O que deveria rolar em TBBT

Televisão sexta-feira, 30 de março de 2012

Já falei várias vezes que The Big Bang Theory é uma das séries que mais gosto, e como sempre, alguém dá um jeito de estragar a coisa, no caso roteistas e produtores. Não que seja uma exclusividade de TBBT, afinal, Dexter, Two and a Half Men e tantas outras sofrem e já sofreram com isso, mas… Eu não assisto nenhuma delas.

Então, TBBT já caminha para o final da quinta temporada (O episódio 20 é ir ao ar essa semana), e nem sinal da coisa mudar de rumo: Leonard está na mesma, Sheldon está na mesma, Raj está na mesma, Howard e Bernadette tão enchendo o saco com a história do casamento e a Amy continua jogando verde para cima da Penny (Que está na mesma).

A quarta temporada acabou com um gancho foda (heh): Raj e Penny nus, pelados, sem ropa na mesma cama, enquanto que o relacionamento de Leonard com a Prya ia pro saco. Sim, é verdade, Howard e Bernadette não fizeram nada de mais e o Raj continuou mal aproveitado, mas com o final que colocaram, abriram espaço para uma das melhores temporadas e…

 Cê ficou escroto pra caralho… E esse cabelo também.

A “trama” central desta temporada é o casamento do Howard com a Bernadette, e até aí, tudo são flores. Raj ganhou mais destaque agora (O que é bom), mas como o alívio cômico… NUMA SÉRIE DE COMÉDIA. Ok, é legal uma ou outra piada sobre ele e o Howard, mas basear o personagem nisso (E na constante falta de mulher) é idiota.

Enquanto isso, Leonard simplesmente não faz nada digno de nota desde o começo da temporada, apenas estando lá porque já foi o personagem principal. Sheldon, por outro lado, ficou pior: Deixaram-no mais burro, para que pudessem usar situações idiotas como piada. A cena de jogo no episódio 13 foi estúpida, e (Sim, sendo clichê) apelativa (E porra… Tinha tudo para ser um centésimo episódio tão foda). Deixaram o personagem mais chato nas “partes científicas”, mas em todo o resto do tempo, é apenas um nerd retardado. O que antes era divertido assistir, com o Sheldon enchendo o saco dos outros personagens acerca de curiosidades/fatos/informações, agora simplesmente virou uma desculpa para ele ser imbecil… Tipo House, mas sem o sarcasmo, o que sobra… Ahnn.. Então.

Quando a Amy apareceu na série, no final da terceira temporada, tinha tudo para ser legal: Uma versão feminina do Sheldon, tão insuportável quanto ele (Talvez até mais). Entre a quarta e a quinta temporada, foram, gradativamente, deixando-a mais normal, mais “não-sheldon”, e eis que chegamos ao panorama atual: Uma lésbica carente o suficiente para querer dar para um assexuado. Não que ele vá continuar por muito mais tempo nessa, se a série seguir o caminho atual.

É simplesmente ridículo ver uma série que tinha chance para superar TaHM (Principalmente depois da saída do Charlie Sheen) ir desembocar no esgoto, apelando para o ridículo para fazer graça. Sim, eu sei que tem uma ótima média de audiência, e também ri em alguns momentos desta temporada, afinal, ainda é uma sitcom, em breve será… The L Word, com homens, e ninguém quer ver isso.

 Uma merda, mas não era com isso que as pessoas se importavam.

Então, como todo fã chato, lhes digo o que deveria rolar na sexta temporada (Uma vez que já tem até spoiler do season finale): Tinham que dar importância pro Raj, mas sem sacanear o personagem. Fazendo piada com a história que a série já tem, se o Raj fosse convidado à se mudar para o MIT daria uma boa história (E uma melhor ainda, caso ele aceitasse), abrindo mais espaço para ele na série.

Já que o Leonard tá na merda agora, sem fazer nada, creio que seria bom mudar a base inicial da história: Ele e Sheldon morando juntos. Novo apartamento/casa/rancho/ponto, novas situações e até mesmo novos personagens. Se for demais, pra usar o que já tem, Leonard e Stuart morando juntos. Os dois “rivais”, melhorando de vida (Afinal, eles não pegam ninguém e ainda se fodem todo episódio em que aparecem), mudando a ambientação da coisa.

É inegável que o Sheldon é o personagem mais popular, então, além de desemburrá-lo, creio que a vida dele tenha que mudar bastante: A Amy largando da Penny, ela teria tempo para se focar na própria carreira, ganhando assim prêmios e reconhecimento… Os mesmos prêmios e reconhecimentos que o Sheldon sempre quis… Tipo o Nobel. Isso tira a Amy desse papel ridículo que ela se tornou e dá um rumo para os dois personagens, com Sheldon “perseguindo” e “admirando” a Amy.

 Bons tempos.

Quanto aos pombinhos, creio que estão indo pelo caminho certo (Ao menos nisso), mas não pode casar e parar por aí. Como já dizia minha bisavó, “quem casa quer casa e sogro morto”, mas para não matar a mãe do Howard (Que é legal pra caralho), o infeliz deveria criar bolas de vez e tocar o foda-se pra velha, indo arrumar um canto com a Bernadette.

Por fim, a Penny, que é a razão por qual todo mundo começou a assistir isso, também deveria “voltar as origens”. Porra, uma loira gostosa e solteira não vai ficar em casa ou no trabalho o tempo todo, então tem mais é que botar uns viados malucos de academia na parada. É a maior putaria deixá-la em volta de uma lésbica maluca, uma noiva e quatro eunucos, e já que a Kaley Cuoco não pode vir aqui em casa ela e o Leonard não vão ficar juntos tão cedo, melhor tornar a coisa mais… Verossímil.

E para terminar com toda a cagação de regra, e foder definitivamente com a vida do Sheldon, digo que Kripke e Leslie Winkle deveriam ficar juntos… E para deixar bem claro: Penny e Sheldon NUNCA serão um casal, aceitem.

Leia mais em: , , , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito