Hotel Transilvânia 2 (Hotel Transylvania 2)

Cinema quinta-feira, 24 de setembro de 2015

 A vampira Mavis (Selena Gomez) e o humano Jonathan (Andy Samberg) se casaram e continuaram morando no Hotel Transilvânia, já que Drácula (Adam Sandler) ofereceu um emprego ao genro. Ele na verdade quer que sua filha permaneça ao seu lado, especialmente quando ela revela estar grávida. Eufórico com a notícia, Drácula torce para que seu neto seja um vampiro de verdade e busca, a todo instante, indícios de que isto acontecerá. Entretanto, o pequeno Dennis (Asher Blinkoff) está prestes a completar cinco anos e, ao menos por enquanto, tudo indica que ele é um humano normal.

Na continuação do filme bacana de 2012, temos Mavis e Jonathan tendo um filho, o que torna Drácula avô. Mas cê acha que ele vai ser superprotetor igual era com a filha? Nada, ele quer é ver se o moleque não é um vampirinho presa-presa. Sim, presa de canino-presa de travada. Porque tem todo um rolê de que, se não as presas não sairem até o quinto aniversário, quer dizer que o moleque vai ser um humano, e não um vampiro; o que para conde Drácula é uma perda inenarrável.

Depois de assistir o primeiro só pra não me sentir tão perdido vendo esse, confesso que criei uma certa expectativa, e como dizem, crie porcos mas não crie expectativa. Todo o rolê se concentra na luta de Drácula pra ver se Dennis é vampiro ou não, com uma trama de fundo de Mavis querendo se mudar pra longe do hotel. Mas eu tava esperando um negócio mais focado no desenvolvimento do Dennis, e no relacionamento dele com o hotel. Mas não, ao contrário do que se imaginaria, o hotel mal é plano de fundo pra trama, já que em boa parte do filme ele nem aparece. E isso não me agradou. Ou talvez foi não ter pego pipoca e refrigerante pra ver o filme porque a fila tava gigantesca, não sei dizer ao certo.

Pois bem, enquanto Mavis e Jonathan passam um tempo na Califórnia, pra ver se eles vão se mudar, Drácula e a gangue levam Dennis pra ver se ele é um vampiro ou não. Na base do treinamento recebido centenas de anos atrás, pelo próprio Drácula quando era só um morceguinho. E por mais que as piadas fossem boas [São só médias], esse background não funcionou pra mim. Claro, as piadas ainda tinham graça, mas o filme não é cativante como o primeiro, e não tem nada a ver com o fato de eu ter visto esse dublado. Talvez tenha até melhorado, inclusive. Dublagem brasileira as vezes consegue uns milagres que você não faz ideia.

 Descobri porque a Mavis me lembra a Aline: Porque é uma pamonhona! [Não me mate ao chupar meu sangue, Aline]

O foco foi diferente do primeiro, e com isso parte da graça se perdeu, caso eu não tenha sido claro o suficiente. E a adição de novos personagens, junto com a cena final, me deixaram com um gosto azedo na boca. Mas o que eu poderia esperar de um roteiro feito pelo próprio Adam Sandler? É óbvio que ele ia querer ser o protagonista que aparece mais que tudo. Que vergonha, Sony.

Hotel Transilvânia 2

Hotel Transylvania 2 (89 minutos – Animação)
Lançamento: EUA, 2015
Direção: Genndy Tartakovsky
Roteiro: Adam Sandler e Robert Smigel
Elenco: Adam Sandler, Selena Gomez, Andy Samberg, Kevin James, Fran Drescher, Cee-Lo Green, David Spade, Steve Buscemi, Molly Shannon e Jon Lovitz

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito