Marido por Acaso (The Accidental Husband)

Cinema quinta-feira, 06 de agosto de 2009

 Trabalhando como consultora sentimental em um programa de rádio, Emma Lloyd (Uma Thurman) aconselha uma de suas ouvintes a terminar o relacionamento com o namorado. Inconformado, o ex da garota, um bombeiro de Nova York chamado Patrick, resolve que vai se vingar da radialista: com a ajuda de um jovem hacker, ele muda as informações sobre o estado civil de sua inimiga nos registros sociais. Quando Emma fica noiva e vai dar o próximo passo em sua relação, descobre que, oficialmente, ela já é casada! E pior: com o próprio Patrick!

Comédia romântica já deu no saco, falae. É sempre o mesmo mimimi: Os dois não se conheciam/se odiavam, até que algo acontece e faz com quem tenham que conviver forçadamente por um tempo, que é quando o amor brota no coração das pessoas. Ah, dá um tempo.

Dito isso, o filme é uma comédia marrom. Bem marromeno. Parece até que misturaram as últimas 37 comédias românticas de sucesso pra ver se rancava mais um trocado do seu bolso já vazio com a crise. O filme abre com a doutora Emma Lloyd falando, e falando, e falando [Como as mulheres gostam de fazer] com suas ouvintes, que ligam para o seu programa de rádio, em busca de conselhos.

 “Quem dera todo homem tivesse um pau desse tamanho…”

Só que ela é daquelas conselheiras palhaça, que acha que sabe tudo e que homem nenhum presta. E todo mundo sabe que quem fala demais, uma hora dá merda. E a merda se deu para Patrick: O cara é bombeiro, boa praça, joga sua pelada [Sim, um americano que joga futebol, ou, pra eles, soccer], e tava de casamento marcado [E olha que homem costuma fugir desse tipo de coisa]. Ai a noiva dela, que nem é muito relevante pro filme, liga lá, e pergunta se tá agindo certo e blá blá blá. Resultado? A doutora esculacha [Com os amigos do cara ouvindo, naquele golpe de azar fudido] e a muié cancela o casamento, não atende mais o telefone, resumindo, dá um gelo no cara. Tudo culpa da doutora, ele logo saca. O que ele resolve fazer?

 “Vou apagar o fogo dessa doutora!”

Pega um moleque hacker que conhece, e ele invade os registros do estado de Nova Jersey [Não tenho certeza, mas acho que é isso mesmo], casando Patrick e a doutora Emma, que iria se casar em duas semanas com… seu editor, já que ela também escreveu um livro, que tava pra ser publicado. Com isso, ela teria que ir atrás do bombeiro, pra negociar uma anulação, o que faria com que ela tivesse que ouvir ele… Só que ele acaba gamando nela, como era de se esperar, e vice-versa.

 “É o amoooOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOr…”

Enfim, depois disso é aquela clichezada: Eles se desencontram, reencontram e tudo termina bem. Parece até filme da Disney. Tem algumas piadas boas e tal, mas não é o bastante pra se sustentar. E olha que tem só uma hora e meia. Serve no máximo pra você negociar com a patroa, pra depois ir ver G.I. Joe.

Marido por Acaso

The Accidental Husband (90 minutos – Comédia Romântica)
Lançamento: EUA, Reino Unido, 2008
Direção: Griffin Dunne
Roteiro: Mimi Hare, Clare Naylor e Bonnie Sikowitz
Elenco: Uma Thurman, Colin Firth, Jeffrey Dean Morgan, Sam Shepard, Lindsay Sloane, Justina Machado, Keir Dullea, Sherman Alpert, Himad Beg, Devika Bhise

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito