Estréias da semana – 10/12

Cinema quinta-feira, 09 de dezembro de 2010 – 1 comentário

Crônicas de Nárnia – A Viagem do Peregrino da Alvorada (The Chronicles of Narnia: The Voyage of The Dawn Treader)
Com: Ben Barnes, Eddie Izzard, Skandar Keynes, Georgie Henley, Peter Dinklage, Will Poulter, Bill Nighy
Retornando ao universo de Nárnia, Lúcia, Edmundo e Pevensie, acompanhados de seu primo Eustáquio, encontram o principe Caspian, que agora é rei, que os convoca pra encontrar os sete lordes de Telmar, que estão desaparecidos. Eles vão no navio Peregrino da Alvorada (talvez por isso o nome do filme), e enfrentarão dragões, anões, tritões e Sebastiões uns guerreiros perdidos.
Pra quem viu os outros dois, acho que vai interessar. Não é o meu caso. continue lendo »

Destaques da Semana em DVD – 10 à 14/11

Cinema sexta-feira, 14 de novembro de 2008 – 4 comentários

Crônicas de Nárnia – Príncipe Caspian: Segunda aventura baseada nos livros de C.S. Lewis, mesmo após desempenho abaixo das expectativas do filme anterior, que claramente prejudicaram as bilheterias deste nos cinemas, mesmo a crítica dizendo ser este o melhor. Na trama, apenas um ano se passou para os irmãos Pevensie desde a primeira aventura, mas 1.300 anos de história transcorreram na dimensão de Nárnia, agora dominada pelos telmarinos, que baniram os animais falantes e as criaturas mitológicas. Assim, o reino precisa novamente da ajuda dos irmãos. Curiosamente, é um legítimo herdeiro dos telmarinos, Cáspian, quem clama pelos reis em nome da antiga magia de Nárnia.

Um Crime Americano: Excelente história, principalmente se pensarmos que foi baseada em acontecimentos reais, que acabou sendo prejudicada pela adaptação quase novelesca, ainda sim, o contexto é revoltante e a interpretação de Catherine Keener assustadora. Na trama, Sylvia e Jennie Fae Likens, as duas filhas de um casal que trabalha com um circo são deixadas para uma estadia demorada em Indianápolis, na casa Gertrude Baniszewski, uma mãe solteira com sete crianças. Tempos difícies, e as necessidades financeiras de Gerturdes, obrigam-na a fazer este arranjo antes de perceber como esta obrigação levará sua natureza instável a um ponto de ruptura, a ação do filme se passa em 1958.

Quebrando Regras: bobagem para fãs de lutas, pena que neste pacote não esteja incluído um bom ELENCO e ROTEIRO. Na trama, se podemos chamá-la assim, Forçado pela sua família a se mudar do interior de Iowa para a ensolarada Flórida, o jovem Jake descobre na sua nova cidade um circuito de competições de MMA (sigla em inglês para Artes Marciais Combinadas) e acaba envolvido.

As Ruínas: Inédito nos cinemas, parece pegar onda no sucesso internacional de Abismo do Medo (The Descent), mas trata-se de uma adaptação da obra de Scott Smith, que ganhou maior projeção após ser indicado ao Oscar em 1999 por outra adaptação sua, Um Plano Simples. O roteiro, que é do próprio Smith, traz a história de Jeff (Jonathan Tucker, de Pulse), um estudante de uma escola preparatória que convida os amigos a acompanharem um grupo de turistas na exploração de uma escavação arqueológica dentro de uma selva no México. O grupo passa a correr perigo quando descobre que algo maléfico e antigo vive entre as ruínas. Algo parece os observar todo o tempo. Algo irreal. Tornando seus dias mais difíceis, causando intrigas, acidentes, esse ser segue protagonizando os momentos mais tensos e apreensivos do livro. Entre indas e vindas de suspense, o racionamento de comida e água requinta a infeliz jornada dos jovens. Estão também no elenco a atriz Jena Malone (Orgulho e Preconceito) e Laura Ramsey (Ela é o Cara).

Viagem ao Centro da Terra: aventura familiar com o onipresente nesta temporada blockbuster Brendan Fraser (também na Múmia 3), aqui junto com o garoto de ABC do Amor e Zathura, Josh Hutcherson. A trama, velha conhecida de todos, acompanha Brendan Fraser como um geólogo ao lado de seu sobrinho e uma guia islandesa numa viagem ao núcleo do planeta, atrás de seu irmão. O filme é o primeiro com atores de carne e osso produzido para exibições digitais em 3D.

Hancock: Novo veículo para o sucesso crescente de Will Smith, aqui uma versão mais real de super-heróis, pena o roteiro dar uma virada na trama e acabar abrindo mão do humor sarcástico. Na trama, Hancock (Will Smith) é um super-herói diferente. Ele está sempre bêbado e mal-humorado. Quando salva o dia, o faz do seu jeito, causando prejuízos enormes à cidade e à sua própria imagem. É então que entra em cena Ray Embrey (Jason Bateman), um relações públicas, que depois de ter sua vida salva por Hancock decide mostrar ao mundo que por baixo dos óculos escuros, a bermuda larga e a boca suja existe um herói de verdade. Pelo menos temos a estonteante Charlize Theron no elenco como colírio.

Anaconda 3: sim você não leu errado, os produtores americanos ainda não desistiram da franquia da cobra gigante, pelo menos, não está ocupando lugar de outros filmes nos cinemas, chega diretamente em dvd, com ninguém mais, ninguém menos que David Hasselhoff (Mitch B de S.O.S. Malibu) no elenco. Na desculpa de contar uma história, um cientista realiza testes com duas cobras gigantes em um laboratório na Europa. O gerente do local acaba abusando da experiência e deixa as duas monstruosas criaturas escaparem. Elas estão chegas de fome e vão direto para um local movimentado para se alimentarem. Para piorar, uma delas está prestes a ter uma ninhada de cobras gigantes. Para resolver a situação, um matador de cobras é chamado e ele terá de lutar contra o tempo para evitar o pior. Chega a ser hilário!

E foi dada a largada às premiações

Primeira Fila sexta-feira, 14 de novembro de 2008 – 3 comentários

Estamos em novembro e, para os cinéfilos, está dada a largada para a temporada de prêmios do ano, com Globo de Ouro, SAG e, fechando a temporada, o Oscar. No entanto, a primeira premiação com alguma repercussão é a popular People’s Choice Awards em sua 35º premiação.

Um detalhe da premiação, não há espaço para críticos e especialistas, os indicados e os vencedores são votados por pessoas comuns, leitores da revista People, logo, não se atenham a questões de este filme merece ou este não merece, pois os indicados são em sua maioria filmes da temporada Blockbuster.

A premiação, que será apresentada por Queen Latifah, acontecerá em 7 de janeiro, no auditório Shine de Los Angeles. Abaixo os indicados nas categorias de Cinema (também há indicados em categorias de Música e Televisão):

FILME FAVORITO

O Cavaleiro das Trevas
Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal
Homem de Ferro

Alguém duvida que Batman leva, o filme já chegou a quase 1 bilhão de bilheterias nos cinemas, sem contar o que deve ser arrecadado em dvd, deve ser relançado nos cinemas em janeiro/09 para tentar abocanhar alguma indicação ao Oscar, pensamento gigante dos produtores, quem sabe…

FILME DE COMÉDIA FAVORITO

Vestida Para Casar
Agente 86
Mamma Mia!

assisti a todos, e dentro de cada tipo de comédia que um dos filmes representa, prefiro o non sense de Mamma Mia! e seu divertido elenco, é impossível não sair cantarolando a trilha nostálgica do ABBA

FILME DE DRAMA FAVORITO

Quebrando a Banca
Controle Absoluto
The Secret Life of Bees

estranha esta categoria de dramas, um filme de jogo de cartas e um suspense paranóico, apenas A Vida Secreta das Abelhas é um drama, realmente

FILME DE FAMÍLIA FAVORITO

As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian
Kung Fu Panda
WALL•E

obviamente…WALL•E, pela excelência da animação e do poético roteiro

FILME INDEPENDENTE FAVORITO

A Duquesa
A Vida Num Só Dia
The Secret Life Of Bees

um drama de época, uma comédia de época e um drama baseado num livro, a disputa pelo menos parece entre filmes, essencialmente, independentes, todos inéditos por aqui

FILME DE AÇÃO FAVORITO

O Cavaleiro das Trevas
Indiana Jones e Reino da Caveira de Cristal
Homem de Ferro

reprisando a categoria principal

ELENCO FAVORITO

O Cavaleiro das Trevas
Mamma Mia!
Sex and The City – O Filme

Batman, Coringa, Harvey Dent, Alfred, Tenente Jim Gordon, e por aí vai…

DUPLA FAVORITA

Christian Bale e Heath Ledger (O Cavaleiros das Trevas)
Shia LaBeouf e Harrison Ford (Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal)
Tina Fey e Amy Poehler (Uma Mãe Para o Meu Bebê)

outro meio óbvio, né?

As demais categorias são meio genéricas, por isto, apenas vou citá-las, as categorias de atores são meio disputa de quem tem o maior fã clube ou maior carisma:

ATRIZ DE FILME FAVORITA

Angelina Jolie
Keira Knightley
Reese Whisterspoon

ATOR DE FILME FAVORITO

Harrison Ford
Robert Downey Jr.
Will Smith

ATOR FAVORITO DE FILME DE AÇÃO

Christian Bale
Robert Downey Jr.
Will Smith

ATRIZ FAVORITA DE FILME DE AÇÃO

Angelina Jolie
Anne Hathaway
Cate Blanchett

PROTAGONISTA FAVORITO

Christian Bale
Brad Pitt
Mark Wahlberg

PROTAGONISTA FAVORITA

Anne Hathaway
Kate Hudson
Queen Latifah

SUPER-HERÓI FAVORITO

Christian Bale (O Cavaleiro Das Trevas)
Robert Downey Jr. (Homem de Ferro)
Will Smith (Hancock)

ATOR DE COMÉDIA FAVORITO

Adam Sandler
Jim Carrey
Steve Carrell

Balanço de Blockbusters do ano

Primeira Fila sexta-feira, 08 de agosto de 2008 – 9 comentários

Bom, o Paulo basicamente me intimou a fazer esta coluna procês, mas saibam que eu sou um grande admirador do cinema arte, assisto blockbusters apenas por diversão, pra desligar o cérebro de vez em quando. O cara já falou por aqui sobre os blockbusters em quatro partes (1, 2, 3 e 4), então vou me basear nessa lista para expor minha opinião sobre os caça-níqueis do ano. Mais sobre cada filme, basta clicar no link em seus respectivos títulos.

Homem de Ferro

De longe, mas DE LONGE, o melhor, mais divertido, mais engraçado e mais GENIAL adaptação de um herói para as telonas. Minhas expectativas eram baixas, tendo em vista que eu vinha de uma péssima seleção de filmes do gênero para assistir nos fins de semana. Mas, porra, eu nunca me empolguei tanto em um filme de super heróis, e a empolgação aqui foi graças à exatamente TUDO no filme: Elenco, trilha sonora (além do instrumental, o filme já começa com AC/DC e termina com Black Sabbath – absolutamente perfeito), efeitos especiais, roteiro e tudo mais. Eu agradeceria eternamente a tiazinha do café que fez parte do casting de apoio da equipe de filmagem do filme se eu a encontrasse na rua. Taí um filme espetacular, até o Paulo vibrou (ou vibraria, cê viu?).

Speed Racer

O filme mais legal do ano, os irmãos Wachowsky conseguiram fazer uma adaptação completamente maluca e, pasmem, inovadora, de um desenho dos anos 60. Matthew Fox roubou a cena para caralho, só pra constar. O que me entristece é o fato de o filme ter ganhado uma divulgação chula (pelo menos por aqui, to por fora da divulgação fora daqui) e ter sido atropelado por outros blockbusters, além de ser vítima de preconceito por noobs por aí. Sério, são os irmãos Wachowsky e o povo reclama das CORES do maldito filme. Eu pensei que a trama seria uma espécie de Velozes e Furiosos, me senti um imbecil após sair do cinema por ter pensado nisso.

Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal

Este foi um dos filmes que me fez ter vontade de recuperar, de alguma forma, o tempo perdido sentado na frente daquela telona. Shia LaBeouf foi a única “coisa” que valeu à pena no filme, na boa. E querem fazer uma continuação, AINDA com Harrison Ford. Não aprendem nunca.

As Crônicas de Nárnia: Princípe Caspian

Não vi e não gostei, fato. É o tipo de história que não me chama a atenção, muito politicamente correta, infantil e… sem graça. Já quebrei a cara com filmes do tipo, então continuarei passando longe.

O Incrível Hulk

Acho que rolou muito drama e pouca ação. Afinal, quando você pensa em HULK, você pensa em AÇÃO. Ok, a história pedia por drama, então há um desconto. O filme foi absurdamente melhor do que o anterior, mas não chega a ser uma obra prima. Eu recomendo, mas não elogio. Ok, não muito. Edward Norton é foda, fazer o quê?!

Fim dos Tempos

Criaram uma expectativa enorme para com Shyamalan, e isso causou uma queimada de língua enorme por aí. Eu estava indiferente, tanto que gostei do filme. É esse o grande erro de blockbusters (principalmente): Falsa expectativa. Você só pode criar uma expectativa fodida com um Guillermo Del Toro da vida, um cara que só fez filme bom. Shyamalan oscilou, a crítica acreditou demais em um “retorno” e quebrou a cara. Mas o filme É bom, pelo menos pra quem estava indiferente.

O Procurado

Ainda não vi, e considero esse um dos dois filmes que pode vir a ser o mais ESPETACULAR do ano. Esse é o tipo de filme que todo fã de Matrix aguardou esse tempo todo, só que sem toda aquela filosofia. E eu, como grande fã do melhor filme sci-fi de todos os tempos, aguardo este filme com uma ansiedade e expectativa enorme. Sem conhecer a HQ.

Wall-E

A melhor animação de todos os tempos, o melhor filme do ano, a melhor crítica social da história do cinema em uma animação, o filme mais respeitável da Disney por NÃO TER FALAS… enfim, a lista é realmente muito grande, e me faltam palavras para descrever a sensação de ter assistido à essa obra-prima. Mas acho que isso já é o suficiente pra te convencer.

Arquivo X – Eu Quero Acreditar

Ainda não assisti, e ainda estou indiferente. Eu não acompanhei a série, mas acredito que o filme, só por se tratar de um filme de uma das séries sci-fi mais elogiadas de todos os tempos, já vale a conferida. Aliás, o Paulo que é o grande ídolo da série, CADÊ RESENHA?

Sex and The City

:erm:

Agente 86

Ainda me arrependo por não ter assistido à este filme, e taí outra série que eu não acompanhei. Algo me diz que o filme é bastante bacana, e eu não digo isso por causa das críticas por aí. Nem sei por que digo isso, é só palpite. Bom, pra ser convincente: O elenco é bom, e as cenas que eu vi são, no mínimo, interessantes.

A Múmia – Tumba do Imperador Dragão

O filme mais divertido do ano e MENOS aguardado positivamente pela crítica, ou pelo menos por boa parte dela, foi o que percebi. O fato é que o filme é realmente divertido, até mesmo acima das expectativas. Jet Li não faz filme ruim, não faz MESMO.

Hancock

Este filme é tão, mas tão clichê, que eu, por muito pouco, não vomitei a pipoca que eu ganhei na sessão. Tal pipoca que, por acaso, estava murcha. Mas enfim, dos blockbusters que eu vi, esse aqui foi o pior. O filme só vale à pena no início, até o trecho do banco. Muita expectativa foi criada aqui também, uma pena – eu mesmo queimei a língua. Basicamente, os roteiristas ficaram sem idéias para continuar o filme após a famosa cena do banco e inventaram a história mais absurda possível.

Kung Fu Panda

Eu esperava MUITO pouco desse filme, praticamente nada. Quando vi, foi, de fato, uma surpresa enorme. O maldito enredo é muito bem feito, tirando alguns furos, como o fato de não sabermos nada sobre alguns personagens importantes. Enfim, diverte bastante, e a dublagem nacional é boa, até.

Batman – O Cavaleiro das Trevas

Expectativa é o tema da vez, certo? Batman transbordou expectativa, o filme já estava sendo chamado de “Coringa” por muitos. Eu, particularmente, não esperava nada. Batman com armadura do RoboCop E magrelo? Certo, certo. O elenco é dos melhores, mas a trama é cansativa, não adianta teimar. Fiz questão de não ver o filme na semana estréia, estratégia boa pra conseguir uma cadeira na sala, inclusive. Após assistir, saí da sala com uma coisa na cabeça: Aaron Eckart foi o grande astro, não tem pra ninguém. Heath Ledger teve seus momentos, na boa. Bom, o filme foi abaixo das expectativas pra mim, afinal, minhas expectativas até aumentaram após eu ouvir de pessoas de extremo bom gosto para filmes falarem “o melhor filme de todos os tempos”, ou “a melhor adaptação de todos os tempos”. Eu só acho que vocês precisam assistir a mais filmes, mas o filme é bacana sim. Só não é tudo o que dizem.

Hellboy 2 – O Exército Dourado

Pra mim, esse é o filme mais esperado do ano. E só estréia no dia 5 de setembro. Mas enfim, Guillermo Del Toro é o cara que só faz filme bom, e Hellboy é o… “herói” mais “inesperado” das adaptações. O cara foi desenterrado e rendeu um filme MUITO bom, e, após todos os trailers e vídeos desse segundo filme, é certo que um filme ainda mais brilhante está por vir. E vai, VAI ser brilhante. Essa é a primeira promessa de filme mais ESPETACULAR do ano, talvez aqui sim temos um concorrente à altura de Homem de Ferro. Mas, porra… esperar até setembro? Se foder.

Na trilha de Frodo e Harry Potter

Primeira Fila sexta-feira, 30 de Maio de 2008 – 4 comentários

Que Hollywood adora encontrar fórmulas milagrosas de sucesso, isso é, que vire muito dinheiro nas bilheterias, isto todo mundo está cansado de saber. Porém, a fórmula já mostra sinais de desgate em poucos anos.

Uma fórmula atual são os filmes FANTASIAS (épicos ou juvenis), que tiveram um de seus apogeus nos anos 80 em filmes como A Lenda (com Tom Cruise), O Feitiço de Íquila (aquele da Sessão da Tarde no qual Rutger Hauer e Michelle Pfeiffer eram amaldiçoados e se transformavam em lobo e águia, para nunca se encontrarem) e O Labirinto (com David Bowie). Na virada desta década, dois projetos desacreditados baseados em livros viram suas adaptações se transformarem num estrondoso sucesso de crítica e público: Harry Potter e a Pedra Filosofal e O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel.

Ressurgimento do gênero

Em ambos os casos, as adaptações cinematográficas dos outros livros das séries continuaram fazendo muito sucesso. Inclusive, O Retorno do Rei (terceira e última parte da aventura de Frodo e cia pela Terra Média) levou o Oscar de melhor filme no ano de seu lançamento. O sucesso das duas cinesséries pode ser devido ao respeito dos diretores e roteiristas pela obra original, direção de arte riquíssima em detalhes, efeitos especiais impressionantes e um elenco acima da média para o gênero.

Após o término da trilogia O Senhor dos Anéis e o contínuo sucesso da franquia Harry Potter, os demais estúdios “zoiudos” também resolveram apostar no filão, mas até agora nada superou os sucesso dos anteriores e, muito pelo contrário, se transformaram num fracasso retumbante.

Talvez a exceção seja As Crônicas de Nárnia, que fez um razoável sucesso internacional, mas que, particularmente, acho infantilóide e muito chato. Neste fim de semana, estréia a continuação As Crônicas de Nárnia – Príncipe Caspian, numa tentativa de dar um novo gás á franquia de C.S. Lewis, ainda mais que existem outros livros a serem adaptados (apesar que dizem que o filme é mais adulto, portanto, quem sabe uma segunda chance…).

As demais aventuras fantasiosas não tiveram tanta sorte e foram esculachadas pela crítica e ignoradas pelo grande público, foram elas: A Bússola de Ouro, baseado na trilogia Fronteira do Universo do autor Philip Pulman, com Daniel Craig e Nicole Kidman no elenco, e Os Seis Signos da Luz, aventura juvenil baseado no livro de Susan Cooper, tão fraco e infantil que chega a ser constrangedor. Será que depois destes fracassos os produtores deixarão os filmes fantasias na gaveta novamente?

Assista a sete vídeos do filme As Crônicas de Nárnia: Princípe Caspian

Cinema quinta-feira, 08 de Maio de 2008 – 0 comentários

Olha, gosto e gosto. E a minha opinião é a seguinte: desse tipo de filme eu passo longe. Mas como cês são TANGA, tomaí:

“Drop Him”

“You’re Not What I Expected”

“Flight of the Gryphons”

“Castle Assult”

“This Is Home By: Switchfoot”

Agora, dois vídeos “por trás das cenas”:

Estréia prevista para o dia 30/05.

Ofertas: DVD do filme As Crônicas de Nárnia – O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa

Assista ao TV Spot de As Crônicas de Nárnia: Princípe Caspian

Cinema terça-feira, 22 de Abril de 2008 – 1 comentário

Um ano depois dos acontecimentos de O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa, os reis e rainhas de Nárnia se vêem de volta ao longínquo e maravilhoso reino e descobrem que mais de 1.300 anos narnianos se passaram. Durante sua ausência, a Era de Ouro de Nárnia foi extinta, Nárnia foi conquistada pelos Telmarines e agora está sob o domínio do maligno rei Miraz, que governa impiedoso a terra. As quatro crianças logo encontram um novo e intrigante personagem: o herdeiro legítimo do trono de Nárnia, o jovem Príncipe Caspian, que foi forçado a ficar escondido enquanto seu tio Miraz planeja matá-lo para dar o trono a seu filho recém-nascido. Com a ajuda de um gentil duende, de um corajoso rato falante chamado Reepicheep, de um texugo chamado Trufflehunter e do Duende Negro Nikabrik, os narnianos, liderados pelos poderosos cavaleiros Peter e Caspian, embarcam em uma fantástica jornada para encontrar Aslan, retirar Nárnia do domínio tirânico de Miraz e restaurar a magia e a glória da terra.

Estréia prevista para o dia 30/05.

Ofertas: DVD do filme As Crônicas de Nárnia – O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa

Aberta a temporada dos Blockbusters – 1ª parte

Primeira Fila sexta-feira, 04 de Abril de 2008 – 7 comentários

Nesta época de pós-ressaca do Oscar, normalmente os cinemas ficam cheios de filmes insignificantes (sobras do ano passado e os poucos lançamentos deste ano) e raros são os que se salvam, como por exemplo o suspense espanhol O Orfanato, sempre restritos em um pequeno circuito. Assim sendo, resolvi iniciar, um mês antes, um dôssie com os principais blockbusters desta temporada. Claro que alguns ficarão de fora, tanto que vou dividí-los em duas colunas. Por ordem de estréia nos cinemas nacionais:

Homem de Ferro

Trama: á primeira vista poderíamos pensar que Tony Stark é apenas um playboy bilionário e alcóolatra. No entanto, sob esta aparência esconde-se o Homem de Ferro, um herói capaz de enfrentar o mal espalhado pelo mundo. Estréia prevista para 30/04.

Expectativa: Alta – Abrindo as cortinas dos blockbusters deste ano, a esperada adaptação dos quadrinhos da Marvel que vem rendendo há anos boatos e notícias (até Tom Cruise esteve envolvido com o projeto). Finalmente chegando a telona tem em seu elenco um dos grandes atrativos: Robert Downey Jr. no trailer já aparece roubando as cenas, além dele, Gwyneth Paltrow, Jeff Bridges, Samuel L. Jackson, entre outros.

A produção parece fiel ao estilo do personagem, somente não pode cair nos mesmos erros de outras produções do gênero: cenas de ação sem função na trama e personagens em excesso ou mal desenvolvidos. No mais, Jon Favreau, mais conhecido como ator, parece ser um diretor aplicado – quem sabe não consegue surpreender? Com certeza uma chance única para o eterno rehab Downey Jr. chegar novamente ao primeiro time de Hollywood, talento para isto ele tem!

Trailer:

Speed Racer

Trama: Speed Racer é um jovem que sonha em se tornar campeão mundial de automobilismo. Para isso, ele compete em perigosas corridas com seu carro Mach 5, equipado com a mais alta tecnologia. Estréia prevista para 09/05.

Expectativa: Média – Como não sou muito fã da animação na qual o filme se baseia, me resta torcer para que o retorno dos irmãos Wachowsky (sim, os mesmos da trilogia Matrix, encostados desde então), seja, no mínimo, alucinante.

No entanto, sou obrigado a confessar que o trailer me desanimou um pouco, a ambientação (estilizadas demais) e as cenas de corrida – que deveriam ser o forte do filme – me pareceram muito artificiais, como se fossem de um jogo de videogame. Espero estar enganado, até porque o elenco é excelente: temos Emile Hirsch (Na Natureza Selvagem), Christina Ricci, Susan Sarandon, John Goodman e Matthew “Jack de Lost” Fox.

Trailer:

Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal

Trama: Desta vez, o arqueólogo interpretado por Harrison Ford começa uma busca da caveira de cristal, uma raridade que possui poderes perigosos. As caveiras de cristal são caveiras alienígenas escondidas sob as pirâmides Maias e Astecas, e podem decolar revelando ser na verdade ovnis. No filme, Cate vai interpretar uma vilã. Ela vai disputar com Indiana Jones uma caveira valiosa. Estréia prevista 22/05.

Expectativa: Nas Alturas – Me desculpem os mais novos, mas fui criado com as exibições á exaustão das aventuras de Indiana Jones quando criança. A palavra perfeita para definí-lo é matiné. Sim, é um filme pipoca para toda família, misto de aventura e comédia, com direito a um mocinho que utiliza chicote e ainda é um professor de História.

Para quem é fã de cinema a história é ainda mais surpreendente. Imagine reunir, novamente, Spielberg, George Lucas e Harrison Ford quase vinte anos depois da última aventura de Indiana. Claro que para dividir a adrenalina com Ford (já sessentão), o roteiro cria um novo jovem herói, o astro em ascenção, Shia LeBeouf (de Transformers). Além dele, ainda a excelente atriz Cate Blanchett. Somente faltou o velho Sean Connery como o papai Indiana Jones.

Trailer:

As Crônicas de Nárnia: Princípe Caspian

Trama: Um ano depois dos acontecimentos de “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa“, os reis e rainhas de Nárnia se vêem de volta ao longínquo e maravilhoso reino e descobrem que mais de 1.300 anos narnianos se passaram. Durante sua ausência, a Era de Ouro de Nárnia foi extinta, Nárnia foi conquistada pelos Telmarines e agora está sob o domínio do maligno rei Miraz, que governa impiedoso a terra. As quatro crianças logo encontram um novo e intrigante personagem: o herdeiro legítimo do trono de Nárnia, o jovem Príncipe Caspian, que foi forçado a ficar escondido enquanto seu tio Miraz planeja matá-lo para dar o trono a seu filho recém-nascido. Com a ajuda de um gentil duende, de um corajoso rato falante chamado Reepicheep, de um texugo chamado Trufflehunter e do Duende Negro Nikabrik, os narnianos, liderados pelos poderosos cavaleiros Peter e Caspian, embarcam em uma fantástica jornada para encontrar Aslan, retirar Nárnia do domínio tirânico de Miraz e restaurar a magia e a glória da terra. Estréia prevista 30/05.

Expectativa: Baixa – Sinceramente, o primeiro Crônicas é tão chatinho e infantil (tanto que até o trailer é dublado) que não estou nem um pouco interessado em ver esta nova adaptação da obra de C.S. Lewis. Claro que os efeitos são de encher os olhos, mas quais produções atualmente não conseguem isto? Me interessa ver um filme que possui um tom épico cheio de referências religiosas; mostrar uma trama mais consistente e adulta para, pelo menos, entreter a todos.

Trailer:

Na próxima semana: O Incrível Hulk, Fim dos Tempos, Wall-E, Agente 86, Batman – O Cavaleiro das Trevas e muitos outros.

busca

confira

quem?

baconfrito