Return to Earth – Plataforma

Jogaí sábado, 21 de outubro de 2017

Faz um tempo desde que rolou um plataforma por aqui, então eis Return to Earth, que como dá pra notar é sobre um maluco perdido no espaço e que vai voltar pra Terra porque deu ruim… Eu juro que se essa gente sentasse um dia numa mesa de bar dava pra arranjar pelo menos uns 30 novos plots pra essas coisas.

Setas movimentam, A atira, S dá o dash (Que também que protege de tiro e dá início na parada de teletransportar), W teletransporta, D joga bomba, apertar e segurar M mostra o mapa e Enter pausa e seleciona as paradas nos menus junto com as setas. Rapaz, que controles bagunçados: Claramente esse jogo foi feito pensando em controle e não em teclado (Controle de SNES diga-se de passagem: Essa porra já é passado por vários motivos), e segundo que quem fez provavelmente nunca viu um teclado na vida.

Return to Earth tem umas mecânicas bem legais mas que são estragadas na execução: O dash por exemplo funciona tanto pro dash que todos conhecemos, quanto no ar pra “pular” mais longe, e como barreira contra tiros se estiver parado. O treco de rebobinar o tempo seus movimentos funciona após você dar um dash, e voltar pro começo de onde cê deu o dash… O problema é que essa distância e duração variam aparentemente sem motivo. Além disso eu não faço ideia de como exatamente funciona a energia dos dashes, nem a vida do personagem e muito menos dinheiro: Eu levei bons 10 minutos pra me tocar que eu tinha comprado uma arma diferente e que podia trocar a que estava comigo.

Aliás, puta visual poluído desse jogo: É difícil até mesmo saber o que é efetivamente plataforma e o que é cenário. A trilha sonora é meio irritante, os inimigos são terrivelmente inúteis, controlar o dash é um saco e eu estou escrevendo isso tudo antes mesmo de desbloquear a bomba (Aliás, cê tem que desbloquear o dash/rewind também)… Muito, muito tempo e esforço foi colocado nesse jogo, dá pra notar pela quantidade de coisa nele, mas puta merda, tem muitas poucas boas decisões nisso aí.

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito