Recomendo: A mulher que escreveu a Bíblia (Moacyr Scliar)

Analfabetismo Funcional terça-feira, 13 de abril de 2010

O livro que recomendo essa semana é A mulher que escreveu a Bíblia, de Moacyr Scliar, imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL). Mas, calma, meu amigo. Não tire conclusões precipitadas. Dê-me a oportunidade de falar dois dedinhos de prosa sobre a obra, antes que você diga: Nossa, esse deve ser um saco…

Primeiro destaco que o livro nada tem de religioso. Na verdade, ele está bem mais para profano, pagão e herege. Em segundo lugar, peço que não tenha preconceito por ser o autor membro da ABL. Digo isso porque muita gente pensa que para estar lá tem escrever coisa chata, em linguagem rebuscada. Não, não! Os critérios para entrar na Academia são mais políticos do que de mérito literário ou qualquer outra coisa, mas isso é assunto pra outro post. O importante é que o autor escreve de forma bastante acessível, porém sem perder de vista qualidade da obra.

Vamos ao enredo.

A personagem central é uma mulher, a princípio ingênua, que acaba tornando-se uma das 700 esposas do harém de Salomão. É isso mesmo, o cara tinha SETECENTAS esposas. O grande diferencial da personagem principal é que, a despeito da maioria das pessoas da época (Homens ou mulheres), ela sabia ler e escrever. E, na ficção criada por Scliar, Salomão teria um grupo de escribas responsáveis pela produção de um livro (Qual será?).

É aí que entra em cena o jogo de cintura da tal mulher. Como não queria ser só mais um “objeto sexual”, começou a “mexer os pauzinhos” (Perdoem-me o trocadilho) para cair fora…

Vou parar por aqui, senão conto tudo.

A narração tem surpresas, reviravoltas, erotismo, sexualidade, paixões, informações histórica, sentimentalismos, conflitos pessoas, enfim tudo para agradar a todos gostos e fazer uma história fluir sem um pingo de monotonia. A qualidade do estilo e a originalidade da história deram ao livro o Prêmio Jabuti de 2000, na categoria Melhor Romance.

A mulher que escreveu a Bíblia (Moacyr Scliar)


Ano de Edição: 2007
Autor: Moacyr Scliar
Número de Páginas: 162
Editora:Companhia de Bolso

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Marina

    interessante… ja ta na lista!

  • Isabella Santos

    Ainda posso comentar?! =p
    Acabei de ler esse livro e ele é sensacional! Não tem nada de religioso e, realmente, é bastante profano em algumas partes! =)
    A linguagem é ótima e o enredo fascinante… Li o livro todo numa noite!
    Recomendo!

  • Nick Ventura

    kaspoaskpo, no 2 ano tivemos prova do livro sobre esse ai para profª de História… MUITO FODA

busca

confira

quem?

baconfrito