O que deveria rolar em TBBT

Televisão sexta-feira, 30 de Março de 2012

Já falei várias vezes que The Big Bang Theory é uma das séries que mais gosto, e como sempre, alguém dá um jeito de estragar a coisa, no caso roteistas e produtores. Não que seja uma exclusividade de TBBT, afinal, Dexter, Two and a Half Men e tantas outras sofrem e já sofreram com isso, mas… Eu não assisto nenhuma delas.

Então, TBBT já caminha para o final da quinta temporada (O episódio 20 é ir ao ar essa semana), e nem sinal da coisa mudar de rumo: Leonard está na mesma, Sheldon está na mesma, Raj está na mesma, Howard e Bernadette tão enchendo o saco com a história do casamento e a Amy continua jogando verde para cima da Penny (Que está na mesma).

A quarta temporada acabou com um gancho foda (heh): Raj e Penny nus, pelados, sem ropa na mesma cama, enquanto que o relacionamento de Leonard com a Prya ia pro saco. Sim, é verdade, Howard e Bernadette não fizeram nada de mais e o Raj continuou mal aproveitado, mas com o final que colocaram, abriram espaço para uma das melhores temporadas e…

 Cê ficou escroto pra caralho… E esse cabelo também.

A “trama” central desta temporada é o casamento do Howard com a Bernadette, e até aí, tudo são flores. Raj ganhou mais destaque agora (O que é bom), mas como o alívio cômico… NUMA SÉRIE DE COMÉDIA. Ok, é legal uma ou outra piada sobre ele e o Howard, mas basear o personagem nisso (E na constante falta de mulher) é idiota.

Enquanto isso, Leonard simplesmente não faz nada digno de nota desde o começo da temporada, apenas estando lá porque já foi o personagem principal. Sheldon, por outro lado, ficou pior: Deixaram-no mais burro, para que pudessem usar situações idiotas como piada. A cena de jogo no episódio 13 foi estúpida, e (Sim, sendo clichê) apelativa (E porra… Tinha tudo para ser um centésimo episódio tão foda). Deixaram o personagem mais chato nas “partes científicas”, mas em todo o resto do tempo, é apenas um nerd retardado. O que antes era divertido assistir, com o Sheldon enchendo o saco dos outros personagens acerca de curiosidades/fatos/informações, agora simplesmente virou uma desculpa para ele ser imbecil… Tipo House, mas sem o sarcasmo, o que sobra… Ahnn.. Então.

Quando a Amy apareceu na série, no final da terceira temporada, tinha tudo para ser legal: Uma versão feminina do Sheldon, tão insuportável quanto ele (Talvez até mais). Entre a quarta e a quinta temporada, foram, gradativamente, deixando-a mais normal, mais “não-sheldon”, e eis que chegamos ao panorama atual: Uma lésbica carente o suficiente para querer dar para um assexuado. Não que ele vá continuar por muito mais tempo nessa, se a série seguir o caminho atual.

É simplesmente ridículo ver uma série que tinha chance para superar TaHM (Principalmente depois da saída do Charlie Sheen) ir desembocar no esgoto, apelando para o ridículo para fazer graça. Sim, eu sei que tem uma ótima média de audiência, e também ri em alguns momentos desta temporada, afinal, ainda é uma sitcom, em breve será… The L Word, com homens, e ninguém quer ver isso.

 Uma merda, mas não era com isso que as pessoas se importavam.

Então, como todo fã chato, lhes digo o que deveria rolar na sexta temporada (Uma vez que já tem até spoiler do season finale): Tinham que dar importância pro Raj, mas sem sacanear o personagem. Fazendo piada com a história que a série já tem, se o Raj fosse convidado à se mudar para o MIT daria uma boa história (E uma melhor ainda, caso ele aceitasse), abrindo mais espaço para ele na série.

Já que o Leonard tá na merda agora, sem fazer nada, creio que seria bom mudar a base inicial da história: Ele e Sheldon morando juntos. Novo apartamento/casa/rancho/ponto, novas situações e até mesmo novos personagens. Se for demais, pra usar o que já tem, Leonard e Stuart morando juntos. Os dois “rivais”, melhorando de vida (Afinal, eles não pegam ninguém e ainda se fodem todo episódio em que aparecem), mudando a ambientação da coisa.

É inegável que o Sheldon é o personagem mais popular, então, além de desemburrá-lo, creio que a vida dele tenha que mudar bastante: A Amy largando da Penny, ela teria tempo para se focar na própria carreira, ganhando assim prêmios e reconhecimento… Os mesmos prêmios e reconhecimentos que o Sheldon sempre quis… Tipo o Nobel. Isso tira a Amy desse papel ridículo que ela se tornou e dá um rumo para os dois personagens, com Sheldon “perseguindo” e “admirando” a Amy.

 Bons tempos.

Quanto aos pombinhos, creio que estão indo pelo caminho certo (Ao menos nisso), mas não pode casar e parar por aí. Como já dizia minha bisavó, “quem casa quer casa e sogro morto”, mas para não matar a mãe do Howard (Que é legal pra caralho), o infeliz deveria criar bolas de vez e tocar o foda-se pra velha, indo arrumar um canto com a Bernadette.

Por fim, a Penny, que é a razão por qual todo mundo começou a assistir isso, também deveria “voltar as origens”. Porra, uma loira gostosa e solteira não vai ficar em casa ou no trabalho o tempo todo, então tem mais é que botar uns viados malucos de academia na parada. É a maior putaria deixá-la em volta de uma lésbica maluca, uma noiva e quatro eunucos, e já que a Kaley Cuoco não pode vir aqui em casa ela e o Leonard não vão ficar juntos tão cedo, melhor tornar a coisa mais… Verossímil.

E para terminar com toda a cagação de regra, e foder definitivamente com a vida do Sheldon, digo que Kripke e Leslie Winkle deveriam ficar juntos… E para deixar bem claro: Penny e Sheldon NUNCA serão um casal, aceitem.

Leia mais em: , , , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • D. Meira

    Puta merda, não concordo com nada disso que você escreveu.

  • Philipe

    Concordo com o texto, a série já foi engraçada,hoje só assisto por hábito e pela esperança de sair algum episódio minimamente engraçado.

  • Concordo um pouco, mas no final do post já me embolei nas ideias.
    Seria bom, realmente dar uma mexida na vida deles e de quebra enfiar uns personagens novos, tirar pra causar uma confusão. 
    Sim, eles são socialmente inaptos, mas mesmo assim isso não impede de colocar gente na série pra aparecer uns 3 episódios e depois tirar, dar uma bagunçada mesmo. Não precisa ser o ex-ator do Star Trek, pode ser um homem ou mulher aleatório pra criar novas situações. Todo bom sitcom, como How I Met Your Mother faz isso, mesmo que costume cair na mesmice muitas vezes.
    E quanto ao quesito “nerd”, seria bom também dar uma dinamizada. O Sheldon não precisa roubar toda a cena com suas obsessões, deixe que os outros personagens também o façam do seu jeito. Tirar eles da rotina, é tudo que esta série precisa. Criar situações realmente complicadas que não envolvam relacionamentos amorosos, já está um saco ver todo mundo se pegando ali. São vidas de pessoas, não um harém ao vivo. A quarta temporada ficou insuportável com piadas excessivas sobre sexo.

    Bem, isso é quase tudo que eu tenho pra dizer.

  • Loney

     Exatamente cara, virou um “mundinho” fechado, sem nada novo, e a putaria do caralho. As cenas em outros lugares, como espaços abertos e tals eram legais, mas sumiram… Uma mudança de roteiristas seria incrível, poderia mudar para pior, mas pelo menos algo mudaria.

  • Loney

    Ora pois, desenvolva sua opinião.

  • D. Meira

    Pois então, não que eu não concorde
    inteiramente, até acho que tem alguns personagens que realmente não estão se
    desenvolvendo, como o Raj e, principalmente, o Leonard.
    Pra mim essa história dele e da Penny já encheu o saco. 

    Quanto a esta ultima temporada, ao meu
    ver, o foco é a humanização do Sheldon, ele pode até ter ficado mais estúpido,
    mas pelo menos agora ele esta um pouquinho mais real. Só achei que
    infantilizaram muito o personagem.

    Quanto ao Raj, bom, ele é gay não é? Meu,
    tá na cara.

    Eu realmente acho que alguns
    personagens novos seriam bem vindos. E por fim, achei uma droga essa sua
    descrição da próxima temporada, sorry. Só espero, sinceramente, que as
    coisas mudem.

  • Jorge

    Você pode ficar criticando uma série que não vai pra lugar algum ou você pode assistir Community.

  • Loney

     Eu faço os dois.

  • Eu acho q chegou um momento que cada um tem uma opinião de como deveria caminhar a série, os personagens devem evoluir sem perder as caracteristicas q cativaram o público, por exemplo: deveriam fazer q a carreira fracassada de atriz de Penny fosse evoluindo aos poucos, seria interessante se vissemos ela se esforçando p conseguir um papel, ter atores bonitões q fizasse ter brigas com leornard, etc.
    Eu acho a relaçao entre bernadet e howard interessante, até a relação dos dois com a mãe de howard é super engraçada, por me continua. a idéia de amy ganhar o nobel, eu gostei, já Raj acho q devia ter alguns encontros com mulheres do tipo “figuras estranhas” até ir diminuindo a timidez com o passar do tempo. 

  • Loney

     hasuhasuhasuh desculpa o caralho cara, tem que dar opinião mesmo.

    Sim, como você falou, o infantilizaram o Sheldon (o que, de uma forma ou de outra, o deixa estúpido) e bem, quanto ao Raj ser gay, creio que não… apesar de obviamente estarem levando o personagem por esse caminho nos últimos tempos. E o Leonard tá jogado lá…

    E bem, essa de falar como deve ser, é, primeiramente, o meu lado de fã chato, mas a ideia é indignar leitor mesmo, no fundo é justamente essa questão da mudança.

  • Ricardo G. Souza

    O que aconteceu é que a série era sobre nerds e para nerds. No começo tinha mais referencias, mais situações e dialogos nerds. Ai a porcaria popularizou e viram que o Sheldon, que antes era só engraçadinho, virou um genio da comedia para os estúpidos. Logo: fodam-se referencias, conteúdo, dialogos e o cacete a quatro; é só jogar um bazinga e todo mundo ri. Cada vez tão exagerando mais com o personagem, e ele já perdeu a graça de tão repetitivo.

  • lolz

    Devo dizer que nunca gostei do seriado,desde o início todos os personagens sofrem do que você descreveu pro Sheldon. Os roteiristas colocam caras que deveriam ser gênios sem conseguir resolver NENHUM problema na vida deles pra criar um humor “paspalhão”. Nunca teve,e nunca terá nem chance de superar Two and a Half Men com Charlie Sheen e How I Met Your Mother.

  • The Big Bang Theory, depois que se popularizou, perdeu em muito o que tinha. O 17º episódio da terceira temporada (no qual eles acham o Anel) é o melhor de todos e o que melhor resume TBBT: Quatro nerds doidos por uma peça meio sem valor e a Penny jogada no meio sem saber o que fazer. Atualmente, porém, TBBT é uma série sobre sexo e momentos constrangedores. Está chata. As referências foram todas jogadas fora; Sheldon, que aliás, NÃO é o principal, enche o saco cada vez mais, pois ressaltaram nele o lado burro e não o lado inteligente/nerd. Leonard cada vez mais perde espaço; Amy é um pé no saco, totalmente descaracterizada com o resto da série; Raj é o fim, querem deixar ele gay, o que é uma coisa idiota. Dá vergonha ver o esforço dos “alívios cômicos” do Raj. E o Howard, de veeeeeez em quando dá uma tirada boa. Mas tá brabo. A Penny continua igual àquela que começou a série, mas sem a base que tinha.

    Não digo que Two and a Half Men é melhor porque TAHM é uma bobagem sem tamanho, idiota, ridícula, nonsense, sem graça, apelativa, e que venera o estilo de vida de um bêbado drogado. Mas é triste ver a série que há alguns anos era a melhor no que se propunha ser ultrapassada em anos luz por outras, como Modern Family e How I Met Your Mother.

  • Loney

     Sim, concorco, e sim, Two and a Half Man é apelativo, mas é bom… e PORRA, anos-luz é distância véi.

  • gisa

    AVE como esse Leonard é chatooo

busca

confira

quem?

baconfrito