Qual o segredo dos Realitys Shows

Sit.Com terça-feira, 24 de Fevereiro de 2009

Numa temporada marcada pela crise em audiência da maioria das séries televisivas, é curioso observar que os principais realitys shows da tevê americana não tiveram este problema. Cada canal americano tem seu reality principal, normalmente com grande audiência, isto quando não são as principais audiências do canal. Qual o segredo do sucesso dos programas? Não saberia dizer ao certo. Talvez competição, curiosidade, emoção e prêmios ou um mix de tudo isto. Os 15 minutos de fama de pessoas “normais” têm durado muito mais do que se previa há uns 10 anos atrás, quando começaram a explodir programas deste gênero.

No entanto é estranho observar, que o mesmo fenômeno não se repete por aqui. No Brasil, com exceção Big Brother Brasil (que nos EUA, é exibido fora de temporada, no verão americano, com audiência discreta), somente outros dois realitys valem a pena ser mencionado, principalmente, pelo cuidado caprichado dos programas: O Aprendiz, da Rede Record, e Supernanny, do SBT.

Abaixo um Top 5 com os principais realitys shows de sucesso atualmente em exibição nos EUA:

American Idol

Já em sua 8ª edição, o show, originalmente inglês, já é um fenômeno cultural americano (e também mundial), tem descoberto cantores/cantoras que, em seguida, têm conseguido explodir no mercado americano e no mundo afora. Já revelou cantoras como Kelly Clarkson, Carrie Underwood e Fantasia Barrino, entre outras. Os nomes masculinos, no entanto, não alcançam tanto sucesso como as mulheres. Após uma temporada bastante irregular, sempre se questionando se a fórmula já se esgotou, American Idol 2009 voltou mandando nas noites em que é exibido, sendo o programa mais assistido dos Eua durante sua exibição (quase 5 meses no ar).

Claro que, como reality show, American Idol depende exclusivamente do temperamento e tiradas de seu júri nas fases iniciais, principalmente, do inglês sarcástico Simon Cowell (alma do programa), frente as audições de promissores cantores e personagens bizarros sem noção e em seguida à fase de seleção, ao talento dos cantores selecionados. Mas é difícil imaginar como conseguiram transformar um simples programa de calouros num fenômeno mundial, com direito ao episódio final ser tão assistido como uma final de esporte ou Oscar e eventos do gênero (vejam o video abaixo, final de 2008).

Dancing with the Stars

Um artista/celebridade/esportista/similar do gênero junto a um professor (a) de  dança de salão mais um júri competente e temos outro fenômeno de audiência: Dancing with the Stars. Mesmo tentando adaptar para o Brasil, Silvio Santos não acertou a fórmula, melhor para o Faustão que tem o casting da Globo para chamar a atenção para o, no caso, quadro do seu programa Dança dos Famosos.

Mesmo sendo cafoninha ao extremo, é sempre curioso observar a capacidade dos americanos em realizar um show: A produção do programa é um dos destaques do reality, que já teve a participação de artistas como Toni Braxton, o boy band Joey Fontana, Steven Guttenberg, Shannon Elizabeth, Priscila Presley (sim, a viúva de Elvis), Jennie “Kelly” Garth, Melanie Brown (sim, das Spice Girls), entre outras dezenas de participantes. Uma curiosidade: o piloto brasileiro Hélio Castroneves participou e foi o campeão da quinta temporada (vejo o video com algumas participações do esportista).

Survivor

Não sei ao certo quantas temporadas No Limite, versão tupiniquim para Survivor, teve no Brasil, mas o reality de competição mais feroz (e sem frescura) dos Eua está chegando a sua 18ª temporada, tendo pela segunda vez o Brasil como cenário. Há poucas semanas entrou no ar Survivor: Tocantins (veja o preview abaixo).

Confesso que destes realitys o que mais depende dos participantes, já que não há contato de terceiros ou participação do público, é Survivor. Unicamente uma competição física e psicológica, que testa os limites de convivência e manipulação entre os participantes, em condições implacáveis de sobrevivência, em busca de UM milhão de dólares.

The Bachelor

Ressurgindo das cinzas nesta temporada está The Bachelor (ou sua versão feminina, The Bachelorette), onde um rapaz procura um mulher para um relacionamento/casamento em meio a 25 mulheres todas instaladas numa mansão, onde disputam provas para chamar a atenção do rapaz (que as escolhe através de distribuição de rosas, fato ja parodiado num episódio de House) e conquistar seu coração (haha!), e uma bolada em dinheiro. É uma versão do namoro na têve moderna, mas não me perguntem o porquê do sucesso do reality, que já está em sua 13ª temporada.

Extreme Makeover: Home Edition

O mais lacrimoso reality da tevê, não foi adaptado para o Brasil, mas copiado descaradamente (que novidade!) por Luciano Huck (Lar, Doce Lar) e Gugu (Construindo um Sonho) em quadros de seus programas. No original, uma equipe de arquitetos e construtores, comandados pelo simpático Ty, ajudam uma família, sempre com alguma dificuldade, a terem sua casa totalmente reconstruída em apenas 10 dias.

A idéia é simples, o programa é dinâmico e com consciência social, e o choro corre solto (pode fazer o teste!). Aqui no Brasil, a versão americana é exibida diariamente pelo People & Arts, e tem seus episódios inéditos exibido aos domingos.

Além destes realitys shows com maior destaque, ainda há outros inúmeros espalhados pelas dezenas de canais da tevê americana, com tudo que é direito de tema, principalmente, bizarrices e inutilidades inacreditáveis.

Leia mais em: , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Bruno

    Infelizmente aqui no Brasil se copia praticamente tudo de lá, não seria um problema se fizessem algo bom, mas só fazem desgraça por aqui…

    O único que eu aguento assistir é Ídolos, e só no começo, pra dar umas risadas do povo sem noção…

  • sandrine

    Eu gosto do The Amazing Race. Pirate Master (acho que virou Desafio Pirata aqui) também foi divertido.

  • Fernanda

    Choro litros assistindo Extreme Makeover.

  • Ches

    Survivor é o melhor desses citados…
    Apesar de não assistir sempre,gosto de “perder” meu tempo assistindo-o….

  • Ronaldo Goltz

    Programas como BBB só tem audiência por que existem muitas pessoas sem ter o que fazer da sua vida, como pode ficar em frente á tv para ver um monte de gente falando abobrinhas e vem com esta conversa que é estudo de psicologia humana etc…
    Não assisto e nunca vou assistir, a minha vida é muito interessante para gasta-la desta maneira.

busca

confira

quem?

baconfrito