Lost – 5×02 – The Lie

Televisão quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Na sequência do primeiro episódio, não tivemos que esperar uma semana pra ver o segundo (veja a resenha do primeiro aqui). Em The Lie, vemos que a mentirinha que os Oceanic Six contaram está a ponto de ser descoberta. Hurley disse que, se mentissem sobre o que de fato aconteceu, e um dia precisassem da ajuda dele, poderiam esquecer, porque o gordinho não ajudaria. E assim ele faz.

 Own, que fofura!

Ben ainda tenta recrutar os Oceanic Six para voltar a ilha, tendo apenas o apoio de Jack, que tá na merda total, dependente de remédios e sem contato com nenhum dos outros. O tal do Benjamin Linus dá uma animada no Jack e vai resolver seus problemas.

Como Hurley tava em casa e sendo procurado pela polícia (o espírito da Ana Lucia para o carro dele numa blitz. Medo!), e com Sayid apagado após ser atingido por um dardo, eles precisam de um médico. E quem é o único médico da série que sempre salva todo mundo? O Jack. E o iraquiano cai como um patinho na mão dele.

Enquanto isso, Sun está em Los Angeles e se encontra com Kate. As duas tomam um chazinho, Sun mostra a foto da filha e Kate fala dos advogados que foram procurá-la pra fazer um exame de DNA (Rá-Rá-Rá-Ratinho, todo povo tá ligado em você) e a Sun, com toda a presença de espírito do mundo fala algo do tipo “Apaga geral!”. Kate dá uma choradinha mas fica de boa.

Enquanto isso, o Ben, malandro como só, vai encontrar com a velhota já conhecida da galera, a Srta. Hawkins. Aquela mesma que deu uns toques no Desmond sobre viagens no tempo, destino e etc. A véia é uma espécie de cientista e está coletando informações e jogando War em um tabuleiro gigante, onde uma máquina marca a laser algumas posições. A véia fala pro Ben que ele só tem mais 70 horas pra recrutar os Oceanic Six para aproveitar um evento, ou abertura, não me lembro. Ben fica desesperado querendo mais tempo. Mas a véia é foda: 70 horas, agora xô-xô.

Depois o nariga vai levar o caixão com o Locke pra um açougue. O açougue é, na verdade, uma faixada para as várias facetas do Benjamin e uma tiazinha lá fala que vai cuidar direitinho do careca e dá uma ownada sensacional no Jack que nem presente tava, mas se tivesse faria aquela cara de bundão típica.

Logo depois ele vai fazer uma visitinha ao Hurley tentando recrutar o gordinho pra voltar. Se vocês leram a resenha ou assistiram ao episódio anterior, sabem que o Dude tá sendo procurado e tem uma patrulha bem em frente a casa dele. Como Sayid alertou pra o cara pra não fazer nada que Ben pedisse, o gordinho, mesmo comovido com o pedido de Ben, resolve correr e se entregar.

Na ilha, após mais um salto temporal, os sobreviventes estão quetinhos na ilha, tentando fazer uma fogueira quando de repente um maluco random qualquer recebe uma arrow no peito. Quando olham pra cima, se deparam com aquela chuva de flechas pegando fogo. Os figurantes vão morrendo aos montes, os principais escapam.

Pinta um climinha entre Sawyer e Juliet, mas é logo interrompido por três malucos armados que já vão logo rendendo os dois e querendo rancar fora a mão da Juliet (Sawyer Fail). Algumas pedradas na cara e uma facada no fígado depois, surge Locke de dentro da mata e salva o dia.

Esse episódio termina com um gancho sensacional já falado lá em cima (como na ilha, não segui a cronologia do episódio). E já abre o apetite para o próximo episódio. Se você não se perder por aí, confira a resenha de todos os episódios da temporada aqui no seu melhor canal sobre filme e séries – O Pipoqueiros. Oferecimento: Ato ou Efeito – O site mais quente da galáxia!

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito