John Lennon – Um tiro na porta de casa (V&R)

HQs quinta-feira, 09 de fevereiro de 2012


A história de uma das maiores estrelas do rock agora em quadrinhos. Junto com os Beatles, John Lennon revolucionou a história da música e do comportamento. Suas canções foram ouvidas em todos os cantos do planeta e ajudaram a criar um verdadeiro mito. Sua vida, porém, foi interrompida prematuramente por um lunático, revelando assim a face cruel da idolatria criada pela indústria musical. O fim trágico de Lennon talvez tenha sido o arremate amargo de uma existência cheia de som e fúria.

Quando fiquei sabendo de uma história em quadrinhos do John Lennon, quase no final de 2011, eu fiquei animado com o possível material, afinal, seria a junção de duas coisas que gosto: Quadrinhos e Beatles. Minha única experiência com essa mistura tinha sido o Pequeno Livro dos Beatles, que eu achei sensacional. Embora esse material tenha despertado um desejo em mim, deixei-o de lado, mas felizmente, em um amigo secreto de natal, ganhei essa graphic novel de presente.

Minha empolgação, e também minha leitura rápida, concluíram a história em pouco mais de 1 hora. Foi pouco. Decidi ler novamente, quem sabe pescar algo novo, um detalhe despercebido ou algo do gênero. Por favor, não me entenda como um daqueles chatos que analisam ponto e vírgula, que viajam em cores, formas e traços, mas é que estamos falando de Beatles e quadrinhos, eu tinha que aproveitar o máximo possível. Mas enfim, lido e relido, pude concluir o que achei dessa obra: Uma história bacaninha, e só.

Antes de criticar, talvez eu deva assumir que a culpa possa ser minha. Quando comecei a ler a história pensei em descobrir coisas novas, quem sabe entender o Lennon, o Mark Chapman, a Yoko, os Beatles… Sei lá, esperava um novo olhar sobre tudo, e não mais do mesmo. A HQ não conta com muitos diálogos, histórias novas e perspectivas diferentes, na realidade ela parece mais uma mistura de vários acontecimentos, com um tom jornalístico e não linear. Ok, talvez o problema seja que eu já conheça a história da banda e dos membros, certo? Talvez… Mas se eu não conhecesse a história eu estaria meio perdido durante a leitura, já que, como dito acima, ela não é linear. Começamos a história com o famoso ensaio de Lennon e Yoko para a Rolling Stone, uma página depois e estamos na Beatlemania, logo após pulamos para a infância, em seguida a juventude, voltamos para a Yoko, Beatlemania, Sgt. Peppers, passado, futuro, passado e futuro. Para quem não conhece, fica fácil se perder.

 Dylan manjava dos bagulho.

A linguagem utilizada me lembrou muito os gibis antigos. Sabe aquela época em que tínhamos um desenho meramente ilustrativo e caixas descritivas do tipo Batman se prepara para um golpe mortal no inimigo!”? Troque o Batman por John Lennon e essas descrições por curiosidades sobre a sua vida. É isso. Os desenhos aqui são meramente ilustrativos, com uns traços que lembram, em muitas vezes, a técnica de desenho em cima de foto. O desenho até que é bom, mas não posso deixar de criticar a falta de alguns detalhes em alguns desenhos, como por exemplo, o olhar do Paul McCartney, que é pouco expressivo nas poucas vezes em que aparece.

 Cês ainda tão lennon isso daqui? rssrsr

Resumindo essa história: É um gibi de curiosidades sobre John Lennon e, consequentemente, os Beatles. Se você é fã dele, vale a leitura apenas por ser fã, duvido que esse material te apresente algo novo. Se você não conhece a história, vale a leitura. Apesar dessa narrativa não linear parecer confusa, o gibi traz uma cronologia no final, ai fica mais fácil entender a história. Também temos a discografia e algumas indicações de sites sobre Lennon e os Beatles.

John Lennon – Um tiro na porta de casa

Lançamento: 2011
Arte: Pol e Marcelo Orsi Blanco
Roteiro: Pol
Número de Páginas: 64
Editora: V&R

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito