Hércules (Hercules)

Cinema quinta-feira, 04 de setembro de 2014

 Todos conhecem a lenda de Hércules e seus 12 trabalhos. Nossa história começa depois dos trabalhos e depois da lenda… Assombrado por um pecado do passado, Hércules se tornou um mercenário. Junto com cinco companheiros fiéis, ele viaja pela Grécia antiga vendendo seus serviços por dinheiro e usando sua lendária reputação para intimidar seus inimigos. Quando o benevolente regente da Trácia e sua filha buscam a ajuda de Hércules para derrotar um inimigo selvagem e terrível, Hércules busca para que o bem triunfe e a justiça prevaleça…Ele precisa se tornar novamente um herói…Ele precisa abraçar o seu próprio mito…ele precisa ser Hércules.

Finalmente, depois de muitas imagens, muita especulação, Dwayne “The Rock” Johnson vive o papel da sua vida, mas eu realmente espero que não.

O filme do Hércules impressiona por sua grandeza, mas só. Divergindo completamente da HQ em que ele é baseado, Hercules é um filme de grandes proporções, grandes atuações, mas roteiro medíocre. Como eles puderam fazer isso com um texto tão fantástico como é o das Guerras Tracias eu não sei.

Roteiro

O filme já começa mostrando a que veio. Na primeira cena, Iolau esta preso por piratas, contando aos a eles sobre seu primo, o semideus Hércules, que virá atrás dele. Ele conta a esses homens sobre os 12 trabalhos, sobre sua poderosa força e sobre o mesmo ser invencível.

Quando os homens estão cheios das histórias, Hércules aparece e arrasa com todos eles sozinho. Na verdade, mostra que eles utilizam de grande habilidade psicológica, atrás dos muros de madeira se escondem os aliados de Hércules, assim, Hércules retorna invencível a frente do líder pirata, sem ao menos ser arranhado.

Pronto, você acaba de conhecer o filme inteiro. É exatamente isso que a historia fala, propaganda, as coisas não serem o que parecem ser. Ótimo, isso não é ruim, mas é pessimamente executado.

Utilizando-se de muitos flashbacks, você acaba por perder o presente. As guerras tracias se passam em um plano de fundo, sobre um homem e seus demônios interiores, sobre o peso de suas escolhas e principalmente sobre o medo de quem ele possa verdadeiramente ser.

Mas e as guerras tracias. Bom, o filme dá um grande dane-se pra ela, que passa completamente desapercebida nisso. Não posso considerar esse filme um épico, nada nele lembra um grande conto medieval, é um filme de ação pura, de um homem poderoso que tem como seu maior inimigo ele mesmo.

Personagens

Hércules (Dwayne Johnson): O poderoso Hercules é interpretado majestosamente pelo querido The Rock. O filme fala sobre ele, então não me estenderei aqui. De uma força descomunal, Hércules é filho de Zeus com uma mortal, pelo menos é isso que ele quer que seus inimigos acreditem. Forte, destemido, Hércules nunca superou a morte de seus filhos e esposa, que ele julga ter cometido. Ele carrega esse fardo com ele por onde ele vá. Tendo isso como sua única fraqueza, ele avança sobre a batalha sem medo de morrer.

Autolycus (Rufus Sewell): O braço direito de Hércules, Autolycus é seu companheiro mais antigo e o grande gênio por trás da estratégia da guerra psicológica. O ladrão tem sua meta bem estabelecidas: Ganhar muito dinheiro. Apesar de ser o mais ambicioso deles, é muito honrado e considera todos como irmãos.

Tydeus (Aksel Hennie): O guerreiro mudo é o mais leal de todos, porém aquele que possui o psicológico mais afetado dentre eles, precisando ser acorrentado durante a noite devido aos seus pesadelos vividos. É forte, violento e muitas vezes mais assustador que o próprio Hércules.

Atalanta (Ingrid Bolso Berdal): A única garota do grupo é uma sobrevivente das amazonas, e faz o estilo power girl da maneira mais clássica possível. Pra mim, ela é quase imperceptível no filme, não possui um apelo interessante, muito mais interessante no quadrinho. Mesmo assim, ela tem uma grande qualidade com arco e em batalha, alem de fazer a contra parte do Autolycus, como sendo o membro mais heróico do grupo.

Amphiarus (Ian McShane): Profeta e grande lutador, Amphiarus sabe exatamente a hora de sua morte e espera por ela com afinco, se colocando nas situações mais perigosas e arriscadas justamente por saber que não irá morrer. É o mais velho do grupo e uma espécie de mentor do Hércules, assim como dos outros. Hábil combatente também, serve tanto como um sacerdote quanto um grande guerreiro para o grupo.

Iolaus (Reece Ritchie): O primo mais novo de Hércules é um grande contador de história, talvez o maior de toda a Grécia. É o grande responsável por contar as histórias de Hércules, propagar seus feito e induzir medo nos corações inimigos e esperança nos corações dos aliados, porem a sua capacidade de combate é nula. Ele demonstra diversas vezes no filme que quer ser o herói das historia que ele conta e não mais apenas o contador delas. Nos quadrinhos, a sua importância é ímpar, já no filme é mediana.

Filme x HQ

Analisando cada um deles, o que vem a parecer é que o filme é uma versão “para menores” do HQ. Exemplo disso é Tydeus, que no filme é somente um grande guerreiro mudo; na HQ ele fala, e muito, além de devorar os mortos. Sim, ele realmente come os corpos e bebe o sangue dos mortos. Atalanta busca o tempo todo a morte, e possui um romance com Iolaus, que no filme é só uma criança besta perto dela. Na HQ, alem de Hércules ser filho de Zeus, Autolycus é um ladrão absurdo por ser justamente filho de Hermes.

A ligação da HQ com as lendas é muito mais do que o filme mostra, é meio se como os roteiristas tivessem olhado para os quadrinhos, visto o que parecia ser legal e inventado algo para aquilo. Muito fraco.

Considerações Finais

Apesar de toda a minha esperança depositada nesse filme, fiquei realmente triste pelo fato de não ter saído da ideia. Acredito se você não ler o quadrinho possa aproveitar mais a ideia do filme, mas ao lado do HQ, o filme é péssimo. Minha recomendação é ver o filme antes do quadrinho, quem sabe isso não estrague a experiência do filme.

Hércules

Hercules (98 minutos – Ação)
Lançamento: EUA, 2014
Direção: Brett Ratner
Roteiro: Ryan J. Condal e Evan Spiliotopoulos, baseados na HQ de Steve Moore
Elenco: Dwayne Johnson, Ian McShane, Rufus Sewell, Joseph Fiennes, Peter Mullan, John Hurt, Irina Shayk e Ingrid Bolso Berdal

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito