Balanço de Blockbusters do ano

Primeira Fila sexta-feira, 08 de agosto de 2008 – 9 comentários

Bom, o Paulo basicamente me intimou a fazer esta coluna procês, mas saibam que eu sou um grande admirador do cinema arte, assisto blockbusters apenas por diversão, pra desligar o cérebro de vez em quando. O cara já falou por aqui sobre os blockbusters em quatro partes (1, 2, 3 e 4), então vou me basear nessa lista para expor minha opinião sobre os caça-níqueis do ano. Mais sobre cada filme, basta clicar no link em seus respectivos títulos.

Homem de Ferro

De longe, mas DE LONGE, o melhor, mais divertido, mais engraçado e mais GENIAL adaptação de um herói para as telonas. Minhas expectativas eram baixas, tendo em vista que eu vinha de uma péssima seleção de filmes do gênero para assistir nos fins de semana. Mas, porra, eu nunca me empolguei tanto em um filme de super heróis, e a empolgação aqui foi graças à exatamente TUDO no filme: Elenco, trilha sonora (além do instrumental, o filme já começa com AC/DC e termina com Black Sabbath – absolutamente perfeito), efeitos especiais, roteiro e tudo mais. Eu agradeceria eternamente a tiazinha do café que fez parte do casting de apoio da equipe de filmagem do filme se eu a encontrasse na rua. Taí um filme espetacular, até o Paulo vibrou (ou vibraria, cê viu?).

Speed Racer

O filme mais legal do ano, os irmãos Wachowsky conseguiram fazer uma adaptação completamente maluca e, pasmem, inovadora, de um desenho dos anos 60. Matthew Fox roubou a cena para caralho, só pra constar. O que me entristece é o fato de o filme ter ganhado uma divulgação chula (pelo menos por aqui, to por fora da divulgação fora daqui) e ter sido atropelado por outros blockbusters, além de ser vítima de preconceito por noobs por aí. Sério, são os irmãos Wachowsky e o povo reclama das CORES do maldito filme. Eu pensei que a trama seria uma espécie de Velozes e Furiosos, me senti um imbecil após sair do cinema por ter pensado nisso.

Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal

Este foi um dos filmes que me fez ter vontade de recuperar, de alguma forma, o tempo perdido sentado na frente daquela telona. Shia LaBeouf foi a única “coisa” que valeu à pena no filme, na boa. E querem fazer uma continuação, AINDA com Harrison Ford. Não aprendem nunca.

As Crônicas de Nárnia: Princípe Caspian

Não vi e não gostei, fato. É o tipo de história que não me chama a atenção, muito politicamente correta, infantil e… sem graça. Já quebrei a cara com filmes do tipo, então continuarei passando longe.

O Incrível Hulk

Acho que rolou muito drama e pouca ação. Afinal, quando você pensa em HULK, você pensa em AÇÃO. Ok, a história pedia por drama, então há um desconto. O filme foi absurdamente melhor do que o anterior, mas não chega a ser uma obra prima. Eu recomendo, mas não elogio. Ok, não muito. Edward Norton é foda, fazer o quê?!

Fim dos Tempos

Criaram uma expectativa enorme para com Shyamalan, e isso causou uma queimada de língua enorme por aí. Eu estava indiferente, tanto que gostei do filme. É esse o grande erro de blockbusters (principalmente): Falsa expectativa. Você só pode criar uma expectativa fodida com um Guillermo Del Toro da vida, um cara que só fez filme bom. Shyamalan oscilou, a crítica acreditou demais em um “retorno” e quebrou a cara. Mas o filme É bom, pelo menos pra quem estava indiferente.

O Procurado

Ainda não vi, e considero esse um dos dois filmes que pode vir a ser o mais ESPETACULAR do ano. Esse é o tipo de filme que todo fã de Matrix aguardou esse tempo todo, só que sem toda aquela filosofia. E eu, como grande fã do melhor filme sci-fi de todos os tempos, aguardo este filme com uma ansiedade e expectativa enorme. Sem conhecer a HQ.

Wall-E

A melhor animação de todos os tempos, o melhor filme do ano, a melhor crítica social da história do cinema em uma animação, o filme mais respeitável da Disney por NÃO TER FALAS… enfim, a lista é realmente muito grande, e me faltam palavras para descrever a sensação de ter assistido à essa obra-prima. Mas acho que isso já é o suficiente pra te convencer.

Arquivo X – Eu Quero Acreditar

Ainda não assisti, e ainda estou indiferente. Eu não acompanhei a série, mas acredito que o filme, só por se tratar de um filme de uma das séries sci-fi mais elogiadas de todos os tempos, já vale a conferida. Aliás, o Paulo que é o grande ídolo da série, CADÊ RESENHA?

Sex and The City

:erm:

Agente 86

Ainda me arrependo por não ter assistido à este filme, e taí outra série que eu não acompanhei. Algo me diz que o filme é bastante bacana, e eu não digo isso por causa das críticas por aí. Nem sei por que digo isso, é só palpite. Bom, pra ser convincente: O elenco é bom, e as cenas que eu vi são, no mínimo, interessantes.

A Múmia – Tumba do Imperador Dragão

O filme mais divertido do ano e MENOS aguardado positivamente pela crítica, ou pelo menos por boa parte dela, foi o que percebi. O fato é que o filme é realmente divertido, até mesmo acima das expectativas. Jet Li não faz filme ruim, não faz MESMO.

Hancock

Este filme é tão, mas tão clichê, que eu, por muito pouco, não vomitei a pipoca que eu ganhei na sessão. Tal pipoca que, por acaso, estava murcha. Mas enfim, dos blockbusters que eu vi, esse aqui foi o pior. O filme só vale à pena no início, até o trecho do banco. Muita expectativa foi criada aqui também, uma pena – eu mesmo queimei a língua. Basicamente, os roteiristas ficaram sem idéias para continuar o filme após a famosa cena do banco e inventaram a história mais absurda possível.

Kung Fu Panda

Eu esperava MUITO pouco desse filme, praticamente nada. Quando vi, foi, de fato, uma surpresa enorme. O maldito enredo é muito bem feito, tirando alguns furos, como o fato de não sabermos nada sobre alguns personagens importantes. Enfim, diverte bastante, e a dublagem nacional é boa, até.

Batman – O Cavaleiro das Trevas

Expectativa é o tema da vez, certo? Batman transbordou expectativa, o filme já estava sendo chamado de “Coringa” por muitos. Eu, particularmente, não esperava nada. Batman com armadura do RoboCop E magrelo? Certo, certo. O elenco é dos melhores, mas a trama é cansativa, não adianta teimar. Fiz questão de não ver o filme na semana estréia, estratégia boa pra conseguir uma cadeira na sala, inclusive. Após assistir, saí da sala com uma coisa na cabeça: Aaron Eckart foi o grande astro, não tem pra ninguém. Heath Ledger teve seus momentos, na boa. Bom, o filme foi abaixo das expectativas pra mim, afinal, minhas expectativas até aumentaram após eu ouvir de pessoas de extremo bom gosto para filmes falarem “o melhor filme de todos os tempos”, ou “a melhor adaptação de todos os tempos”. Eu só acho que vocês precisam assistir a mais filmes, mas o filme é bacana sim. Só não é tudo o que dizem.

Hellboy 2 – O Exército Dourado

Pra mim, esse é o filme mais esperado do ano. E só estréia no dia 5 de setembro. Mas enfim, Guillermo Del Toro é o cara que só faz filme bom, e Hellboy é o… “herói” mais “inesperado” das adaptações. O cara foi desenterrado e rendeu um filme MUITO bom, e, após todos os trailers e vídeos desse segundo filme, é certo que um filme ainda mais brilhante está por vir. E vai, VAI ser brilhante. Essa é a primeira promessa de filme mais ESPETACULAR do ano, talvez aqui sim temos um concorrente à altura de Homem de Ferro. Mas, porra… esperar até setembro? Se foder.

Lançamentos de Jogos da Semana – 01/06 ~ 07/06

Games segunda-feira, 02 de junho de 2008 – 3 comentários

Chaos War (Playstation 2)
O Playstation 2 ainda existe! Não que o jogo seja algo novo, afinal foi lançado no Japão em 2006, quando o Google ainda não tinha nem comprado o YouTube. Chaos War é RPG de estratégia que na verdade é um crossover de Shadow Hearts, Growlanser, Blazing Souls, Gakuen Toshi Vara Noir, Spectral Force, Spectral Souls, Hametsu no Mars, Gungrave e Shinsengumi Gunraw Den.

Eu não tenho idéia da maioria desses jogos, exceto o Shadow Hearts.

GRID (PC, Playstation 3, Xbox 360, Nintendo DS)
Batidas insanas, corridas intensas e carros estilosos. Conheça Grid, o novo jogo de corrida da Codemasters. Gráficos realistas (mas não é um Gran Turismo), diversos modos de jogo e uma customização de carros até que decente, mas sem uma liberdade total. Uma coisa interessante do jogo é que se você tiver um nome comum (caso contrario você escolha um apelido) o jogo usa seu nome nos diálogos, embora eles acabem ficando repetitivos.
Se você é um daqueles que adoram rever suas corridas, Grid tem um ótimo modo de replay e uma camera muito inteligente, mas peca por ser impossível de salvar o replay no HD.
Embora tenha poucos carros, Grid é uma boa alternativa para corridas com estilo mas ainda assim sérias.

Lego Indiana Jones: The Original Adventure (PC, Playstation 2, Playstation 3, PSP, Xbox 360, Nintendo DS, Wii)

Existe sim jogo de filme bom. Depois da última combinação mais nerd impossível de Lego Star Wars, agora temos o novo Lego Indiana Jones. Quem jogou já Lego Star Wars sabe como é divertido e a versão do maior heroi de aventura de todos os tempos não poderia ser diferente.
O Original Adventure, que é o que vai ser lançado essa semana, cobre a história dos três primeiros filmes, a história do quarto irá vir em um próximo jogo.
É muito melhor ver para sentir como é o jogo, tem trailers aqui e aqui. Recomendo conferir nas suas plataformas favoritas.

Ninja Gaiden II (Xbox 360)
Continuação de um dos melhores jogos exclusivos para Xbox 360, Ninja Gaiden II é facilmente um dos melhores jogos de ação para o sistema. O combate continua excitante, o jogo continua centrado na ação e a câmera continua ruim.

Muito bonito, principalmente em movimento enquanto chove sangue. Confira no trailer.

Não é tão surpreendente quanto seu antecessor, mas continua um ótimo jogo.

Summon Night: Twin Age (Nintendo DS)
A franquia Summon Night da Atlus chega pela primeira vez no Nintendo DS como um RPG de Ação.
A Famitsu (mais conhecida revista de games do Japão) deu um 9/8/8/8 (cada número representa a nota de um editor numa escala de 0 a 10), o que é uma boa nota.
O combate acontece na tela de baixo e é controlado pela stylus, lembrando um pouco os RTS já lançados para DS.

Veja o trailer aqui.

The Incredible Hulk (PC, Playstation 2, Playstation 3, Xbox 360, Nintendo DS, Wii), Kung Fu Panda (PC, Playstation 2, Playstation 3, Xbox 360, Nintendo DS, Wii) e Robert Ludlum’s The Bourne Conspiracy (Playstation 3, Xbox 360)
Jogos de filme que não conseguiram nem um pouco chamar a minha atenção. Aliás, exceto pouquíssimos jogos de filme prestam (como o Lego Indiana Jones). Previews de uma linha é o que eles merecem até que provem o contrário.
The Incredible Hulk, o jogo baseado no filme que o théo diz que vai ser melhor que o Batman, parece ser apenas mais um jogo de ação baseado em filme. Quem confia em um jogo com seis plataformas?
Falando em seis plataformas, Kung Fu Panda piora ainda mais, porque jogo decente de um filme de animação ainda está por vir.
The Bourne Conspiracy é baseado na trilogia Bourne e adicionando uma visão mutante e que você pode ver o trailer aqui no Ato ou Efeito.

Estréias da semana – 22/05

Cinema quinta-feira, 22 de Maio de 2008 – 1 comentário

Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal (Indiana Jones and the Kingdom of Crystal Skull
Com: Harisson Ford, Cate Blanchett, Shia LeBouf, Ray Winstone, Karen Allen e John Hurt

Indiana Jones cai na mão dos russos em 57 e precisa ajudar os caras a acharem alguma coisa que está escondida na famosa Írea 51. Como sempre Indy escapa, mas o fato de quase ter ajudado os comunistas o coloca sob suspeita. Ele perde seu cargo de professor e então decide mudar de ares. Mas ele é a única pessoa que pode salvar a mãe de Mutt Williams (Shia LeBouf) presa no meio da selva amazônica quando procurava a tal caveira de cristal. Então o bom e velho Indy que não foge de uma boa caça ao tesouro decide topar a jornada e enfrentar os russos, a mata fechada, os mistérios das civilizações antigas e o reumatismo, mostrando que ainda consegue fazer meia dúzia de malabarismos sem dar um mal jeito no ciático.

Controle, a história de Ian Curtis (Control)
Com: Samantha Morton, Sam Riley, Alexandra Maria Lara e Joe Anderson

E lá vamos nós para mais uma cinebiografia de algum grande nome da música. Dessa vez, num esquema mais indie. O diretor Anton Corbijn (ele já dirigiu uma meia dúzia de clipes do U2) traz a tona a história do vocalista do Joy Division, Ian Curtis. A trajetória curta e intensa recebe um enfoque especial na sua saúde débil (chegou a sofrer alguns ataques de epilepsia no palco, tendo que receber ajuda médica ali mesmo), o amor da família e de um caso extra conjugal, além da dificuldade de lidar com seu próprio talento.

Ensinando a Viver (The Martian Child)
Com: John Cusack, Amanda Peet e Joan Cusack

John Cusack no seu papel default de trintão bizarro sem rumo na vida acaba de ficar viúvo. Numa atitude muito inteligente (afinal sofrimento pouco é bobagem), ele decide adotar um orfão… que acredita ser um marciano em missão na Terra. A partir de então ele passa a contar com a ajuda de uma amiga (Amanda Peet) já que ele sabe tanto sobre cuidar de crianças quanto de construir bombas atîomicas com um clipes e um chiclete mastigado.
Especialmente crianças que acham que são marcianos em missão na Terra.

Cleópatra
Com: Alessandra Negrini, Miguel Falabella, Taumaturgo Ferreira e Bruno Garcia
A história de Cleópatra vocês já estão cansados de ouvir. Um filme com Miguel Falabella nunca é garantia de coisa boa. Mas eu darei apenas um motivo para ir vê-lo e você jamais conseguirá contra-argumentar: Alessandra Negrini pelada.

Overdose Sci-Fi: Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal (Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull)

Cinema quinta-feira, 22 de Maio de 2008 – 3 comentários

QUÊ? Como assim Indiana Jones no Overdose SCI-FI? Pois é, nem eu esperava, mas foi o que o senhor-faz-filmes-pé-no-saco, George Lucas, nos proporcionou. Isso nem foi dito na sinopse (não vou fazer outra por aqui, se contentem com o link, ok?), então eu fui ao cinema na esperança de assistir a mais um filme de aventura do vovô Indy e Só… mas aí veio este “ingrediente especial”. Não sei se foi ingenuidade ou falta de informação da minha parte, mas eu fiquei surpreso. E, de uma certa forma, decepcionado.

O filme NÃO É um Sci-Fi, só contém elementos de tal gênero. Vai com calma.

Eu pensava que o próprio INDY era a caveira, aliás.

EFEITOS VISUAIS / SONOROS

Excepcionais. Tirando as partes em que incluem a música tema da série em versões de suspense, o que eu achei completamente broxante e fora de sincronia. Já em relação aos efeitos visuais, ao menos nisso George Lucas e sua equipe (sem se esquecer de Steven Spielberg, é claro) não decepcionam. Destaque para as lutas em cima de carros e para a cena final. Mas Harrison Ford não precisou de tanta ajuda neste quesito, apesar da idade. Pelo contrário, Shia LaBeouf foi quem precisou de uma mãozinha com os macacos (SPOILER SUBLIMINAR DETECTED).

ENREDO

Indiana Jones. Tirando a parte da ficção científica, é claro. As cenas de suspense, descobertas e tudo mais, tiram a atenção de muitos (mas nem tanto) furos no roteiro. Afinal, por que DIABOS um arqueólogo vai até METADE de uma “missão”, aquela que basicamente seria a mais FODA de sua vida, e decide voltar? Ololco! Vez ou outra os caras meio que ficaram sem saída em algumas cenas, encheram o peito e gritaram: CENA TRAAAAAAAAAAASH! Na cena final, rolou algo que eu chamaria de “descarga ao contrário”. É rir pra não chorar.

PERSONAGENS

Shia LaBeouf (Mutt Williams) roubou a cena por diversas vezes. Sério, esse cara é muito bom e pode ser considerado um PERIGO para Harrison Ford – um monstro, mas com o brilho ofuscado em diversas vezes por LaBeouf. É MUITA moral roubar a cena do INDIANA JONES, ou então Spielberg perdeu MESMO o jeito. Cate Blanchett (Irina Spalko) fez o tipo de vilã que eu particularmente não gosto, além de não representar muito perigo não fosse seu EXÉRCITO. Sean Connery foi BEM melhor que ela e, pasmem, a participação do cara foi aparecer em uma FOTO. Karen Allen (Marion Ravenhood) não apareceu muito, mas o bastante pra divertir. Assim como John Hurt (Oxley), que foi um maluco e tanto. De resto, um elenco razoável.

SCI-FI

George Lucas disse que, se dependesse dele, o filme contaria com ET’s e tudo mais, se bobear o Darth Vader apareceria por lá pra… ter uma aula com Indy. Felizmente Spielberg segurou o cara, mas… ninguém segurou Spielberg. Enfim, a ficção científica inserida aqui é bem clássica, ao menos. Porém, deu a impressão de que faltou algo, mas é pelo contrário: Chegou a PASSAR dos limites. E não, eu não sou fã xiita de Indiana Jones. Sempre preferi A Lenda do Tesouro Perdido, tanto o primeiro filme quanto o segundo.

EXPECTATIVA BLOCKBUSTERIANA PóS INDIANA JONES E O REINO DA CAVEIRA DE CRISTAL

Sinceramente, esse filme tá na “zona de rebaixamento” dos blockbusters. Imagino que a bilheteria seja maior que a de alguns, mas Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal é um filme que Só diverte, não empolga. Tirando as cenas de Shia LaBeouf, claro. E não é só o AOE que tá caindo em cima do filme, acreditem.

O pôster indica um filme melhor, acredite.

Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal

Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull (124 minutos – Aventura / Sci-Fi)
Lançamento: EUA, 2008
Direção: Steven Spielberg
Roteiro: David Koepp, George Lucas, Jeff Nathanson
Elenco: Harrison Ford, Shia LaBeouf, Cate Blanchett, Karen Allen, Ray Winstone, John Hurt, Jim Broadbent

Mais um TV Spot de Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal

Cinema quarta-feira, 21 de Maio de 2008 – 0 comentários

E aí, preparados? Já é AMANHÃ, véi! Se tudo der certo até o fim de semana sai nossa incrível resenha. :amd:

Ofertas: DVD’s da série Indiana Jones, Games Indiana Jones

LEGO Indiana Jones ganha mais um vídeo

Games quarta-feira, 14 de Maio de 2008 – 1 comentário

Não tem como não rir. Também não tem como NÃO ficar com vontade de jogar.

O game será lançado em 3 de junho para PS3, XBOX 360 e Wii.

Ofertas: DVD’s da série de filmes Indiana Jones, Games Indiana Jones

Assista ao novo trailer de Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal

Cinema segunda-feira, 12 de Maio de 2008 – 0 comentários

Coroa TURBINADO, falaí. A estréia mundial do filme é no dia 22 de maio.

Ofertas: DVD’s da série Indiana Jones, Games Indiana Jones

Assista a mais 4 comerciais de Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal

Cinema quinta-feira, 08 de Maio de 2008 – 0 comentários

Lembram da sinopse?

A nova aventura começa no deserto em 1957 – o auge da Guerra Fria. Indy (Harrison Ford) e seu ajudante Mac (Ray Winstone) escaparam por pouco de um encontro com nefastos agentes soviéticos em um campo de pouso remoto.

Agora, o Professor Jones voltou á sua casa na Universidade Marshall – apenas para descobrir que as coisas foram de mal a pior. Seu amigo e reitor da escola (Jim Broadbent) explica que as ações recentes de Indy o tornaram alvo de suspeita e que o governo está pressionando a universidade para que o demita. Ao deixar a cidade, Indiana conhece o rebelde jovem Mutt (Shia LaBeouf), que tem enorme desprezo pelo arqueólogo, mas também uma proposta: Se ele ajudar Mutt em uma missão com razões extremamente pessoais, Indy pode deparar-se com um dos maiores achados arqueológicos de todos os tempos: A Caveira de Cristal de Akator, um lendário objeto de fascinação, superstição e medo.

Mas conforme Indy e Mutt partem para os cantos mais remotos do Peru – terra de tumbas ancestrais, exploradores esquecidos e uma suposta cidade de ouro – eles rapidamente percebem que não estão sozinhos em sua jornada. Agentes soviéticos também estão em busca do artefato, entre eles a fria e devastadoramente bela Irina Spalko (Cate Blanchett), cujo esquadrão de elite está cruzando o globo atrás da Caveira de Cristal, que eles acreditam que ajudará o império soviético a dominar o mundo.

Indy e Mutt precisam encontrar uma maneira de enganar os soviéticos, seguir a impenetrável trilha de mistério, enfrentar inimigos e amigos de moral questionável e, acima de tudo, impedir que a poderosa Caveira de Cristal, caia nas mãos erradas.

A estréia mundial do filme é no dia 22 de maio.

Ofertas: DVD’s da série Indiana Jones, Games da série Indiana Jones

Novo trailer + 2 TV Spot de Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal

Cinema terça-feira, 06 de Maio de 2008 – 0 comentários

Começando com o trailer:

Do carái. Essa música até arrepia. Agora, se liga nos dois TV Spot:

A estréia mundial do filme é no dia 22 de maio.

Ofertas: DVD’s da série Indiana Jones, Games Indiana Jones

LEGO Indiana Jones ganha mais um trailer

Cinema segunda-feira, 05 de Maio de 2008 – 0 comentários

Só eu vi alguns spoilers ali? E o cara puxando a gordinha com o chicote? Orra, coroa safado.

O game será lançado no trimeste de 2008 para PS3, XBOX 360 e Wii.

Ofertas: DVD’s da série de filmes Indiana Jones, Games Indiana Jones

confira

quem?

baconfrito