Mundo Cão (Ghost World)

Cinema sexta-feira, 25 de Março de 2011

A primeira vista, parecia só mais uma dessas comédias genéricas adolescentes que tem por aí aos montes. Tanto que nem lembro mais como eu cheguei a assistir. Milagres do tédio, acredito. Mas, ledo engano. Além de ser muito mais do que isso, o Mundo Cão é adaptado de uma HQ do Daniel Clowes, que escreveu a sensacional Como uma Luva de Veludo Moldada em Ferro. E o cara ainda co-escreve o roteiro! Alguma coisa boa o troço tinha que ter.

A história acompanha Enid (Thora Birch) e Rebecca (Scarlett Johansson), duas garotas que acabaram de sair da escola. Como adolescentes excluídas que se prezem, as duas pensam que a liberdade se encontra logo ali, depois da formatura. Ledo engano, de novo. Elas logo procuram por em prática o sonho de longa data de sair da casa dos pais e morar juntas. Só que pra isso acontecer, precisam de dinheiro. Rebecca logo se conforma e arruma um emprego qualquer, mas Enid tem dificuldades em deixar algumas crenças pra trás. E então elas começam a se distanciar. No meio desse processo, acabam encontrando Seymour (Steve Buscemi), um loser de meia idade que coleciona discos. No início ele é só uma espécie de piada, mas Enid acaba por perceber que ambos tem muito em comum e passa a se aproximar dele. E os dois iniciam um estranho relacionamento.

 Melhor que a minha formatura.

Parece um tanto sem graça, mas tudo se desenvolve de forma muito interessante. A protagonista Enid é extremamente irritante num primeiro momento, mas fica impossível não se identificar com ela, nem que só por alguns instantes. Ela representa perfeitamente a desilusão com a vida e o mundo que todo adolescente (Com algum pensamento independente, pelo menos) enfrenta alguma hora. Assim como Seymour, que ainda conta com uma boa dose de cinismo, resultado dos fracassos acumulados nos seus anos a mais. E pra reforçar ainda mais essa sensação de solidão passada com maestria pelo Steve Buscemi e pela Thora Birch, a sociedade ao redor parece ser retratada pelos olhos dos próprios protagonistas. Tudo parece vazio, superficial e opressor, e… Bom, na realidade o mundo é assim mesmo. Nas palavras do nosso herói:

 Bem, é simples pra todos os outros. Dê a eles um Big Mac e um par de Nikes e eles estão felizes! Eu apenas não consigo me relacionar com 99,9% da humanidade…

O diretor Terry Zwigoff ainda aproveita pra satirizar o péssimo momento que a arte e a cultura vem passando. De forma mais explicita, nas aulas de arte que Enid é obrigada a frequentar, e em momentos mais sutis, como no suposto show de blues que eles assistem. E dentro de uma locadora, numa das cenas mais engraçadas do filme, quando um homem quer alugar o do Fellini e acaba saindo com o 9 1/2 Semanas de Amor. Aliás, o filme é cheio de referências à cultura pop, o que deixa tudo sempre mais legal. Se elas não forem simplesmente jogadas por aí, né Sr. Kevin Smith? Bom, as HQs do Daniel Clowes e do Robert Crumb, que teve um documentário dirigido pelo Zwigoff, também aparecem com frequência. Até o Mr. Pink, personagem do Steve Buscemi no Cães de Aluguel, meio que dá as caras por alguns segundos.

O filme ainda conta com algumas metáforas simples, mas muito interessantes. Na maioria das vezes pra representar o amadurecimento (Ou dificuldade de amadurecer) de Enid. Uma dica: Atenção a um certo par de jeans. E ao velho esperando o ônibus também. Se bem que isso não tem como passar despercebido. E é através desse velho que a história chega a sua conclusão. Um final quase onírico, eu diria. Ah, repararam que eu nem citei mais a Scarlett Johansson? Pois é, já dá pra ter uma ideia da qualidade de todo o resto.

 Ok, ELA sofria bullying na escola, a gente acredita.

Pra quem tem um pé atrás com esses filmes meio alternativos (E com razão, depois deles virarem modinha em Hollywood nos últimos anos), o Mundo Cão é um ótimo começo pra mudar de ideia. E ainda tem uma das músicas mais mais fodas do mundo na trilha sonora, a Devil Got My Woman. Tão foda que eu vou até poupar vocês de irem atrás e colocar aqui mesmo. É só clicar e viajar na genialidade do Skip James:

Mundo Cão

Ghost World (111 minutos – Comédia, Drama)
Lançamento: EUA, 2001
Direção: Terry Zwigoff
Roteiro: Terry Zwigoff, Daniel Clowes
Elenco: Steve Buscemi, Thora Birch, Scarlett Johansson

Leia mais em: , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • jéssica

    grande filme

busca

confira

quem?

baconfrito