Star Trek

Cinema quinta-feira, 07 de maio de 2009

 O enredo do filme começa quando uma nave da Federação – a USS Kelvin – é atacada por um Romulano (Eric Bana) que desesperadamente, procura por um dos heróis do filme. A partir deste ponto, o filme passa a focar Kirk e Spock, a origem da amizade e como eles se tornaram oficiais da USS Enterprise.

Cara, como eu, logo eu, vou fazer uma resenha sobre Star Trek? É a mesma coisa que deixar, sei lá, o Bolinha fazer uma resenha dando sete pro Wolverine… Mas o que eu posso fazer se o trailer me empolgou pra cacete e eu fui chamado? Só lamento.

E o mais legal é o fato de nem terem mandado uma sinopse pra eu me situar. Se bem que acredito que isso já estragaria parte do filme. Ou será que não? Bom, chega de lenga-lenga. Dê uma olhada nesse trailer, e me diz se a bagaça não aparenta ser boa. ORRA! Quem tem a moral de jogar um Corvette Sting Ray num precipicio num filme ruim? [E antes que vocês venham falar, eu sei que dá pra fazer isso sem desperdiçar uma belezura dessas.] Gostou, né? Então vai lá ver, e depois leia essa resenha.

Pois bem, se você continua lendo é porque quer saber. Mas vou logo avisando:

DAQUI PRA FRENTE PODE TER SPOILER E EU NÃO TOU NEM AE!

Dito isso, vamos lá: Tudo começa com uma missão onde a nave USS Kelvin, enquanto fazia qualquer merda nos confins do universo, é abordada por uma nave gigantesca romulana, que resolve que eles tem que se foder. Acontece que enquanto eles chamavam o capitão à bordo e pensavam nisso, o heróizinho George Kirk, capitão interino por… alguns minutos, resolveu salvar a galera, porém se sacrificando pra isso. Até ai, beleza, se não fosse por um fator que me surpreendeu: Uma cena onde teoricamente você teria uma música barulhenta e sons de batalha, só se ouve uma música suave, intercalando imagens entre o capitão, na torre de comando, e a mulher dele, Winona, que ele salvou, parindo no módulo de escape.

 Coisa linda.

Depois disso, o filme foi me cativando. Seja pela tal perseguição com o Corvette com Jim T. Kirk, ao som de Sabotage, do Beastie Boys, seja pelo Spock moleque SOCANDO um outro, incrivelmente por motivos emocionais. Chocado? Nesse filme, os vulcanos tem sentimentos, mas controlam eles como meio de se chegar à lógica fodida deles lá. Mas não é só isso. Todo o filme tá muito bem amarrado. Os personagens não aparecem do nada, [Tá, alguns aparecem] mostram a fuça e somem. Cada um tem sua participação imprescindível pro filme, fazendo jus ao legado que aparentemente carregam.

 Lógico que eu vou botar a gordinha aqui.

Claro que o filme não é só isso. Tem também todo um enredo e tal, mas que eu não vou explicar inteiro aqui, senão vou tirar a vontade de vocês de ir ver MESMO. Mas o que posso dizer é que a espinha dorsal do filme são viagens no tempo e vingança. E é claro que tenho que tirar o chapéu pra Industrial Light and Magic, responsável pelos efeitos especiais. O negócio ficou muito bem feito e realista. Foi feito de modo a parecer que tá mesmo acontecendo, e não só botaram qualquer três texturas metalizadas na mão do personagem quando ele tá no banheiro testando as “garras”… Opa, acho que tou falando do filme errado.

 Plataforma do mal. DO MAAAAAAAAAAL!

Por fim, o que eu posso fazer, como não-trekker, é recomendar esse filme com força pra cacete! Afinal, é o primeiro blockbuster do ano que realmente cumpriu o que prometeu, e, no meu caso, entregou até mais. Sério, eu não esperava sair do cinema tão satisfeito assim.

Ah, sim. Por mais que eu tenha dito que ia spoilerzar e tal, não falei nem um terço do que tem no filme. Eu já falei pra você ir assistir pra saber?

Star Trek

Star Trek (126 minutos – Ficção Científica)
Lançamento: Alemanha, EUA, 2009
Direção: J.J. Abrams
Roteiro: Roberto Orci e Alex Kurtzman, baseados na obra de Gene Roddenberry
Elenco: Simon Pegg, Zachary Quinto, Zoe Saldana, John Cho, Ben Cross, Bruce Greenwood, Chris Pine, Winona Ryder, Karl Urban, Anton Yelchin

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Isaac

    orra nota dez !!
    tou querendo de mais ver o filme e apesar de ter visto só uns poucos capítulos e filmes veios eu gostava dessa bodega =P

    não li a parte q pode ter spoiler mas e dai ? xD

    bom abração pra vc tio orc (ops ? =x), e se eu não me esquecer volto pra falar oq achei depois de ver o filme

    ps: primeirão ? xD

  • Eu sou o Spock! Como diria o Sheldon do Big Bang Theory

  • Levi

    “Nesse filme, os vulcanos tem sentimentos, mas controlam eles como meio de se chegar à lógica fodida deles lá. ”

    Err…se quer comparar o filme com a série, então faça a lição de casa, ou então, limite-se a comentar o filme e ponto. Os vulcanos sempre tiveram sentimentos e sempre tiveram q controlá-los, isso não é novidade.

  • @Levi
    Eu, como leigo não-trekker, sempre achei que os vulcanos não tinham sentimentos, por isso a frase que você citou ae. Achei que tinha deixado claro que não sou conhecedor da série nem nada. As únicas coisas que sei sabia de Star Trek conheci por referencias em outros lugares e tal.

  • Bolinha

    Fãs xiitas são um porre.

    De Star Trek então…

  • cara
    muito bom o site
    nem lembro mais como eu vim parar aki, só sei que não saio mais
    ^^

    em relação ao filme
    sempre odiei jornada nas estrelas
    não lembro em qual canal
    mas no tempo passava
    e as poucas vezes q eu tentei assistir… bem… ODIAVA
    agora foi igualzinho vc disse
    o trailer me cativou
    tinha ido no cinema ver uma velozes e furiosos 4
    e vi esse trailer
    NOOOSSS
    babei!
    daeh comprei hoj na feira, o filme (diga não à pirataria rsrs)
    e já vi bem umas 4x
    =DD

    muito legal mesmo
    e continua assim com seu site
    tá muito bom
    abraço

busca

confira

quem?

baconfrito