Max Payne

Cinema sexta-feira, 21 de novembro de 2008

 Vocês devem estar ansiosos para assistirem a este filme. Eu também estava, apesar de nunca ter jogado o tal jogo. Bom, poderia resumir esta resenha assim: Espero que a decepção fique só com quem não jogou Max Payne.

Baseado em um videogame interativo de grande popularidade, Max Payne conta a história de um policial que decide agir por conta própria com o objetivo de encontrar os responsáveis pelo brutal assassinato de sua família e parceira. Obcecado por vingança, sua investigação o conduz por uma jornada de verdadeiro pesadelo em um mundo sombrio. À medida que o mistério se aprofunda, Max (Mark Whahlberg) se vê forçado a combater inimigos sobrenaturais e a enfrentar uma traição inimaginável.

A sinopse já não traz muita coisa, então a gente fica esperando por ação e por efeitos especiais espetaculares, afinal, é ISSO que esperamos de um filme baseado em um game. E é ISSO que vimos nos trailers. Mas é como esperar que Jesus volte, sinceramente.

O filme tem um começo que empolga, a tal cena com Max afundando no mar. Cria uma expectativa fodida. Com o passar do tempo, você não sabe se está vendo um filme de ação, suspense, ou drama policial: a coisa esfria muito. Sabe quando dizem “ah, toda ação desse filme está nos trailers”? É exatamente o que acontece aqui.

 Fox atirando pra todos os lados.

Eu ia botar a palavra “SPOILER” em letras garrafais pra falar isso, mas acho que vale mais à pena trazer a realidade pra vocês: Não há inimigos sobrenaturais. Não é o novo Constantine. Sobrenatural são os furos no roteiro.

Se ao menos o fim compensa? Não. É claro que guardaram as melhores cenas de ação pro final, mas é bem ali que vemos bullet-times desperdiçadas e cenas em câmera lenta tentando forçar algum tipo de emoção. O que era pra ser um confronto final EMOCIONANTE, se baseou em vermos o que acontece com a neve que está em cima da arma em um disparo. Legalzão, né?

Max Payne

Max Payne (100 minutos – Ação / Policial)
Lançamento: 2008, EUA
Direção: John Moore
Roteiro: Beau Thorne, Sam Lake (game)
Elenco: Mark Wahlberg, Mila Kunis, Beau Bridges, Ludacris, Chris O’Donnell, Amaury Nolasco, Olga Kurylenko

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Você destruiu meu sonho e esperança por esse filme.

  • de boa: como pôde uma pessoa experimentada acreditar que poderia haver emoção em um filme estrelado pelo mark wahlberg? diabos, o cara é da mesma escola do ben affleck para atores facialmente paralisados!

  • A única coisa legal do dia em que vimos este filme foi saber que o Théo precisa mostrar a identidade pra conseguir cerveja. =D

  • Eu só vou assistir se o dublador for o mesmo do jogo, o Mauro Castro.

    – Alguém pediu pizza? *atira a esmo*

  • Uiara

    Poxa, mas tem o Sucre do Prison Break…

    Ok, o filme é uma merda mesmo.

  • haha! é tudo verdade! pra começo de conversa nen sabia q o filme tinha sido lançado quando achei ele na internet, e fui ver ele online em sites piratas, e é realmente uma GRANDE porcaria! não consegui ver até o final de tão ruim!

  • Java

    soh vou pq ganhei ingreçoes no animaheros por explicar a história do jogo… alguém qr ir junto?

  • Ches

    Já joguei Max Payne2!O jogo é do caralho,mas fala ai um jogo baseado em um game que foi/é bom?

  • Lucas

    Ja num tinha grandes esperanças qndo anunciaram q era o Mark Wahlberg q ia fzer ele. Ai vi o trailer e me iludi um poco.

    Pelo q eu li eh melhor guardar a imagem do trailer soh, pq c eu ver o filme vo querer eh vomitar.

  • smx

    Ator mto bom…

    o problema foram varios elementos do jogo e detalhes que foram deixados de lado…
    Vlad nao apareceu, nem o gogniti..
    varios elementos foram deixados de lado..

    filme fico um lixo msm..
    pQP

  • Jean Carlos

    Eu não esperava muito do filme. Não tirando o mérito do jogo ser realmente bom, mas próprio jogo é um só um punhado de cliches de filmes de drama policial. Max Payne vende pela jogabilidade e no Brasil só é o queridinho da maioria por ser um dos poucos jogos dublados em português que apereceram por aqui. Que a propósito é o Mauro Castro, o Capitão Black do desenho “As aventuras de Jack Chan”, que dubla o Max Payne.

    Esses efeitos de camera lenta é certamente tentando imitar o jogo. Uma das coisa que deixam o jogo muito interessante é a possibilidade de ativar a camera lenta podendo fazer algum tipo de movimento mais elaborado, como por exempo saltar pro lado e atirar em dois inimigos em cantos separados de uma sala na mesma ação sem errar. O efeito foi tirado de filmes de ação e pego de volta no filme que visilmente parece ter usado esse elemento de um jeito mal elaborado.

    Tenho certeza que quem jogou Max Payne irá aproveitar mais que a maioria, mas ainda assim vai achar que o filme poderia ser um pouco melhor.

  • O filme é legal. Fui no cinema na sessão de estréia. As cenas de ação legais, os efeito sonoros dos tiroteios e socos são ótimos. Ah, não assisti o filme, alias.

  • @Ches

    Super Mario Bros.

  • Ches

    Hhaahahha
    Achei que falariam do filme do Mario!

  • @gilvas
    Atirador.

    @Ches
    Cê tá BRINCANDO né?

  • Ches

    @Théo
    Não véi,não tô brincando!

  • D=

    Caralho véi, eu sou um grande absurdamente seco idiota fanático pelo jogo, vc simplesmente destruiu minha vontade de assistir o filme.

    E pode ter certeza, isso foi bom.

    Alguém aqui conhece HITMAN?!

  • @Ches
    Eu ia justamente citar Hitman.

  • Ches

    Tá aí!
    Não me lembrava do jogo do Hitman!
    só do filme!
    O jogo é do caralho,e o filme também!!!!

  • lol

    O filme é uma merda mesmo.

busca

confira

quem?

baconfrito