Jogando e ficando puto Pt. 7

Nerd-O-Matic quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Comentário relevante da semana

Sensacional. Não sei o que é melhor: o cara ser fã da SEGA até hoje (o que eu respeito, apesar do tom irônico do cara) ou escrever SEGA GENESIS errado. Meus leitores são tudo Crasse A, véi.

Coisas que eu odeio nos games pt.7

Fala sério, cês não acreditavam que eu conseguiria passar tanto tempo achando defeitos nos games hein? Mas são anos de prática, pimpolhos; fica fácil achar defeito depois de tanto tempo envolvido com o objeto de estudo. É como casamento.

Mas enfim, como já percebi que esse tema de reclamação é praticamente infinito, decidi limitar os textos reclamativos a um número de DEZ, por enquanto. Por mais que eu adore xingar e botar defeito nas paradas, tem outras coisas das quais eu quero falar. Sem falar que se eu continuar só reclamando, daqui a pouco vocês vão achar que eu não gosto de jogar vídeo-game.

Salve-se quem puder

Sabem o que eu odeio muito nos jogos atuais? SAVES. Serião. Me enchem o saco de pregos.
Neste momento alguns de vocês podem estar confusos, já que certa vez eu falei do grande avanço que este mecanismo chamado save representou para a jogatina e extensão dos jogos. Sim, e ainda sustento a minha opinião de outrora. Porém, seguindo nessa espiral de coerência infinita que é minha mente quero agora xingar o mesmo mecanismo; não por sua existência mas por sua lenta evolução. Contarei um causo.

Depois de mais de um ano protelando, finalmente adquiri um X360 pra chamar de meu. Não ter um 360 era uma falha imperdoável no meu caráter gamístico, e algo precisava ser feito a respeito de tal fato. Pois bem, agora sou uma pessoa melhor. Eu ME SINTO melhor.

 Quê? O X360 de vocês não é assim?

Mas olha só: por algum motivo incompreensível pra mim o 360 despertou a vontade de jogar em minha mulher. Eu acho isso extremamente esquisito, já que o Wii convive conosco por mais de um ano e ela nunca se entusiasmou com o aparelho. Enfim, agora ela joga vídeo-game. E pelo menos é um vídeo-game de macho e tals.

Aí né, que fomos escolher jogos para nos afundarmos na poltrona. Por coincidência ambos escolhemos RPG’s: eu peguei Fallout 3 porque sabia que o sistema VATS me permitira estourar cabeças com headshots sexys.

 HEADSHOT motherfucker!

Já a minha mulher pegou Infinite Undiscovery, porque achou a capa bonitinha. “VSF”, pensei na hora. “VSF, nem a pau que cê vai levar jogo só porque tem capa bonitinha”. Mas daí dei uma olhada e vi que tinha dedo da Square no jogo, então não podia ser tão ruim assim. Leva aí o jogo, mulher.

 Evite

Bom, o Infinite Undiscovery é um saco, eu canso só de ficar olhando ela jogar o troço. Puta RPG cheio de clichê e coisa bicha. Eu juro que em uma das magias eu vi os persoanagens atirarem corações rosados. Mas isso não vem ao caso. O que vem ao caso são as diferenças dos sistemas de saves entre o jogo “dela” e o “meu” (Na real é tudo meu, porra).

Fallout 3 é exatamente tudo que um RPG deve ser. É tão perfeito que eu só consigo me arrepender de não ter comprado o 360 antes. É o tipo de jogo que justifica o console. Mas não vou fazer review aqui, o que importa é o sistema de save de Fallout 3, que colocado muito simplesmente é: VOCÊ SALVA ONDE FUCKING QUISER NA FUCKING HORA QUE QUISER. A qualquer momento do jogo você aperta start, escolhe “save” e ele vai gravar o jogo exatamente onde você parou. Perfeito.

Infinite Undiscovery é o contrário: ele tem o PIOR sistema de save que já vi num RPG. Além de não ter checkpoints, ele possui aquelas malditas bolinhas brilhantes flutuantes, que são os pontos de save, os únicos lugares onde você pode gravar seu progresso. Pra piorar, em Infinite os saves ficam DEPOIS dos acontecimentos importantes do jogo. Então, ao invés de ter um save antes de enfrentar um chefe por exemplo, o jogo só vai te dar um save na cidade que fica depois de você enfrentar e derrotar o chefe. Se perder, vai fazer o caminho todo de volta desde a última cidade (e último save). Caralho.

Putaqueospariu, como pode ainda existir esse tipo de coisa na geração atual? Meu, não consigo entender qual a justificativa técnica atual que impede QUALQUER JOGO de ser salvo a qualquer momento. É questão de espaço para salvar? Não pode ser. A porra do meu X360 tem um HD de 20 giga só pra saves, cacete. Não é como se eu ainda estivesse usando um memory card de 8 mega do PS2. Além do mais, alguém me explica como pode o Fallout 3 salvar em qualquer ponto e mesmo assim cada save ocupar míseros 100K? Sabe quanto espaço ocupam os saves fixos de Infinite Undiscovery? FUCKING 4 MB!!

Véi, é muito incoerente.

Esse troço de save limitado é muito chato, porque te impede de levar sua vida do jeito que quiser, saca? Você não pode aproveitar uma meia horinha que sobrou do seu tempo pra dar uma jogada, porque se você não achar o próximo save ao término dos seus 30 minutos disponíveis cê vai ter que desligar o console e perder tudo que fez. E disso pra largar o jogo de vez é um passo. Saves limitados são uma coisa muito anti-jogatina.

Agora pega o Fallout. Cara, eu posso ligar o troço e fazer coisas altamente relevantes com míseros 10 minutos de jogo. Com 10 minutos eu saio nas Wastelands, mato 3 nego que tão perdido por ali, saqueio eles e consigo dinheiro e peças pra consertar minhas armas. Com 10 minutos de jogo eu cumpro uma quest opcional de levar um item de uma cidade à outra. E, terminados meus 10 minutos disponíveis, eu só aperto start, imediatamente salvo o que fiz, e saio pra fazer minhas outras obrigações. Sensacional. É totalmente pró-jogatina.

Vou fechar a coluna por aqui. Mas só pra deixar todo mundo ainda mais puto: tem sistema de save pior que o de Resident Evil, com as malditas fitas que, além de limitarem os lugares onde você pode salvar ainda limitam QUANTAS VEZES você pode salvar? Qualé Capcom, tá de sacanagem?

 hahahaha. Pega a máquina de escrever e ENFIA, Capcom.

Só podem estar de sacanagem.

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Luke2206

    Whuahauhauhau!! Apoiado, cara!!

    Eu pensava que só eu odiava o maldito sistema falho de saves do Resident Evil!! Malditas sejam essas máquinas!!

    E quer ter mais raiva!?!? Joga Final Fantasy III pra DS!! Pra c enfrentar o último chefe é preciso enfrentar um monte de subchefes e pra piorar ao chegar no último chefe, ele deve ter umas 3 formas, uma mais puta que a outra!

    E sabe onde é o último save que c pode contar?? Lá fora do dungeon, pq o jogo não permite salvar dentro de dungeons. Agora imagina como é broxante ficar mais de 50 minutos numa maldita dungeon, muitas vezes matando os chefes na merda pra morrer lah no penúltimo já e ter que refazer tudo?? Soh a Square Enix pra nos proporcionar esses “prazeres”! ;D

  • Bleach

    ushaush
    Po,um colega meu tem Fallout
    Vo ir jogar na casa dele
    xD

  • Renan

    Concordo, véi.
    Mas o pior de tudo é nos antigos PSOne e PS2 que obriga você a compra os malditos “Memory Cards” para poder salvar seus jogos.
    Esses dias atrás eu baixei o Fallout 3 e joguei, é claro, e pra ser sincero, ele realmente tem o melhor modo de Save Game que eu já vi, sem contar que tem gráficos excelentes.
    Já sobre a Square Enix eu só tenho uma coisa a dizer sobre os jogos deles “pau pra eles”, antigamente eu tinha paciência pra jogar aquele tipo de RPG, mas hoje em dia, isso não cola mais.

  • Já passei muita raiva com isso, tipo ter pouco tempo pra jogar, mas não dar tempo de achar um save point a tempo e ter que refazer tudo, realmente é muito desanimador. Outra coisa que dá raiva também é você ter a opção de salvar a qualquer momento, mas quando você carrega o jogo ele te volta lá atrás na puta que pariu.

    Sugestão: ao invés de limitar o “Jogando e ficando puto” até dez, crie uma coluna paralela só sobre isso.

  • joao

    cara,eu ficava puto com o resident evil por causa disso. e chato pa caramba,principalmente quando se ta no hard.putaquepariuskgf FDP!

  • hehe, ontem mesmo eu vi um ”revium”(oposto do ”previum”) do incrivel Vagrant Story, e comparei o save dele com o de Silent Hill: em silent hill vc podia salvar 20x(se eu nao me engano) e ocupava só um quadrado do Memory de play 1, enquanto cada save do Vagrant Story ocupava 3, mas valia a pena, cara: Q JOGAÇO.

  • Jezz

    Eu achava legal essa precariedade no save do resident, dava uma imersão maior no jogo. Não não tinha como salvar toda hora, então quando o cara ficava cercado por 2 hunters, dava medo, já que fazia um tempo que tinha salvo a última vez.
    Por essas e outras que os survival horror de hoje em dia não tem a mesma emoção.

    Mas em RPGs eu concordo, não faz sentido misériar save.

  • Capitão Zanzarini

    é por isso que eu gosto dos emules em pc, se da um shift mais numero e salva a merda ali mesmo!

    Isso q eh teconogia

    *essa parada de resident, complicado igual desembaraçar tripa, a unica coisa q salvava era a gostosa correndo com armas e arrancando cabeças de zumbis.

  • Red

    vou ter que concordar com o puto acima. os saves de RE davam uma noção de “realidade” maior ao game (já q as portas tiravam). sem contar q tem “ink” pra caralho durante o jogo.

    acho que tu acertou mesmo foi na tão manjada, agradavel e suculenta imagem dessa bunda com um console (eu disse console) de x360.

    agora acaba logo com essa serie de jefp que tu ja está soando fresco…

  • Glauber

    É para aumentar a dificuldade, cara. E geralmente, são RPGs com menos ação que tem essa limitação. Eu acho isso animal, mas só se BEM APLICADO. Vide Vagrant Story, por exemplo. Agora se for feito que nem o cu dos criadores, aí fode com o jogo MESMO.

  • ghostued

    véi, enquanto vc tiver assunto pra xingar os games, pode ir falando, não precisa se limitar a 10 textos.
    e esse esquema de save de RE é mesmo um saco. Jogar RE4 com essa merda foi complicado.

    mas pior ainda eh final fantasy, os dois que eu joguei (VIII e XII) te forçam a ficar horas no jogo pq o puto do save point não aparece.

  • Eu gosto de salvar o jogo para dar um cagão gostoso. Depois volto a jogar com o intestino vazio!

  • Red

    ps: não sou o cagão acima

  • C

    Cara, em plena nova geração vou te dar duas palavras que resumem TUDO que um save não deve ser.

    Dead Rising.

    Chega e me doer na alma (ou qualquer coisa equivalente dessas que não existem mesmo) que um jogo tão legal de zumbis (zumbis, shopping, quase tudo que vc puder imaginar como arma, peitões virtuais, como pode ficar melhor que isso) seja arruinado por um sistema de save criado pelo primo do estagiario que é Sega Genesysta

  • Felipe

    É, o coitado do Cagão não pode jogar Infinite Undiscovery, senão fica com a cueca cheia.

    Recomendo pausar o jogo, assim o sistema de saves não afeta os possíveis problemas intestinais.

    Aliás, será que tem algum jogo em que o local para salvar é uma privada, na qual o protagonista necessite cagar para salvar o jogo? Ia ser muito interessante. Já pensaram se os primeiros Resident Evil seguissem esse sistema de cagada? Ao invés de tinta, teríamos que colecionar papel higiênico para salvar o jogo. Não deixa de ser bem mais real do que escrever na máquina de escrever. E iria se encaixar bem na frase: “-Porra, preciso salvar essa merda logo porque preciso desligar o videogame”.

  • Anderson

    Iria combinar bem com esse sistema merda de save.

  • [TRG]Vash

    meus irmaos quase daum um “headshot sexy” jogando o ps2 em mim quando eu naum acho a porra deu um savepoint

busca

confira

quem?

baconfrito