Mortes nos quadrinhos I

HQs sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Recentemente o personagem Marvel mais conhecido do mundo bateu as botas. Peter Parker encontrou seu fim e foi se encontrar com seu Tio Ben no paraíso.

Mas… O que? O Homem-Aranha morreu? Se é essa pergunta que você acabou de se fazer a resposta é sim, o Homem-Aranha vestiu o paletó de madeira, mas acalme-se, pois o cabeça de teia do universo tradicional ainda tá vivinho da Silva, quem empacotou foi o Aranha Ultimate.

O Teioso Ultimate entrou pra lista das contra-partes do Universo Tradicional que foram pro saco neste mundo que tem conquistado fãs e mais fãs desde 2000, como apresentei neste artigo.

Enfim, a Marvel parece querer limpar todos os heróis da linha Ultimate, matando os originais e substituindo por novas versões, assim “resolve” o problema da cronologia, já que a foice está sendo passada em praticamente todos os personagens mais antigos da linha, que são rapidamente substituídas por novas versões, consequentemente acompanhados de uma nova origem e praticamente nada de carga cronológica.

Mas, enfim, eu li a história da morte e estou lendo as conseqüências desta tragédia e tem sido uma história excelente. Começamos com Peter recebendo lições de heroísmo dos super-heróis adultos da linha como Homem-de-Ferro e Capitão América. Porém os Supremos e os Vingadores começam uma batalha em Nova York e no meio da zona toda o Aranha leva um tiro do Justiceiro, que tinha como alvo o Capitão América.

Apesar do teioso ter levado o tiro, a batalha não para e ele é deixado para trás como um saco de lixo. Enquanto ele pensa em procurar um hospital para cuidar de seu ferimento ele descobre que o Sexteto Sinistro, liderado por Norman Osborn, o Duende Verde, consegue fugir das garras da Shield e ameaçam seus familiares e vizinhos.

E mais uma vez Parker demonstra o porque o Homem-Aranha é considerado por muitos fãs o maior super-herói de todos os tempos, já que mesmo meio-morto ele parte para o Queens para enfrentar os vilões.

É uma batalha épica que acaba com o Aranha nocauteando seus inimigos, porém, por causa do tiro do Justiceiro, ele acaba morrendo nos braços de Mary Jane. No momento de sua morte, sua identidade já não era mais secreta e a comoção toma conta da cidade toda, e quiça, do mundo, ao saber que um de seus maiores heróis não passava de um simples adolescente.

Essa dor pela perda do herói é mostrada na mini em 6 edições Ultimate Fallout, na qual vemos os personagens e pessoas do Universo Ultimate emocionados e dominados pela dor do luto pelo Homem-Aranha.

Apesar de emocionante, o fato é que, as mortes de heróis nas HQs se devem a um fato: Caçar-níqueis, já que essas edições vendem horrores. Digo isso porque a maioria dessas mortes são temporárias, logo os autores, por ordem editorial ou não, dão um jeito de trazerem os personagens de volta.

Mas apesar disso, essas edições costumam ser épicas, grandiosas e emocionantes. É claro que os fãs ficam revoltosos com mortes e ressurreições, mas isso é um detalhe a parte. De qualquer forma, eu como leitor antigo, gosto dessas mortes de heróis por sua carga dramática, tanto que temos momentos gloriosos nos quadrinhos que estão ligados à morte de determinado herói.

Afinal, quem jamais ficou curioso em conhecer a trágica morte do Superman nas mãos de Apocalipse numa batalha que destruiu boa parte de Metrópolis? Ou quem nunca ouviu falar no clássico A Morte do Capitão Marvel, na qual o herói cósmico da morte sucumbiu diante de um inimigo invencível e tão comum em nossa realidade: O câncer.

É claro que teve mortes desnecessárias e ridículas como a de Oliver Queen (Arqueiro Verde) nos anos 90, que preferiu o caixão do que perder um braço para sobreviver.

De qualquer forma, lendo a morte do Aranha Ultimate me veio a idéia de escrever uma série de artigos sobre a morte nos quadrinhos, mas farei isso não pelo foco da morte em si, pois, de outra forma, haveria uma vastidão a ser escrita, assim, ficarei apenas focado nas mortes mais impactantes dos quadrinhos.

Já tenho em mente 04 artigos paras as próximas semanas, algum leitor se arrisca a adivinhar quem seriam esses personagens?

Leia mais em: , , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Ricardo G. Souza

    Hmmm…vou catar essa morte do HA pra ler. Me pareceu interessante.

  • Capitão América, Batman (não foi uma morte de verdade, mas acho que é válido), Tocha-Humana e não consigo imaginar quem seria o outro.

  • Ricardo G. Souza

    Achei a morte do Batman tão tosca. Não a forma que aconteceu ou etc, mas é que ninguem se importou, só a Batfamília, o resto parece que nem notou que ele morreu, e porra, o Batman é um dos maiores personagens da DC (se não o maior).

    Bom, ainda tem o Superboy, O Flash, a Moça Maravilha, Jean Grey, Noturno e por ai vai. Vamos ver

  • Nem sabia que o Tocha tinha morrido. Eh no mundo principal?
    Tem tambem a morte do Cable, no Second Coming/Segundo Advento.

  • Sim, na continuidade principal. Com a morte dele o Quarteto adotou o Aranha e formou o Future Foundation, com os uniformes branco e pretos. Tirando o fato do Aranha estar em todo lugar, esse arco tá bem bacana – infelizmente a gente sabe que o Johnny vai voltar qualquer dia desses.

  • As mortes do universo Ultimate tem sido mais significantes – a proposta desse univero em si é explorar vários tipos de histórias que não podem ser exploradas na continuidade principal.

    Não acho que o PP vá voltar. Tá bem interessante sim, ainda mais com o moleque que vai adotar o uniforme do Aranha.

busca

confira

quem?

baconfrito