Meu gosto por desenhos bizarros

Televisão quarta-feira, 24 de março de 2010

Desenhos bizarros é uma definição meio genérica, já que considerar algo fora do comum por mim, não pode ser considerado por você.

Ok, ficou esquisito, vamos ver o que o Houaiss tem a dizer:


    Uso: informal.
    que é esquisito, estranho, excêntrico

    Etimologia
    esp. bizarro (sXVII) ‘varonil, guapo, generoso’; a acp. ‘estranho, esquisito’ por infl. do fr. bizarre (sXVI) ‘extravagante’; o voc. provém do it. bizarro ‘furioso, fogoso’, formado de bizza ‘cólera, ira’, prov. de orig. onom. + -arro suf. aum. pej.; ver bizarr-; f.hist. a1595 bisaro, 1679 bizarra.

Tinha uma porrada de coisas, mas como a galera usa sempre o “informal” (infelizmente), vamos por essa definição, então.

Eu, particularmente, gosto de desenhos bizarros. Quanto mais estranho e esquisito, melhor. Claro que precisa de um roteiro e, principalmente, me fazer se interessar por aquilo que está sendo exibido. Mas se tiver algo fora do normal, que choque e que dê um soco no estômago da sociedade-conservadora-politicamente-correta-que-manda-gatinhos-por-e-mail, um tanto quanto melhor.

 Notem o traço infantil e o cenário amável do desenho.

Talvez, o desenho mais bizarro que se conheça seja South Park, não há qualquer outra definição para a turma de Cartman. Traços simples, com um quê de malfeito e estilo ‘amável’ escondem uma história surreal, que abusa do politicamente incorreto, violência e piadas sexistas, sempre exagerando e conquistando ainda mais fãs e, claro, pessoas contrárias ao desenho. O ponto máximo foi quando o SBT exibiu o filme, em versão dublada, sem cortes, em horário nobre. Até hoje dou risada com a música do “Fode tio”.

Outro desenho que gostava, e acho que também chegou a ser exibido no SBT, era Os Oblongs. Esse, ao contrário de South Park, tinha uma lição de moral embutida, a velha briga de classes, retratando a vida da família Oblong, onde todos tem algum problema ou doença causados por viverem próximos à uma fábrica de pesticida. O pai não ter pernas e nem braços, a mãe perdeu o cabelo, os filhos gêmeos são siameses, a filha tem um tumor na cabeça, e o filho do meio, na minha opinião, o principal, tem alguns problemas mentais. Não preciso falar mais. De tão bizarro, foi cancelado pela Warner no mesmo ano em que estreou.

 Se liga no naipe das figuras!

Outro desenho dos mais bizarros e que ninguém lembra quando pergunto, é a Vida Moderna de Rocko. Um desenho que de tão bizarro, não consigo explicar direito qual era a história. Basicamente um canguru esquizoide tenta viver seu dia-a-dia em uma grande cidade. Mas várias situações que acontecem com ele, causadas principalmente pelo seu amigo Vacão (Uma vaca macho), desbancavam nas mais variadas e escatológicas cenas possíveis. Passava de manhã no canal do Tio Sílvio, e acredito que a Maysa nem era nascida. Sério, eu adorava saporra!

 É o desenho mais escatológico que já vi!

Poderia lembrar mais, mas como estou me mijando de rir só de lembrar algumas situações destes desenhos, vou ver se encontro os DVDs dessas séries, ou algum lugar para baixar. Escreva aí embaixo qual o desenho mais bizarro que você já viu, obviamente, não vale citar animes (Como se adiantasse avisar).

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito