Livros e a escola

Livros terça-feira, 07 de junho de 2011

Sei no que estão pensando: Outro post chato e sem graça sobre os livros igualmente chatos que as escolas nos fazem ler. Mas vocês estão errados (Como sempre), o post é sobre livros e a escola (Sacou o porque do título?), mas nada de parnasianismo e naturalismo por aqui.

 Pesquisei “literatura” no Google e apareceu isso, algum problema?

Para o choque de meus queridos amigos de colégio, sempre gostei de ler, diferentemente deles, que gostavam (E ainda gostam) de correr atrás de bolas e caras suados. Como na época eu tinha poucas coisas para fazer, passava o dia no computador, video-game e, claro, lendo (Hoje não é muito diferente, só sou emo menos feliz). Como na época ainda não tinha uma renda, me via meio que obrigado a ir à biblioteca da escola para encontrar livros, uma vez que já tinha lido boa parte do que tinha em casa e que o que eu não tinha lido sequer me despertava interesse.

A biblioteca não era grande, e contava principalmente (E obviamente) com mais livros “de escola” do que livros comuns, para diversão. Como todos sabemos, bibliotecas te “alugam” o livro por algum tempo (No caso, 12 dias), podendo ou não renovar tal requisição. Pois é, lá na escola não podia renovar, o que me obrigava a fazer uma coisa que nem minhas professoras gostavam e nem meus amigos entendiam: Ler durante a aula.

 Leitura para os fracos.

Já li diversos livros durante a aula ao longo dos anos de escola, tanto livros comuns (Terminei Harry Potter 4 no dia da devolução na biblioteca) quanto livros que serviriam para provas de português, literatura, geografia e história (Meu recorde consiste em ler Que Farei com Este Livro?, do Saramago, em uma hora e meia – PEGAEL). Claro que você vai perder toda a matéria das aulas e será visto como um possível serial killer (Isso dependerá do que você estará lendo, claro), mas quem precisa de amigos quando se tem personagens bem desenvolvidos?

E depois, não são seus professores que dizem que você deve ler mais? Pois faça a alegria deles: Leia sim durante as aulas. Geologia, briófitas, análise sintática, matrizes, movimento relitínio uniforme, revolução francesa, nada disso importa, o que importa é adquirir conhecimento e vocabulário, o que importa é quem matou o Coronel Mostarda e porque os pés de uma garota, cujo nome vem de uma estação de trem, não encostam no chão.

E vocês, já leram/leem durante as aulas? Gostam de perguntas óbvias nos textos só para aumentar a quantidade de comentários? Sabem qual a resposta fundamental para a vida, o universo e tudo mais? Sabem quem matou o Coronel Mostarda? Sabiam que o Harry casa com a Gina e tem três filhos com ela? Então deixem aí nos comentários os livros que vocês já leram enquanto seus amigos aprendiam a fazer equações de segundo grau!

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • joão

    leio até hoje nas aulas. Terminei On the road de Kerouac hoje na aula de sociologia. estudar eu faço em casa e vou bem, e durante as aulas o professor não reclama pq afinal não to atrapalhando ninguem.

  • Anônimo

    eu já li tantos livros em sala mas o que mas faziam as pessoas terem medo de mim foi os grandes nomes da nossa época os ditadores ^^

  • VCR

    No colégio não costumava ler durante as aulas, preferia ficar atento mesmo que não gostasse da matéria, achava melhor fazer isso do que ficar correndo atrás da matéria depois pra não me foder na prova (e sempre funcionou). Prestar atenção me economizava muito tempo de estudo fora da escola, podendo inclusive ler o que eu queria neste tempo. Mas na faculdade passei a ler durante as algumas aulas.

  • Loney

    Também sempre preferi prestar atenção na aula do que ter que estudar depois, mas geografia ninguém salvava.

  • Camila

    Amo ler e tenho uma preferencia que deixa meus amigos… Perturbados, no mínimo haha adoro uma boa trama pscicológica, em que o personagem principal se revela um tanto maluco. Livros que examinam a mente ao extremo, expondo perguntas atipicas são os melhooores, porq afinal, são eles que fogem do óbvio que sempre vemos por ai. Um que li a um tempo, mas gostei muito foi “Precisamos falar sobre o Kevin”. A desvantagem pra mim, é que se ler em sala de aula e o professor perceber, ele expulsa, e depois de reincidente voc leva advertencia haha mas tenho essa mania desde o fundamental, nunca fui boa em esportes, então era melhor não machucar os outros e a mim e ficar lendo!

  • Loney

    Eu gostava das aulas de educação física… era bom não ver a cara das professoras ao menos um pouco durante a semana, mas concordo plenamente, para que o esforço se não terá resultados (ou resultados desastrosos)?

busca

confira

quem?

baconfrito