Quadrinhos e Educação

HQs sexta-feira, 29 de julho de 2011

Ainda me lembro do quanto as HQ sofrem preconceito quando o assunto é educação. Por muitos anos, inclusive quando eu comecei a frenquentar o pré-escolar, os professores consideram os gibis algo inadequado para o ensino e alfabetização.

Isso acontece por que, como vim aprender anos mais tarde na faculdade, tal preconceito se deve ao fato das teorias psico-pedagógicas taxarem as HQs de produtos dos meios de comunicação em massa e, portanto, sem valor educacional/artístico.

Contudo, essa visão vem mudando aos poucos. Pois, há muito tempo, apesar do preconceito contra os gibis, outra forma da nona arte vem sendo utilizada, com grande frequência até, em livros didáticos: As tirinhas.

Agora as HQs finalmente passam a ser tratadas também como apoio ao incentivo a leitura, como mostra uma reportagem que li esta semana sobre uma escola do interior do Amazonas incentiva a leitura através dos quadrinhos.

A vantagem de se utilizar quadrinhos junto a educação é que as HQs chamam a atenção da gurizada, contando a história não só textualmente, mas também visualmente. As cores e os desenhos também aumentam a atenção da criança para a leitura, pois se completam com as palavras.

Além disso, a leitura de quadrinhos desenvolve a criatividade e a imaginação da criança, tanto que se déssemos um gibi para uma criança que não sabe lê e fosse lhe pedido para descrever a revista em quadrinhos, ela tentaria contar a história baseada apenas nas imagens.

Eu mesmo comecei a ler aos quatro anos de idade graças aos gibis. Eu tentava descobrir o que acontecia nas histórias só olhando as figuras e pacientemente a minha mãe foi me ensinando o be-a-bá e com isso entrei na escola já sabendo a ler.

Outro ponto legal dos quadrinhos, no caso das HQs de super-heróis, é que eles também nos habituam com técnicas da narrativa continuada, já que na maioria das histórias prosseguem por mais de uma edição.

Enfim, é bom ver que nos últimos anos os gibis tem ganhado força como instrumento educacional e pouco a pouco o preconceito contra a nona arte vai se desfazendo.

Quando a reportagem que eu citei, pode ser lida aqui.

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito