Porque odeio MMOs

Games quinta-feira, 08 de novembro de 2012

Todos eles. Sejam RPG, FPS e RTS, sejam simuladores, de corrida ou “sociais”, são todos uma merda. Simples assim. E se você joga qualquer um deles, tenho uma notícia para te dar:

Ok, eu sou ruim.

Nem é por falta de tentar, eu já joguei um monte de coisa: Gunz, Gunbound, RF Online, Ragnarok, Tibia, Cabal Online, Combat Arms, Travian, DC Universe Online (Que aliás ainda está instalado aqui, já que eu não tive coragem de jogar 20GB fora), MU Online e, é claro, CS. Aliás, esses são só alguns, joguei vários outros que sequer lembro que existiram.

A questão é que eu simplesmente não vou bem. No que fui melhor, DCUO, cheguei ao fatídico level 30 (Já uparam isso?), mas não tive saco para jogar milhares de missões sem importância para ganhar medalhinhas para comprar as armaduras legais. E a palavra mágica é essa: “Saco”.

 Saco.

Saco é justamente o que eu não tenho porque sou eunuco o Batman o tipo de jogador que não aguenta ter que atravessar o mapa para conseguir uma quest, e atravessá-lo de volta para concluir a quest. Eu odeio ter de correr de um bicho/monstro/troço que pode me matar porque tem 436457362 níveis a mais que eu, sendo que eu sequer o ataquei. Eu odeio ter que ficar comparando o que eu já fiz com o que outras pessoas já fizeram.

 É um saco, véi.

E não me venham com “tem MMO que não é competitivo…”. Caras, o único ponto em jogar um troço com outros milhares de pessoas é esfregar na cara dos outros o que você tem e eles não. Pessoalmente, o “ter-não-ter” nem é o ponto principal para que eu não goste dos MMOs, de fato, é realmente legal ver o que o jogo te proporciona conforme você avança, a questão é que você tem que abdicar de coisas para conseguir o que o jogo pode te dar: Dinheiro, tempo, “vida social”.

Quantas vezes não vemos notícias que algum imbecil morreu após dias jogando sem parar? Já não vimos gente que perdeu amigos, emprego e família por ficar jogando? Já não vimos gente deixando de olhar para strippers para se concentrar no jogo? Eu sei que há momentos que você quer ver o quê acontece depois, que quer alcançar um nível ou conseguir um item e sei que gente pulando no seu colo na sua frente enquanto você joga é algo que atrapalha, mas porra, tudo tem limite.

Você pode me dizer que cabe à cada um decidir o quê fazer com sua vida, e eu concordo plenamente, bem como concordo se você me disser que a culpa não é do jogo, é do jogador, mas gente, ninguém nessa porra é isento de culpa. Não é teoria da conspiração e nem paranóia, mas acreditem ou não, jogos são criados pensando em como os jogadores vão jogá-lo, quanto tempo passarão nele e quanto irão gastar com ele. Criar um jogo é criar um produto, e ele dever dar lucro, e isso tem um custo, tanto para a empresa quanto para os jogadores.

De forma geral, eu não gosto das mecânicas, dos gráficos, dos controles. Acho chato, antiquado e ineficiente ter 556 barras na parte de baixo da tela e ter de criar milhões de atalhos para ataques, defesas, itens, golpes e poderes; como já disse, odeio percorrer mapas inteiros para ver três falas e clicar num único botão para receber uma EXP de merda e uma merreca em dinheiro; odeio ter de ficar olhando os outros jogadores depois que eu já morri; não suporto quests “colecte 35 vibradores azuis e 15 roxos e entregue para o Chefe da Patrulha”; clicar dezenas de vezes para ficar construindo unidades de exército é tosco, do mesmo modo que ter de escolher um lugar para construir o que quer que seja e ficar vendo se não mataram os caras que conseguem mais recursos para você. São todos sistemas falidos, idiotas, ineficientes, bobos… Temos jogos incríveis, tanto nos consoles quanto nos PCs, mas quando se trata de MMO, são todos nos mesmos moldes que eram, literalmente, uma década atrás.

Claro, são mais bonitos, mas as mecânicas são iguais, os comandos também. Bela merda o jogo ter capacidade para colocar 80 inimigos na tela ao mesmo tempo, se eu ainda tenho que enfrentar problemas de servidor, servers lotados, atualizações em horários estúpidos, bugs, lags, os mesmos tipos de hacks, as mesmas formas de PvP, o mesmo “mercenarismo” nos mercados de itens, o mesmo “desconectado por…”, enfim, os mesmos jogos, com nomes diferentes, mas iguais.

Quem entendeu dá curtir quem não entendeu compartilha.

Eu não culpo o modo como os jogos são feitos e nem como eles funcionam por eu ser ruim, eu os culpo por continuarem sendo feitos e funcionando de um jeito que eu, e mais muita gente, não gosta. Eu os culpo pelo pensamento retrógrado, limitado, totalmente incompatível com o que os jogos são atualmente. Sim, eu sou um merda jogando-os, sim, eu morri para a porra dum rato no Tibia e sim, eu ficava lá em baixo nos rankings das partidas no CS, mas eu me divertida (Menos com Tibia, afinal, é Tibia). Quando eu tinha 12 anos eu me divertia. Por que não posso me divertir hoje? Porque eu não posso continuar sendo ruim, mas com um sorriso no rosto?

PS: Sabem o que virava? Um MMO de Paciência Spider.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito