Nossas apostas pro Emmy 2016

Televisão sábado, 17 de setembro de 2016 – 0 comentários

Chegou a hora de celebrar o que realmente importa: As séries que vimos durante todo o ano. O 68º Emmy, considerado o Oscar da TV americana, acontece no próximo domingo (18) [Nota do editor: Também conhecido como amanhã] e – como não poderia deixar de ser – vamos dar nossos pitacos furados sobre os concorrentes e possíveis ganhadores. continue lendo »

Seria Pablo Escobar… O novo Hitler?

Televisão terça-feira, 13 de setembro de 2016 – 0 comentários

Pablo Emilio Escobar Gaviria foi um traficante colombiano que ficou famoso por ficar muito rico ajudando as pessoas a botar pó no nariz. Há quem diga que ele se matou, há quem diga que foi a polícia, mas o fato é que, em dezembro de 1993, tudo estava acabado. Durante vida não só foi caçado por meio mundo como também foi apoiado por outro tanto, o suficiente para que hoje, quase 23 anos depois, Pablo Escobar seja o mais novo sucesso na TV à cabo.

 continue lendo »

Baconews #40 – Chega

Cinema, Música, Televisão sexta-feira, 09 de setembro de 2016 – 0 comentários

E voltamos nós com vídeos. Dessa vez as notícias da semana foram sobre exageros e sobre a falta de noção/percepção de que certas coisas já deram o que tinha que dar. E eu não to falando da sua mamãezinha, aquela danada. Deixa a véia e dá play no vídeo, malandragem. continue lendo »

Bipolar Show é a coisa mais bonita que a televisão pode te mostrar hoje

Televisão terça-feira, 06 de setembro de 2016 – 1 comentário

Eu não sou um cara chato com a televisão. Eu assisto qualquer tipo de porcaria, defendo qualquer tipo de porcaria e ainda te insulto por não gostar desse tipo de porcaria e ficar fazendo discurso alienado anti-alienação. Mas calma, eu sei que o problema não são vocês, eu é que, pra variar, tou errado. E pra compensar todos esses anos defendendo porcarias da televisão eu vou mostrar pra vocês o suprassumo da cultura na televisão brasileira. Prontos? Eu não me importo.

 continue lendo »

Uma carona para Agentes da S.H.I.E.L.D.

Televisão quarta-feira, 27 de julho de 2016 – 0 comentários

Bem disse aqui que após dois anos maravilhosos, o final da terceira temporada de Agentes da S.H.I.E.L.D. não havia me deixado empolgado para o quarto ano da série. Mas eis que a Marvel mais do que maravilhosa, linda, cheirosa, vem cá que eu te pego, vai lá e faz isso com o meu coraçãozinho gorduroso. É muito amor pra uma casa das ideias só.

Mas calma lá, que nem tudo é o que parece.

continue lendo »

Stranger Things

Televisão terça-feira, 19 de julho de 2016 – 2 comentários

A nostalgia é uma vadia. E eu não estou falando de canais de youtubers pseudo nerds, não senhores. Eu to falando daquela falsa lembrança de que na minha época tudo era muito melhor. E é justamente por causa dessa maldita nostalgia que eu juro pra mim mesmo, e muitas vezes para os outros, que os filmes da década de 80 são clássicos e jamais serão superados por remakes, reboots ou filmes novos que tentam beber da mesma água. Eu sei, eu to errado, mas foda-se. E então quando aparece alguma coisa nova homenageando aquela época maravilhosa (80’s 4evah), que eu praticamente não vivi (89, bitches), eu dou uma bela duma pagada de pau, como ocorreu com Kung Fury e agora com essa delícia de Stranger Things.

 continue lendo »

Resumão: UFC Fight Week

Televisão quarta-feira, 13 de julho de 2016 – 0 comentários

Semana passada rolou o que foi chamado de UFC Fight Week, três dias de paz, amor e música muita luta: Na quinta, rolou a disputa pelo cinturão dos Leves entre Rafael dos Anjos e Eddie Alvarez; na sexta, a final do The Ultimate Fighter 23, com o combate entre as Peso-palha Joanna Jedrzejczyk e Claudia Gadelha e, no sábado, a edição comemorativa mais importante do ano, o UFC 200, que já começou cagada. Com dois dias de antecedência, Jon Jones foi pego no exame antidoping não por uma, mas duas substâncias proibidas, sendo defenestrado do card, deixando o campeão interino, Daniel Cormier, desolado, pensando sobre o prejuízo financeiro e emocional de segurar essa barra que é ter Bones como principal oponente. Quem entrou para salvar o dia foi Anderson Silva, que não tinha nada a perder. Muito pelo contrário. Só vi vantagens. Engordou a conta bancária e lutou sem a menor obrigação de vencer. Só na brisa. Sobrou zica até para Bruce Buffer, o apresentador, que também quase desfalcou a semana mais importante da organização ao lesionar a perna numa batalha… de lip sync. Tem como ser mais maravilhoso? Não tem. Apesar da dor e das dificuldades, ele conseguiu comparecer. Estimamos melhoras.

Mas vamos por partes, porque rolou muita coisa nessa que foi uma espécie de festa estranha com gente esquisita. Chega mais!

continue lendo »

Penny Dreadful está morta, vida longa à Penny Dreadful

Televisão terça-feira, 28 de junho de 2016 – 0 comentários

Caso você não saiba, Penny Dreadful era uma série protagonizada por Eva Green e contava a história de um grupo de personagens conhecidos da literatura, como o Doutor Frankenstein, Dorian Gray, Mr. Hyde e outros… Era uma espécie de Liga Extraordinária, menos melancólica que as HQs de Alan Moore e mais sombria do que o filme de dois mil e pouco. E como toda boa série, ela foi brutalmente cancelada e assassinada.

Não morre, não!

continue lendo »

Casa Lóki #01 – Adaptações

Cinema, Televisão, Webseries quarta-feira, 22 de junho de 2016 – 0 comentários

Se você colocar dois nerds em uma caixa e fecha-la, os nerds estão discutindo e não discutindo ao mesmo tempo? Se dois nerds discutem no meio da floresta e não tem ninguém pra ouvir, eles fazem barulho? Água mole em pedra dura, tanto bate até que provem qual é melhor, Marvel ou DC? Existe uma realidade onde os quadrinhos discutem sobre os nerds? Isso e muito mais você não descobrirá aqui! continue lendo »

Bloodline

Televisão terça-feira, 21 de junho de 2016 – 0 comentários

É TETRA! Estava com saudades de acompanhar uma série… Séria. Depois de me apaixonar por Tom Ellis na divertida Lucifer e do retorno de Pânico, Bloodline caiu de paraquedas na minha vida. Sem paciência pra zapear as sugestões de programação do Netflix à captura de algo que me despertasse interesse, me deixei surpreender pelas circunstâncias. Não li sinopses, não busquei elenco, gênero. Nada. O nível de procrastinação era tão alto que se fosse Hannah Montana, eu teria visto. But not today, Satan. Joguei na roleta da preguiça e dei sorte de embarcar na história da família Rayburn e seus mistérios. continue lendo »

confira

quem?

baconfrito