Maus Hábitos (Malos Hábitos)

Cinema quinta-feira, 17 de julho de 2008

 Existe um certo preconceito quando o assunto é cinema mexicano, na maioria das vezes. Pelo menos quando eu digo para alguns conhecidos que fui assistir a um filme mexicano, eles perguntam algo como “e como foi a bomba?”. Tá na cara que eles, assim como vocês, não manjam NADA.

O filme conta a história de uma família unida por uma variedade de distúrbios alimentares. Sua fé, seu amor, sua vaidade são todas postas á prova na mesa de jantar. Matilde é uma jovem freira convencida de que a fé move montanhas. Ela secretamente inicia um jejum místico para impedir uma inundação que ela acredita estar por vir. Elena é uma mulher linda e magra que tem vergonha do peso de sua filha, Linda, e pretende fazer de tudo para que ela esteja linda no dia de sua Primeira Comunhão. Enquanto isso, Linda está disposta a se defender até a morte para escapar do orgulho da mãe. Ao mesmo tempo, Gustavo, o pai de Linda, redescobre o amor nos braços de uma estudante cujo apelido é Gordinha e que está igualmente apaixonada por comida. MAUS HÍBITOS é a história de mulheres cujos hábitos alimentares determinam e dominam suas vidas de formas muito extremas.

 Essa fica completamente LOUCA, véi.

Confesso que fiquei meio receioso após ler a sinopse do filme (MESMO falando sobre gordinhas), e o pôster também contribuiu. Nos primeiros cinco minutos de filme eu já estava impressionado com a qualidade da imagem, som e elenco. Eu não conheço NENHUM ator dali, e te digo que foi uma experiência muito boa conhecê-los.

Esse diretor, Simón Bross, definitivamente, fez um PUTA trabalho legal. Eu fico com uma PUTA inveja desses caras, tendo em vista que o Brasil teria mais recursos para fazer um filme “bem feito”, mas os filmes daqui não se comparam com as OBRAS-PRIMAS que saem de lá. Enquanto lá eles investem pesado na qualidade, aqui, quando investem, investem em porcarias (vide uma estréia desta semana) ou na mesmice de sempre. Mas chega de inveja porque isso é muito feio.

Resumindo, o ponto em que eu quero chegar é: Maus Hábitos é um filme MUITO acima das expectativas. Roteiro perfeito, não há furos na história. E quanto aos clichês? Véi, clichê é essa resenha. É esse site INTEIRO. Enfim, considero este filme como um dos melhores do ano, talvez o melhor filme mexicano. É a prova de que, definitivamente, cinema é arte.

 OLOLCO!

ótima escolha pra quem quer fugir dos blockbusters, você não vai se arrepender. E mastigue com a boca fechada, ok?

Maus Hábitos

Malos Hábitos (103 minutos – Drama)
Lançamento: México, 2007
Direção: Simón Bross
Roteiro: Ernesto Anaya, Simón Bross
Elenco: Ximena Ayala, Elena de Haro, Héctor Ortega, Claudia Ramírez, Patricia Reyes Spíndola

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Fernando

    Opa!
    Me interessei!
    Também depois de toda essa pagação de pau, rsrs

  • Ô théo, faltou uma foto da Gordinha adulta… Fora isso, resenha ótima!

  • Apesar de não concordar com o que falas sobre filmes brasileiros, também achei Maus Hábitos um verdadeiro achado!! Mas a principal virtude do filme é mesmo falar sobre um assunto, que apesar da gravidade, ainda é extremamente ignorado na nossa sociedade: transtornos alimentares. Pela primeira vez, como relevantemente conhecedora do assunto, pude assistir um filme que não tratasse o tema com preconceito, dizendo que anorexia e bulimia são doenças fúteis de modelos e bailarinas. Distúrbios alimentares têm suas raízes muito mais cravadas em traumas de infância e falta de afeto do que qualquer outra coisa. E o filme é muito sincero quando trata o tema.

    Só falta agora disponibilizarem em dvd aqui no Brasil…

    Tatianne.

busca

confira

quem?

baconfrito