Quem CAR@!#S é Cable?

HQs quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

O primeiro filme do mercenário tagarela mal tinha estreado nos cinemas e a Fox já tava louca anunciando a presença do Cable no segundo filme. Mas peraí, quem caralhas é Cable? De onde ele veio? Pra onde vai? Qual seu poder, conectar coisas?

Nathan Christopher Charles Summers, mais conhecido como Cable, é filho do Ciclope com o clone maligno da Jean Grey, Madeline Pryor. Ainda bebê, o jovem mutante passou por alguns perrengues, desde quase ser sacrificado pela própria mãe pra invocar uns capetas na saga mutante Inferno, até ser contaminado por um vírus tecnorgânico pelo vilão Apocalipse. Vendo que as coisas não tavam nada boas pro seu guerreirinho no presente, Ciclope envia seu filho para o futuro, onde seria cuidado pelos monges Askani, que viam Cable como seu grande messias predestinado a derrotar o já citado vilão Apocalipse.

Pra proteger e treinar o jovem Cable em paz, os monges Askani tem a maravilhosa idéia de criar um clone do moleque e entregar pro Apocalipse, acreditando que o vilão iria matá-lo e todo mundo seguiria a vida naquele futuro pós-apocalíptico feliz. Após viver algumas aventuras no futuro, inclusive ao lado de Ciclope e Jean Grey, que viajaram no tempo pra ver se o moleque tava aprendendo mesmo alguma coisa ou só tava fumando maconha, aplaudindo o sol e participando de orgias com plantas, e aprender a controlar o vírus tecnorgânico com seus poderes psíquicos, o Cable fica de saco cheio daquele futuro fodido e resolve voltar no tempo pra matar o Apocalipse antes que ele faça merda. Parece que o jogo virou, não é mesmo? Não, porque é aí que as coisas pioram.

Lembram do clone do Cable que os monges Askani fizeram e deram pro Apocalipse? Então, ele cresceu mais rancoroso que jacaré no esgoto, adotou o codinome de Conflyto e resolveu também voltar no tempo, só que pra foder ainda mais o rolê. Ele tenta assassinar o Professor Xavier, monta um grupo terrorista mutante e cria o vírus legado, que mataria muitos mutantes que ninguém lembra no decorrer do tempo. Mas o pior ainda estava por vir. Na edição 97 de Novos Mutantes, Aquele Que Não Devemos Nomear, achou que seria muito legal se o Cable, um brucutu completamente desequilibrado portando armas maiores que ele e mais bolsos do que poderia realmente utilizar, treinasse jovens alunos do Professor Xavier, tornando-os um bando de psicopatas, na monstruosidade dos anos 90 que viria a ser conhecida como a primeira X-Force.

OK, o que diabos tudo isso tem a ver com o Deadpool? Quando Aquele Que Não Devemos Nomear assumiu a responsa pelo Cable e a X-Force, ele criou também o Deadpool, que agia como um vilão. Não que ele seja um herói hoje em dia, mas até nos Vingadores ele tá. A tão aclamada parceria entre Cable e Deadpool concretizou-se mesmo em 2004, quando foi lançada a revista Cable & Deadpool, onde os mutantes faziam uma parceria pra ser massa véio e o Cable andava meio batata das ideias achando que era mesmo o grande Jesus mutante. Após essa fase cômica, Cable integrou algumas equipes de X-Men e teve grande importância na Trilogia da Messias, que envolveu todos os títulos mutantes entre 2007 e 2010 e teve seu encerramento em Vingadores vs X-Men. Mas isso é uma história pra outro momento.

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito