O Mundo é dos Jovens vem nas mãos das meninas

Televisão sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Se tu tem em torno dos 25 anos, tu vai concordar comigo que nossa infância foi cheia de seriados ~daora~ e a gente nem dava bola. Ou dava, mas né? Eu era lou-ca por Full House, ou Três é Demais, como o SBT traduziu, Punky, a Levada da Breca, Barrados no Baile (Não me julguem), mas o que fazia meu coração parar de bater por milésimos de segundos quando a abertura entrava no ar era O Mundo é dos Jovens. Boy Meets World, seu nome original. Achava liiindo o romancinho do Cory com a Topanga, amava o Shawn, o amigo ~tapadinho dele, as ideias sem pé nem cabeça do Eric, o irmão mais velho, e os conselhos e lições do moral do mr. Feeny, o professor da galere.

Se tu não tá lembrado da série, tu perdeu o meu amor. Mas de boa. O Mundo é dos Jovens retratava a história dessa galera, mostrava valores de família, amizade, relacionamento entre jovens e mais velhos, e essa descoberta dos adolescentes que estão deixando de ser crianças e passando à vida adulta. Com um roteiro inteligente, direto e engraçado, a série era realmente direcionada aos jovens, como o nome sugere em português e em inglês, e mostrava a realidade como ela pode ser, abordando desde temas leves e descontraídos até questões como abandono, drogas, sexo e as neuras de qualquer adolescente que se preze. E a história toda acontece através do ponto de vista do protagonista, Cory Matthews (Ben Savage), que vem acompanhado de seu melhor amigo, Shawn, interpretado por Rider Strong, e sua namorada, Topanga (Danielle Fishel).

Lembrou? Obrigada.

Enfim. A questão é que eu estava numa madrugada dessas vendo um monte de asneira, até que surge aos meus olhos uma notícia que me fez sentir como se eu fosse adolescente outra vez e me emocionasse como se eu estivesse ganhando uma Barbie ou na loteria, se fosse nos dias de hoje: Boy Meets World vai ter uma sequência, e vai se chamar o quê? Girl Meets World. Justíssimo. Se crescemos vendo tudo do ponto de vista masculino, com toques de menininha, é claro, agora é a vez de colocar tudo nas costas das gurias e mostrar como é ser adolescente hoje, sob os olhos de ~garotinhas. Com os boys na volta, óbvio.

Nota do editor: O “colocar tudo nas costas das gurias” é uma afirmação sem conotação sexual, antes que alguém pergunte.

O piloto já está sendo providenciado, e o produtor executivo/redator será Michael Jacobs, responsável pela série original. E o melhor: Foi confirmado oficialemnte que Savage (Cory) e Fishel (Topanga) estarão na nova série. Cory será uma espécie de Mr. Feeny, já que ele se tornou um professor da sétima série, e vai ser o encarregado de colocar a meninada na linha. E a personagem principal será a filha do casal, adolescente de 13 anos, Riley Matthews. A versão girly do Cory, como era de se esperar. E a guria ainda vai ter um irmão, Elliot, de 14 anos e que adora provocar a irmã, e uma BFF. Ou seja: Realidade dos jovens.

A nova série tem tudo pra ser como a que a gente cresceu vendo. Claro: Produção da Disney, voltada ao público adolescente. Não é um seriado adulto, óbvio. Eu não sei vocês, mas confesso que estou super ansiosa ~e emocionada, abafa~ com o lançamento da nova série. É como se a infância voltasse um pouco, e a nova geração de adolescentes pudesse sentir um pouco daquilo que eu senti quando a versão original foi ao ar. A gente tem visto novas versões, regravações de um bocado de coisa que a gente costumava assistir depois da escola ou antes da novela. Tipo Carrossel, que tá aí encantando a garotada de hoje, com uma cara muito mais moderna e adaptada aos dias de hoje. Não espero menos de Girl Meets World, que eu não faço ideia de quando vai chegar no Brasil, mas OI DISNEY, MUITO OBRIGADA POR ISSO. Pronto, falei.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito