O Universo Compartilhado da Marvel não é tão compartilhado assim

Televisão terça-feira, 25 de Abril de 2017

Guerra Infinita é o nome do terceiro e PENÚLTIMO filme da fase três da Marvel Studios com o UCM e promete ser um mega evento unificando todo o UCM nos dois últimos filmes. Porém, acompanhando o andar da carruagem, vemos que a Marvel, apesar de gritar que seus filmes e séries integram o mesmo universo, não anda muito interligada. Principalmente quando se trata das séries. Pois é, Agentes da S.H.I.E.L.D. e as séries da Netflix sempre fazem questão de citar algo que aconteceu nos filmes, mas por que caralhas as séries não interagem? Por que caralhas a S.H.I.E.L.D., que tá trabalhando com o Acordo de Sokovia, nunca foi lá atrás do Demolidor, da Jessica Jones ou do Luke Cage? Tá meio estranho isso aí e pelo visto só vai piorar, já que as séries dos Fugitivos, do casal Manto e Adaga e dos Novos Guerreiros estão a caminho mas cada uma produzida por um grupo diferente.

É bonito que os filmes interajam e é ainda mais bonito que Agents of S.H.I.E.L.D. responda algumas perguntas dos filmes, como o aeroporta aviões que surge em Era de Ultron, mas é triste que a Marvel esteja vendendo seus direitos desesperadamente pra diversas emissoras e insista em dizer que todas elas fazem parte do mesmo Universo. Sendo que Agents of S.H.I.E.L.D. tá longe de interagir com Os Defensores, que por sua vez jamais encontrará Os Fugitivos, que não terão a menor ideia de quem são Manto e Adaga e muito menos os Novos Guerreiros, que tão chegando um pouco atrasados pra dar início à Guerra Civil, mas ok.

É preciso coragem e planejamento pra criar um universo compartilhado. A Marvel já provou que manja muito bem disso nos cinemas, mas as séries tão um puta puteiro do caralho, mano. E é por essas e por outras que eu tenho que dar o braço a torcer e elogiar o universo compartilhado das séries da DC, que sabendo que não poderiam interagir com os filmes, abraçaram logo o Multiverso e foda-se.

A questão é: De que adianta ter um universo compartilhado se não vai rolar crossover? Porque a parte mais legal dos filmes da Marvel, das séries e (Agora) dos filmes da DC é saber que a gente vai ver aquela galera reunida em algum momento. O ponto alto de qualquer série da CW são os crossovers anuais. Quem vê spin off quer crossover, parça. Não adianta ficar enrolando aí falando que um dia pode acontecer porque ninguém mais cai nessa.

E a Marvel pode enrolar o quanto quiser o crossover entre suas séries, mas Guerra Infinita e Vingadores 4 terão uma proporção gigantesca e é aí que entra o problema. Onde estarão os personagens dessas séries durante a treta com Thanos e seu exército? Porque pelo menos um episódio especial mostrando o envolvimento dos heróis com essa treta as séries tem que ter. Ou será que a Marvel será ousada ao ponto de jogar os personagens das séries no meio do último filme pegando o grande público dos filmes, que não assistem as séries, de surpresa? Muitos torcem pra isso, mas eu acho uma péssima ideia.

Aparentemente a Marvel não aprendeu nada com seus erros passados. Na década de 90, quando a editora tava falindo, ela começou a vender os direitos de seus personagens pro estúdio que pagasse mais e somos nós que sofremos com isso até hoje. Do mesmo jeito que as chances de vermos os X-Men interagindo com os Vingadores são mínimas, as chances de vermos um crossover entre Novos Guerreiros e Defensores são quase nulas. Não que alguém ligue, mas se vai fazer uma caralha dum universo compartilhado faz direito porra!

Leia mais em: , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Állan

    Universo compartilhado é um desafio e tanto. Acho que a Marvel ainda vai errar bastante pra mantê-lo, só que confio no trabalho dos caras para a guerra infinita. Afinal, se considerarmos que Vingadores foi lançado em 2012 e Guerra Infinita será em 2018, não é razoável pensar que eles fariam uma besteira tão grande a ponto de estragar um hype de 6 anos, tendo em vista que, de certa forma, todo o UCM gira em torno dessa treta final com o Thanos desde o começo.

    Não sei como serão feitos os crossovers, mas acho que vai ser como no caso do Homem-Aranha em guerra civil (com suas devidas proporções, é claro). Não foi necessária uma grande apresentação, trabalho lapidado do personagem e tal, uma breve apresentação de seus poderes, alguns diálogos e algumas motivações seriam suficientes. Quem quiser saber mais sobre o herói que assine o Netflix e assista, tal como funciona no mundo das HQ hoje em dia.

    Contudo, mesmo não gostando da ideia de multiverso que a DC usa, tenho que dar o braço a torcer e concordar que é a alternativa mais segura para séries e cinemas. Mas sei lá, sou meio traumatizado com esse negócio de realidades alternativas, é confuso e me soa como um pretexto para consertar cagadas e manter os mesmos heróis desde os anos 60.

busca

confira

quem?

baconfrito