longas-metragens inéditos no Rio; uma seleção de documentários temáticos (Fantadocs); curtas-metragens premiados (RioFan Shorts); e uma mostra de filmes inspirados na obra do escritor H. P. Lovecraft.

Curtas-metragens brasileiros produzidos nos últimos dois anos serão exibidos na mostra Curtas RioFan. Uma retrospectiva de curtas-metragens fantásticos brasileiros realizados entre 2000 e 2006, e o espaço Underground Brasil, que exibe uma vasta produção independente de baixo orçamento realizada no país, completam a programação nacional. Um programa especial com filmes da cultuada Canibal Produções, do catarinense Petter Baiestorf, é um dos destaques.

A programação completa do festival pode ser conferida no site www.riofan.com.br.

É HOJE, 30 de abril a 11 de maio de 2008.

Estação Botafogo – Sala 1 (280 lugares), Rua Voluntários da Pátria, 88 – Botafogo
Caixa Cultural – Cinemas 1 e 2, Av. Almirante Barroso, 25 – Centro
Cinemateca do MAM, Av. Infante Dom Henrique, 85 – Centro

A Encarnação do Demônio, novo filme do Zé do Caixão, tem sua data de lançamento divulgada

Cinema quinta-feira, 24 de abril de 2008 – 0 comentários

Segue o que o cara disse segundo o Gutural:

“8/8/08. É uma data cabalística. O longa já tem convites para participar de festivais como o canadense Fantasia, que acontece em julho, além de eventos na França, na Espanha, na Itália e no Japão. Já recusei três viagens ao Japão, é longe. Mas era para homenagens. Agora é lançamento de filme, então tenho que ir.

Tem muita gente esperando pelo filme. Se esse povo todo for ao cinema, será recorde de bilheteria no Brasil.”

Ololco, sensacional. Então, dia 8 de agosto deste ano sai o novo filme de José Mojica Marins, o último da trilogia de Zé do Caixão. É o cinema brasileiro mandando ver quando o assunto é SANGUE!

Ofertas: DVD’s do Zé do Caixão

confira

quem?

baconfrito