Recomendo: O Anjo Pornográfico (Ruy Castro)

Analfabetismo Funcional terça-feira, 03 de agosto de 2010

Fomentando a modinha de biografia que estamos vivendo, depois da biografia de Tim Maia, chegou a hora da história da vida de mais um loucão super figura: Nelson Rodrigues.

O título do livro é contraditório e paradoxal (Além de ter uma alguma putaria no meio), como foi toda a vida do biografado. O Anjo Pornográfico – A vida de Nelson Rodrigues, de Ruy Castro, além de ser um ótimo livro, com excelentes personagens e um enredo contagiante, é uma obra-prima de pesquisa biográfica com uma pitada de aula de história do Brasil, especialmente da política do início do século XX.

O pai de Nelson, Mário Rodrigues, era um destemido jornalista e deputado federal recifense, dono de um jornal na capital pernambucana. Seu grande erro foi meter-se profundamente na política e escolher o candidato errado para apoiar, através de seu jornal. Nessas circunstâncias, acabou mudando-se para o Rio de Janeiro, quase que fugido, para ali fundar um novo jornal, A Manhã. Evidente que a empresa de Mário Rodrigues daria serviço a todos filhos, e Nelson começou, ainda muito jovem, a percorrer a cidade em busca de histórias para publicar. Ocorre que nem sempre o garoto leitor compulsivo encontrava algo interessante (Ou estava sem disposição para fazê-lo) e acabava inventando histórias, nomes e personagens para serem publicados no jornal do pai.

As mazelas da vida como assassinatos brutais, crimes familiares, incestos divulgados na mídia, traições que se tornam públicas e tantas outras que atravessavam o caminho de Nelson Rodrigues, acabaram por influenciar e temperar suas histórias, que começaram a brotar de sua máquina de escrever numa velocidade avassaladora. Uma das imagens mais marcantes do escritor de A vida como ela é retrata-o debruçado sobre a máquina de escrever com um cigarro entre os dedos e uma aparência extremamente compenetrada.

O livro também acaba narrando o surgimento da impressa no Brasil como ela é hoje. Por exemplo, o jornal O Globo foi um dos tantos pelos quais Nelson passou e deixou suas marcas. Tudo está na biografia: O suposto apoio à ditadura; a repulsa generalizada de um Brasil moralista frente histórias tão explícitas sobre a sórdida natureza humana; o nascimento do jornalismo esportivo; a influência na construção do Maracanã; como foram escritas peças que marcam o teatro brasileiro até hoje como: O beijo no asfalto, Bonitinha, mas ordinária, Toda nudez será castigada, Álbum de Família, os contos de A vida como ela é… entre tantas outras.

Falar que Nelson Rodrigues era polêmico parece até redundância. A forma como Ruy Castro escreve a história a torna ainda de melhor nível. Para fechar com chave de ouro, diversas fotografias tanto da vida pessoal de Nelson, como das peças encenadas, ilustram muito bem o fascinante enredo. Recomendo muito!

O Anjo Pornográfico (Ruy Castro)


Ano de Edição: 2007
Autor: Ruy Castro
Número de Páginas: 457
Editora: Companhia das Letras

Leia mais em: , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito