Livros desistidos

Analfabetismo Funcional terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Devo admitir que, de forma geral, procuro deixar a coluna com um texto mais curto… Mas isso não importa. De todos os livros que já peguei para ler, digo com orgulho mentiroso de que nunca deixei de ler nenhum: Já que está aí, vamos ler. Mas como ficou claro na linha acima, isso não é exatamente a verdade.

Farei um mea culpa: Desisti de ler A Sociedade do Anel quando a peguei para ler pela primeira vez. Me pareceu chato, demorado e sem graça. Comecei a ler Artemis Fowl e desisti de lê-lo várias e várias vezes, sendo que só o consegui numa visita à minha tia, na qual eu não tinha nada melhor para fazer. Li As Crônicas de Nárnia naquela edição única, pegando o livro na biblioteca, mas mesmo hoje, que tenho o livro, ainda não li A Última Batalha. Peguei para ler um livro sobre poder e política ano passado, e até hoje não tive vergonha na cara para voltar a abrí-lo (Creio que nem cheguei ao segundo capítulo). Mas ele era muito bom.

Agora com orgulho verdadeiro, digo que estas são as exceções à regra, uma mancha em minha vida livrística. Bem, eu gosto d’A Sociedade do Anel… Atualmente. Acho Artemis Fowl um saco e me recuso a considerar o que o Eoin Colfer fez com o Guia. É aquela velha história: Um dia da caça, outro do caçador. E pelo menos por enquanto estou ganhando.

Mas se atualmente eu gosto de tais livros, ou com certeza os leria, leva à questão de porquê não os ter lido da primeira vez. Eu era relativamente novo quando SdA caiu na minha mão, e já tinha lido (E gostado) d’O Hobbit, nunca fui com a cara de Artemis Fowl, é muito bobo e simples e inverossímil, As Crônicas de Nárnia foi por pura preguiça, já tinha lido seis livros em sequência… E eu dormi com o outro livro na mão. Definitamente este último é uma vergonha no meu currículo.

E eu falei até agora sobre isso para dizer-lhes uma coisa: Não desistam de um livro. Ou, por lógica, façam o que eu digo e não o que eu faço. Ou façam, principalmente a parte de insistir num livro, depois de ter desistido dele. Mesmo que seja um livro chato, e que você não goste: Teve um motivo para você o pegar para ler a primeira vez… Sei lá, relaxe e goze, respire fundo e mergulhe no livro. Todo conhecimento vale à pena.

Leia mais em:

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito